Exportações para países árabes já somam US$ 12 bilhões
CI
Imagem: Pixabay
ECONOMIA

Exportações para países árabes já somam US$ 12 bilhões

Hoje os países árabes representam o terceiro destino das exportações brasileiras
Por: -Eliza Maliszewski

Os países árabes estão, cada vez mais, consolidando-se como importantes parceiros comerciais e destino de vários produtos brasileiros que tenham a certificação halal. De acordo com a Cdial Halal, a expectativa é de que, até 2024, o mercado halal movimente em torno de US$ 3,2 trilhões em todo o mundo. Esse cenário positivo é comprovado pelos dados divulgados pela Câmara de Comércio Árabe-Brasileira (CCAB), que mostram um valor consolidado de mais de US$ 12 bilhões em exportações para países árabes entre janeiro e novembro de 2021.

Esse segmento em expansão tende também a potencializar a presença dos produtos brasileiros nesses países. A pandemia, segundo o gerente de Relações Internacionais da Cdial Halal, Omar Chahine, foi um dos motivadores que impactaram positivamente nas exportações de produtos halal. “Especialmente nesse período, o mundo passou a buscar ainda mais a segurança, rastreabilidade e saudabilidade dos alimentos e a certificação halal preenche esses requisitos, sendo critério cada vez mais procurado em todo o mundo”.

Chanine ressalta ainda que o Brasil comprova sua excelência com o aumento das exportações ao mercado árabe. “Essa expertise brasileira é comprovada pela facilidade em se adaptar a exigências e normativas diferentes, por possuir uma mão de obra especializada e capacitada, além do ambiente favorável, o que faz com que o Brasil esteja sempre na liderança de exportações halal no mundo”.

Hoje os países árabes representam o terceiro destino das exportações brasileiras, atrás apenas da China e dos Estados Unidos. Os dados divulgados pela CCAB mostram que nos onze meses de 2021 as exportações para esses destinos somaram US$ 12 bilhões e, nesse período, aumentaram 25,3%.

Já entre os principais países de origem árabe que compraram do Brasil estão: Emirados Árabes Unidos (1º), Arábia Saudita (2º) e Bahrein (3º). Entre os principais produtos exportados para essas localidades estão o minério de ferro, açúcar e carne de frango que, juntos, entre janeiro e novembro de 2021, tiveram uma receita de mais de US$ 8 bilhões. Outros produtos de destaque na pauta são café, chá mate, especiarias, preparações de carne, papel e cartão. Além disso também compram grãos como soja e milho para formular ração.

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.