Organismos causam perdas no campo
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)


Agronegócio

Organismos causam perdas no campo

Os nematóides constituem o grupo de pluricelulares mais abundantes no planeta
Por:
3566 acessos

Os nematóides constituem o grupo de pluricelulares mais abundantes no planeta. Geralmente são classificados segundo seu hábito nutricional. Dentre os grandes grupos de nematóides estão os fitonematóides, ou nematóides parasitas de plantas que causam perdas econômicas significativas em uma grande variedade de culturas. Estes organismos alimentam-se e reproduzem-se em plantas vivas, podendo migrar para a região rizosférica, para dentro das raízes, ou em direção à parte aérea. Em 1987, já havia estimado, perdas mundiais causadas por nematóides variando de 8 a 20%, com valor anual de 87 bilhões de dólares. Para o manejo destes parasitas frequentemente se recorre ao controle químico que têm seu uso cada vez mais limitado por sua alta toxicidade, risco de contaminação ambiental, alto custo, baixa disponibilidade em países em desenvolvimento, ou baixa eficácia de controle após repetidas aplicações.

Dentre os nematóides-chave na cultura da soja encontram-se os nematóides de galha Meloidogyne incognita.Os nematóides do gênero Meloidogyne sp. possuem ampla distribuição geográfica e representam um dos principais problemas para a cultura da soja. Formam estruturas denominadas galhas no sistema radicular da planta interrompendo tanto os vasos condutores, xilema e floema ocasionando murcha das plantas durante os períodos mais quentes do dia, menor desenvolvimento das plantas, desfolha prematura, sintomas de deficiência mineral, clorose, redução e deformação do sistema radicular, decréscimo da eficiência das raízes em absorver e translocar água e nutrientes e menor crescimento da parte aérea, culminando com menor produção, comprometendo ou até mesmo inviabilizando o cultivo em áreas com infestações mais severas.

No manejo integrado de doenças e nematóides devemos utilizar várias estratégias combinadas, como medidas de exclusão, utilização de plantas antagonistas, controle químico, adubação verde, cultivares resistentes, rotação de culturas, pousio e controle biológico. No caso do nematóide do cisto e galhas da soja onde não ocorre controle químico eficiente, o controle biológico assume muita importância.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink