Febre Aftosa: capacitação foca no futuro

RIO GRANDE DO SUL

Febre Aftosa: capacitação foca no futuro

80 servidores da Secretaria da Agricultura deverão participar do treinamento
Por:
983 acessos

O Rio Grande do Sul ainda não anunciou a definição sobre a retirada da vacina contra a febre aftosa, mas o Serviço Veterinário Oficial já está capacitando os técnicos a pensarem na atividade de vigilância e defesa sanitária sem a aplicação das doses. O Treinamento de Epidemiologia e Controle de Febre Aftosa, realizado nesta terça e quarta-feira (4 e 5/2), em Porto Alegre, é uma realização do Laboratório de Epidemiologia Veterinária (Epilab) da Ufrgs e Secretaria da Agricultura do RS através do Acordo de Cooperação Técnica com o Fundesa. 

O coordenador do Epilab, Luis Gustavo Corbellini explica que o objetivo do treinamento é fazer com que os técnicos pensem de uma forma diferente do que fizeram até hoje. “O intuito final é que eles enxerguem estratégias que começarão a se tornar importantes nesta situação de livre”, explica. Entre as estratégias estão a comunicação e a educação em saúde e a promoção do engajamento do público nestes temas.

Ao todo, 80 servidores da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural deverão participar do treinamento que ocorre em mais duas etapas além desta de fevereiro. Um na primeira quinzena de março e outro na segunda quinzena de maio. Conforme a chefe da Divisão de Defesa Sanitária Animal da secretaria, Rosane Collares, “estão participando representantes de todas as regionais da Seapdr com o objetivo de manter o pessoal em capacitação permanente em vigilância e epidemiologia”.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink