Novo presidente da Embrapa visita Unidade de pesquisas de Pelotas

Evento

Novo presidente da Embrapa visita Unidade de pesquisas de Pelotas

Empossado em outubro na Empresa, vem pela primeira vez ao RS e inaugura duas estruturas de laboratórios e mantém diálogo com empregados
Por:
96 acessos

Sebastião Barbosa, empossado em outubro na Empresa, vem pela primeira vez ao RS e inaugura duas estruturas de laboratórios e mantém diálogo com empregados.

Nesta quarta-feira, 12 de dezembro, a  Embrapa Clima Temperado (Pelotas,RS), unidade de pesquisas  vinculada a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), recebe pela primeira vez a visita de seu novo presidente, Sebastião Barbosa, que também vem conhecer o estado do Rio Grande do Sul.

Na oportunidade ele inaugurará ao lado da Chefia Geral o Núcleo de Alimentos e o Núcleo de Bioinsumos e Recursos Genéticos, às 13h30, na sede da Unidade de pesquisas, à BR 392, km 78, em Pelotas. O ato será prestigiado pelas principais lideranças gaúchas das cadeias produtivas.O presidente foi empossado em outubro deste ano e tem se  dedicado as visitações para verificar a realidade do desenvolvimento e atuação da pesquisa agropecuária.

A Presidência da Embrapa terá uma programação densa, visitando todas as bases físicas da Unidade de pesquisa, incluindo a Estação Experimental de Cascata (EEC) e a Estação Experimental de Terras Baixas (ETB), além de reuniões internas com a gestão da Unidade e com as equipes de trabalho que compõem o quadro funcional da Embrapa Clima Temperado.

As atividades se iniciam às 7h30 na EEC, seguida de reunião com gestores e visitação aos campos experimentais daquela base física. Após, às 10h será percorrida a área experimental da ETB e seus laboratórios. À tarde, às 13h30, acontece a inauguração das duas estruturas de laboratórios, seguida de apresentação de  Mostra de degustação de produtos e tecnologias da Unidade  e interação com as equipes de Pesquisa, Desenvolvimento, Transferência de Tecnologias e  Inovação. Às 15h45, acontece a reunião com os 350 empregados, no auditório da sede da Unidade de pesquisas e o encerramento está previsto às 18h30 numa reunião final com a avaliação da visita e direcionamentos à gestão do centro de pesquisa de Pelotas.  

Desafios para  a Embrapa

No discurso de posse de Sebastião Barbosa, embora a Embrapa tenha contribuído para a sociedade brasileira, ele destacou que é momento de pensar nos desafios que a Empresa terá de enfrentar nos próximos anos, em um cenário mundial de consumidores mais exigentes, que querem acessar alimentos, fibras e produtos florestais mais baratos, porém modernos e produzidos com sustentabilidade econômica, social e ambiental.

O processo de reestruturação da Empresa iniciado neste ano foi confirmado pelo novo presidente que será continuado, com a participação das unidades de pesquisas descentralizadas e de parceiros. Assim como, seguirá à risca a orientação direta do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) sobre a necessidade de maior a aproximação da Empresa com o setor produtivo, por meio de associações, cooperativas, sindicatos, federações, trabalho a ser realizado em parceria com a Confederação Nacional de Agricultura (CNA) e a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB).

Outro ponto levantado por Barbosa é revisar prioridades da pesquisa, sem deixar de dar atenção a vocações típicas da agricultura brasileira. Fortalecer os setores de leite e derivados, de pescados, de frutas e essências nativas, e de produtos florestais são exemplos dados pelo dirigente.  Mas, indicou o grande esforço necessário que será feito para fortalecer a agenda de pesquisa para a região do Semiárido.  

Também confirmou que a Embrapa buscará novas formas de financiamento, tendo em vista o cenário de fortes restrições orçamentárias que dificultam a renovação do quadro de cientistas da Empresa. Também citou a necessidade de implementar um programa de capacitação avançada e continuada, bem como a renovação de máquinas, laboratórios, equipamentos e veículos.  

Perfil do presidente

Sebastião é engenheiro agrônomo, especialista em Entomologia (estudo dos insetos) e foi contratado pela Embrapa em 1976 para atuar em programas de controle e erradicação de pragas. Por 17 anos trabalhou na Organização das Nações Unidas para Alimentação e a Agricultura (FAO), no Serviço de Proteção de Plantas, em Roma, Itália; e no escritório para a América Latina e o Caribe, em Santiago, Chile - nesse período manteve-se licenciado sem receber rendimentos da Empresa. Também foi coordenador de cooperação internacional da Embrapa e Chefe-Geral da Embrapa Algodão, centro de pesquisa localizado em Campina Grande, na Paraíba, além de outras atividades exercidas na estatal.

Laboratórios inaugurados

O Núcleo de Alimentos é composto pelas áreas de tecnologia de alimentos e pós-colheita direcionadas a desenvolver e a qualificar os processos agroindustriais para a produção de doces, sucos, conservas, desidratados, produtos minimamente processados, polpas, derivados lácteos e azeites, visando agregação de valor e acesso ao mercado. Faz parte deste Núcleo o Laboratório de Análise de Azeites, que tem seu credenciamento solicitado neste ano e será o único no país com 100% das análises automatizadas.

O Núcleo de Insumos Biológicos e Recursos Genéticos congrega as áreas de biotecnologia e biologia molecular, cultura de tecidos e bioinsumos direcionadas a dar suporte aos programas de melhoramento genético de cereais, frutas e hortaliças, bem como ao desenvolvimento de processos e ativos de base biológica para uso na agricultura relacionados a fixação biológica de nitrogênio, promoção do crescimento de plantas, novos fertilizantes e biorremediação.

As duas estruturas fazem parte de uma açãoe estratégica adotada pela gestão da Unidade de pesquisas de buscar no limite a racionalização de custos e o compartilhamento de estruturas de suporte a pesquisa, desenvolvimento e inovação e ficam localizadas na sede do centro de pesquisas de Pelotas.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink