Receita cambial das carnes aumentou 12,5% em 2019

RECEITA CAMBIAL

Receita cambial das carnes aumentou 12,5% em 2019

Dentro do esperado, a carne bovina foi a principal geradora de divisas do setor
Por:
321 acessos

A compilação relativa a 2019, efetuada pelo Ministério da Agricultura junto aos dados da SECEX/ME, aponta que, frente a um aumento de volume que não chegou a 6%, as exportações de carnes geraram incremento de receita de 12,5%. Do total auferido – US$16,5 bilhões – pouco mais de 97% foram propiciados pelas carnes bovina, suína e de frango.

Dentro do esperado, a carne bovina foi a principal geradora de divisas do setor. E não só manteve a primeira posição (conquistada em 2018) como ampliou a diferença em relação à carne de frango. Esta viu sua participação cair de 43,6% do total (2018) para 41,7%, enquanto a participação da carne bovina subiu de 44,5% para cerca de 45,8%.

No entanto, é interessante notar que – considerado apenas o produto in natura – a carne de frango, ainda que por pequena diferença, mantém-se como a maior geradora da receita cambial das carnes, respondendo por pouco mais de 40% da receita total.
 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink