Confira como está o milho no Brasil
CI
Imagem: Divulgação
NEGÓCIOS

Confira como está o milho no Brasil

O Paraná tem dia fraco, com indústrias recebendo contratos futuros e praticamente fora dos negócios locais
Por: -Leonardo Gottems

O mercado de milho do estado do Rio Grande do Sul se encontra com as indústrias recebendo contratos e fora de mercado local, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “Mercado de milho em mais um dia de “mais do mesmo”. Indústrias 100% focadas em receber aquilo que tinham de contratos futuros da segunda safra, nem sequer indicando preços para mercado disponível. As ofertas no mercado local, diferido, estão em R$ 93,00 a R$ 95,00 FOB interior. Preços de balcão, em Panambi, mantiveram-se em R$ 82,00 ao produtor”, comenta.

Em Santa Catarina continuam as compras no Paraguai, que está mais competitivo e chegada de contratos. “O mercado continua grande movimentação. Com as novas quedas de Chicago e do dólar, os compradores baixaram ainda mais os preços e os vendedores locais se ausentaram. Houve algumas compras de milho do Centro-Oeste, especialmente Mato Grosso do Sul e Goiás e no Paraguai. Não tivemos indicações da indústria. Dizem que estão fora de mercado, recebendo contratos feitos antecipadamente para entrega na safra”, completa.

“No porto de São Francisco do Sul compradores recuaram mais R$ 2,00/saca para R$ 88,00 e, em Imbituba, ao redor de R$ 92-93,00. Mas, os vendedores não se mexeram. Continuam pensando nos mesmos níveis de antes, próximos a R$ 98,00 FOB e nada acontece”, indica.

O Paraná tem dia fraco, com indústrias recebendo contratos futuros e praticamente fora dos negócios locais. “Mercado local continua bem fraco, com os compradores recebendo contratos futuros e comprando no Centro-Oeste a preços mais competitivos. Hoje vimos negócios rodarem somente no norte pioneiro - Cornélio Procópio vendendo 1000 tons a R$ 85,00 - e no oeste - indústria de Cascavel tomando 2000 tons CIF a R$ 87,00. Os preços recuaram 10,52% nos últimos dois meses, de R$ 95,00/saca em abril para R$ 85,00 nesta semana”, conclui.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.