Outono terá chuvas intensas e baixas temperaturas
CI
Imagem: Pixabay
PREVISÃO DO TEMPO

Outono terá chuvas intensas e baixas temperaturas

Estação começa no dia 20 de março em todo o Hemisfério Sul
Por: -Eliza Maliszewski

O Outono no Hemisfério Sul inicia-se no dia 20 de março de 2022 às 12h33min e termina no dia 21 de junho às 06h14 (horário de Brasília). É uma estação considerada de transição entre o verão quente e úmido e o inverno frio e seco. Neste período, as chuvas são mais escassas no interior do Brasil, em particular no semiárido nordestino. Na parte norte das regiões Nordeste e Norte ainda é época de muita chuva, principalmente se houver a persistência do sistema atmosférico denominado Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) mais ao sul de sua faixa de atuação. 

A estação caracteriza-se também pelas primeiras incursões de massas de ar frio, vindas do sul do continente, e que provocam a queda das temperaturas, principalmente na Região Sul e em parte da Região Sudeste. Destaca-se que, durante o Outono, normalmente observam-se as primeiras formações de fenômenos adversos como: nevoeiros nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste; geadas nas regiões Sul e Sudeste e no Mato Grosso do Sul; neve nas áreas serranas e nos planaltos da Região Sul, e friagem no sul da Região Norte e nos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e até mesmo no sul de Goiás.

Fenômenos climáticos

Desde outubro de 2021, as anomalias de Temperatura da Superfície do Mar (TSM) na área do Oceano Pacífico Equatorial denominada Niño 3.4, vem apresentando valores inferiores a -0,5°C, situação em que se configura a existência do fenômeno La Niña. Esse fato tem contribuído para ocorrência de chuvas mais frequentes nas regiões Norte e Nordeste, bem como com a escassez de chuvas na Região Sul do Brasil, durante o verão 2021/2022.

Entretanto, nos primeiros meses de 2022, um decréscimo na intensidade do fenômeno vem sendo observado, permanecendo na classificação de intensidade fraca, ou seja, com valores superiores à -1,0°C, mas inferiores à -0,5°C. O modelo de previsão de ENOS (El Niño – Oscilação Sul) do APEC Climate Center (APCC), centro de pesquisa sediado na Coréia do Sul, aponta para uma probabilidade próxima a 50% de que as condições de La Niña permaneçam com intensidade fraca até meados do outono de 2022, com uma possível transição para neutralidade entre os meses de maio e junho. Neste sentido, é recomendável o acompanhamento das atualizações do monitoramento da TSM no Oceano Pacífico, e assim verificarmos a persistência do fenômeno.

Prognóstico Climático por região para o período Abril, Maio e Junho/2022

Região Norte

A previsão para o trimestre de abril-maio-junho/2022 indica que as chuvas deverão permanecer acima da média climatológica, principalmente no nordeste do Pará e noroeste do Amazonas, devido a persistência de dias chuvosos. Já no sudoeste do Pará, as probabilidades indicam chuvas ligeiramente abaixo da média. A previsão do INMET também indica o predomínio de temperaturas próximas da média em grande parte da Região Norte.

Região Nordeste

A previsão do modelo estatístico do INMET para o outono indica chuvas acima da média em grande parte da Região Nordeste, principalmente nos meses de abril e maio, quando as chuvas deverão persistir sobre a parte norte da região devido a permanência da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) em sua posição climatológica. Além disto, o aumento da temperatura das águas próximas à costa nordestina poderá aumentar as chances de chuvas até o final do outono. No leste do Nordeste, normalmente existe um aumento gradativo das chuvas entre as estações de outono e inverno, devido a evolução dos Distúrbios Ondulatórios de Leste (DOL). As temperaturas permanecerão próximas e acima da média na região, exceto na parte norte dos estados do Maranhão, Piauí e Ceará, onde as temperaturas poderão ser mais amenas.

Região Centro-Oeste

A previsão para o outono indica que as chuvas irão ocorrer dentro da normalidade a abaixo da média climatológica em grande parte da região, exceto nas partes central e leste do Mato Grosso, onde existe a possibilidade das chuvas serem mais frequentes no mês de abril. Ressalta-se que, a partir do mês de maio, tem-se o início de período seco na parte central do país. As temperaturas deverão ser acima da média em toda região, com exceção do leste do Mato Grosso do Sul, onde as temperaturas previstas poderão sofrer certo declínio ao longo dos meses de outono.

Região Sudeste

A previsão indica que as chuvas deverão permanecer abaixo da média nos próximos três meses. Normalmente, existe uma redução das chuvas sobre esta região a medida que se aproxima do outono, dando início ao período seco. A temperatura do ar deverá prevalecer próxima e ligeiramente acima da climatologia do período, porém não se descarta a possibilidade da entrada de massas de ar frio que poderão diminuir as temperaturas em localidades de maior altitude, a partir do mês de maio.

Região Sul

O prognóstico climático indica que chuvas serão abaixo da média na maior parte da Região Sul, em decorrência dos impactos que o fenômeno La Niña pode causar, porém não se descarta a entrada de frentes frias que poderão provocar chuvas sobre a parte leste da região. A temperatura do ar na Região Sul deverá prevalecer próxima e acima da climatologia do período, porém não se descarta a possibilidade de haver a incidência de geadas, principalmente em áreas serranas, à medida que se aproxima do inverno.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.