Preço da soja ainda sobe mais?
CI
Imagem: Sheila Flores
ANÁLISE AGROLINK

Preço da soja ainda sobe mais?

Nesta semana o fator de peso foi a volta das chuvas nas regiões produtoras
Por: -Leonardo Gottems

A pergunta que todos os produtores de soja querem realmente saber nesse momento é: Os preços podem subir mais? Para respondê-la, respondem os analistas de mercado da Consultoria TF Agroeconômica, é necessário fazer uma análise técnica fundamental.

“Depois de atingiu US$ 14,33 no último dia 10 de junho passado, iniciou-se um processo de queda de 196 pontos que, em uma semana, caiu para US$12,37, recuperando-se depois. Em 10 de agosto de 2021 fechou um triângulo equilátero que, na interpretação técnica, significa que ele irá novamente cair no tamanho da base deste triângulo. Este processo foi atingido em 09 de novembro, quando Chicago voltou a atingir US$ 12,08/bushel. Depois disto, voltou a iniciar um rápido processo de recuperação, suportado pelos problemas climáticos na América do Sul, que levaram as cotações de volta aos US$ 14,23, bem próximo da máxima do ano, que foi US$ 14,33”, relembram os especialistas.

De acordo com eles, nesta semana o fator de peso foi a volta das chuvas nas regiões produtoras do Brasil e da Argentina. “A análise dos relatórios oficiais e não-oficiais ainda suscitam muita incerteza sobre os dados reais de Oferta & Demanda tanto de soja em grão quanto dos subprodutos, com números bem diferentes, dependendo da instituição que os analisa”, explicam.

BRASIL

No Brasil a colheita de soja 2021/22 estava 1,2% concluída em 13 de janeiro. Isso é superior aos 0,4% do ano passado e se compara a 1,1% em média. Em que pese que grande parte da safra dos estados do Sul brasileiro estejam grandemente comprometidas, nos estados do Centro-Oeste e do Norte do país elas foram benéficas, mantendo a produção em níveis elevados (138 MT), embora não no volume inicialmente previsto (144 MT).

ARGENTINA

A Bolsa de Cereais de Buenos Aires espera que a safra de soja da Argentina seja de 44 MT conforme sua previsão recente. O USDA tinha a Argentina em 46,5 MT em seu relatório WASDE de janeiro. A Bolsa de Comércio de Rosário estima uma safra de soja ainda menor, de 40 MT.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.