Agro responde por 21% da movimentação portuária
CI
Imagem: Pixabay
PARTICIPAÇÃO

Agro responde por 21% da movimentação portuária

O complexo soja tem o maior valor acumulado de todas as cadeias
Por: -Eliza Maliszewski

Cerca de 21% de tudo o que passa pelos portos brasileiros vem do agronegócio. No ano passado eram 16%. É o que aponta o Boletim Logístico, divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Os dados correspondem ao período de janeiro a outubro.

Até o mês passado foram 175 milhões de toneladas. O volume total de cargas movimentadas pelos portos no período foi de 850 milhões de toneladas. Essa quantidade é 3,7% maior do que a registrada no mesmo período do ano passado.

Até outubro o setor agropecuário registrou um superávit na balança comercial de US$ 75,5 bilhões: US$ 85,8 bilhões (exportações) e US$ 10,4 bilhões (importações). Segundo o Ministério da Economia, no mês passado, as exportações brasileiras atingiriam US$ 210,7 bilhões, sendo que a participação do agronegócio chegaria a metade desse total.

O complexo soja tem o maior valor acumulado de todas as cadeias, cerca 39,2% do total -, seguido pelos cereais, farinhas e preparações com 18,1%, carnes com 16,4%, produtos florestais com 11% e o complexo sucroalcooleiro com 9,3%. Somente as exportações de soja grão registraram um aumento superior a 30% em relação ao ano de 2019. O restante da ocupação dos portos, cerca de 79%, é em sua maioria minérios, petróleo e seus derivados.

O Brasil possui 34 portos públicos e 147 terminais de uso privado (TUP), responsáveis pela movimentação marítima e fluvial de 80% das mercadorias consumidas diariamente. De toda a movimentação, 65,5% são realizadas nos TUP’s e 34,5% nos portos organizados.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink