Demanda por fertilizantes deve aumentar 3,2% ao ano

ANÁLISES

Demanda por fertilizantes deve aumentar 3,2% ao ano

O maior aumento se dará na cultura da soja
Por: -Leonardo Gottems
248 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

A demanda por fertilizantes no Brasil está prevista para subir 3,2% por ano para 18,6 milhões de toneladas até 2022, segundo um novo estudo do The Freedonia Group, uma empresa de pesquisa do setor sediada em Cleveland, nos Estados Unidos. Os resultados foram apresentados recentemente no evento chamado “Global Fertilizers”. 

De acordo com os resultados do estudo, os aumentos serão os mais rápidos do mundo, beneficiando-se da crescente produção agrícola e aumento da aplicação de fertilizantes por hectare. Isso porque o Brasil tem uma grande indústria agrícola, bem como uma ampla área cultivável não utilizada que pode ser considerada para uso futuro. No entanto, esta terra tende a ser pobre em nutrientes, exigindo maiores quantidades de fertilizantes. 

Entre as culturas, a soja será a que irá registrar o maior e o mais rápido crescimento no uso de fertilizantes no Brasil até 2022, sendo que o País continua alocando mais área plantada para a produção de soja, solidificando sua condição de grande produtor dessa cultura. A indústria agrícola intensiva de soja do País também permitirá que os fertilizantes de fosfato e potássio, que são mais frequentemente usados para oleaginosa, cresçam a um ritmo acima da média dos demais produtos. 

Além disso, os dados divulgados também mostraram que a demanda global por fertilizantes deverá aumentar 1,4% ao ano para 212,1 milhões de toneladas métricas até 2022. Os ganhos resultarão dos esforços para aumentar o rendimento das safras, já que o crescimento da quantidade de terras cultiváveis em uso diminui. O uso em expansão de misturas especializadas de fertilizantes que contêm múltiplos nutrientes e aditivos para culturas específicas em climas específicos também promoverá o aumento da demanda em mercados já consolidados. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink