França apoia safras OGM não regulamentadas na UE
CI
Imagem: Pixabay
MUNDO

França apoia safras OGM não regulamentadas na UE 

"NBTs não são OGMs"
Por: -Leonardo Gottems

O ministro da Agricultura francês, Julian Denormandie, disse recentemente que as novas técnicas de melhoramento genético vegetal (NBT), permitem a obtenção de outros produtos que não os organismos geneticamente modificados (OGM), contrariando decisão do tribunal da União Europeia que considera que os NBT devem ser regulamentados como os transgênicos. Ele se junta ao anúncio da Inglaterra de uma consulta pública para permitir a edição de genes na agricultura. 

Vale lembrar que, durante 2018, o Tribunal de Justiça da União Europeia (TJE) decidiu que a mutagênese, incluindo as chamadas Novas Técnicas de Melhoramento Genético (NBT) com  base na edição direcionada de genes, deve ser regida pelas normas que se aplicam a OGM, nos quais o DNA de um organismo de outra espécie é incorporado. 

"NBTs não são OGMs", disse o Ministro da Agricultura da França em uma entrevista publicada por diversos meios de comunicação agrícolas na última sexta-feira. “Essa tecnologia (NBT) permite desenvolver e obter uma variedade de planta muito mais rápido e por sua vez essa mesma variedade pode aparecer naturalmente em algum momento, e isso é uma coisa muito boa”, compeltou. 

No Chile, o doutor em ciências biológicas e diretor executivo do ChileBio, Miguel Ángel Sánchez, explica que, na mesma linha da autoridade francesa, “já existem 12 países no mundo, incluindo o Chile, que têm um Regulamentar que trata as culturas obtidas por edição de genes como qualquer outra cultura comercial, sem considerá-las como OGM, uma vez que não incluem incorporação de DNA ou genes estranhos. Além disso, espera-se que vários países adotem uma abordagem semelhante este ano. Por exemplo, a Inglaterra já iniciou um processo de consulta para avançar neste assunto ”,  diz Miguel Angel Sánchez, Diretor Executivo do ChileBIO. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink