RS: resultados do projeto Projeto Flores para Todos são apresentados
CI
Imagem: Divulgação
EVENTO

RS: resultados do projeto Projeto Flores para Todos são apresentados

A 8ª fase do Projeto Flores para Todos passou a ser executada com o intuito de estimular a produção comercial de flores,
Por:

Neste segundo semestre de 2021, a oitava fase do Projeto Flores para Todos passou a ser executada com o intuito de estimular a produção comercial de flores, sendo os resultados apresentados e avaliados nesta quinta-feira (25/11), em reunião virtual. A atividade vem sendo estimulada por meio do Projeto de Extensão Flores para Todos, desenvolvido pela equipe multidisciplinar e multi-institucional PhenoGlad, cuja proposta central é divulgar a floricultura como alternativa de renda e de diversificação de culturas para agricultores familiares no RS, SC e PR. A reunião tratou do encerramento da fase atual do projeto, que contemplou a produção dos gladíolos no Rio Grande do Sul, uma iniciativa da Equipe PhenoGlad da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), sendo a Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), a principal parceira no Estado.

A oitava fase do Projeto é a primeira que conta com as quatro espécies de flores trabalhadas pela equipe: o gladíolo, a statice, o girassol de corte e as dálias. "Todas essas espécies reúnem as características de rusticidade, fácil cultivo e manejo, baixo custo de produção e rápido retorno financeiro", destaca a professora da UFSM Lilian Uhlmann. No segundo semestre de 2021, são 16 municípios que realizam o cultivo de gladíolos (em 16 produtores e três escolas rurais), 20 municípios de girassóis de corte (19 produtores e uma escola rural), sete municípios, o cultivo de statice, e outros seis, produziram dálias (seis produtores, uma prefeitura e três escolas).

Desde o início do Projeto, em 2018, já são 157 famílias de 130 municípios beneficiadas com 90 mil hastes de gladíolos, 20 mil hastes florais de statice, 2 mil hastes florais de girassol, além da utilização da produção de flores como ferramenta pedagógica em 23 escolas do campo.

No primeiro ano, as famílias participantes com a cultura do gladíolo recebem 200 bulbos, sendo 50 de cada cultivar, assim como adubo, ureia e fios para tutoramento. O projeto prevê o acompanhamento e assessoria aos produtores por meio de visitas técnicas realizadas pelos integrantes das equipes PhenoGlad e dos extensionistas da Emater/RS-Ascar, desde o plantio do bulbo até a colheita da flor, de forma que ao final os produtores sintam-se aptos a seguir com autonomia os próximos cultivos. "Este projeto tem duas características principais, a primeira é que gera resultados. A segunda característica é gerar renda, para além de embelezar. Nas 157 famílias já contempladas, mais de 90% permanecerem cultivando as flores", destaca o coordenador do Projeto, Nereu Augusto Streck, ao destacar a importância do trabalho dos extensionistas da Emater/RS-Ascar, que segundo ele, "são no Brasil uma referência de Extensão Rural na área da floricultura. Todos os projetos no RS são capitaneados pelos extensionistas, que levam as informações às famílias no dia a dia".

O cultivo na região de Santa Rosa

Na região de Santa Rosa o projeto iniciou em 2019, na quarta fase, beneficiando famílias dos municípios de Santa Rosa (duas produtoras e a Escola Estadual Técnica Fronteira Noroeste de Santa Rosa), Giruá (uma produtora e a Escola Municipal de Ensino Fundamental Agrícola de Tempo Integral São Miguel Arcanjo) e uma produtora em Porto Vera Cruz.

Em 2021, na oitava fase do projeto, foram contemplados produtores dos municípios de Cândido Godói, São Paulo das Missões, Campina das Missões, Porto Lucena e Tuparendi. Além de permitir que a propriedade assuma um novo cenário, que chama a atenção pela beleza, os produtores encontram na produção de gladíolos mais uma forma de geração de renda. Parte da produção já foi comercializada no Dia dos Finados e alguns produtores se organizam para atender às festas de final de ano e, mais tarde, o Dia das Mães.

Em Tuparendi os gladíolos foram cultivados pelas produtoras Fabiane e Diana Rambo, da localidade de Lajeado Grande. O acompanhamento do projeto está sendo realizado pelas extensionistas Débora Schallemberger de Souza e Marina Domenighi. "Temos a ideia de difundir mais a cultura da produção de flores e ampliar a distribuição de bulbos, contemplando também outros produtores, quando possível", afirma a extensionista Débora.

Outra produtora que cultivou os bulbos foi Ágata Kunkel, de Esquina União, Cândido Godói, com acompanhamento dos extensionistas Elizane Kinn e Elton Naumann. "Na propriedade, arrumamos um lugar perto de casa, tinha água disponível, a Emater ajudou bastante, qualquer dúvida que tinha ligava para eles e me ajudavam. A melhor parte foi a colheita, quando começamos a colher daí fiz bastante propaganda com as primeiras flores. O pessoal começou a pedir arranjos e flores soltas. Até chegou a faltar um pouquinho para o Dia dos Finados. A comercialização me surpreendeu mesmo, o quanto que o pessoal quis. Foi fácil a comercialização, alguns vieram buscar as hastes em casa, estou muito contente", relata a produtora Ágata Kunkel, que pretende continuar com a produção de gladíolos e atender a pedidos já realizados. A extensionista Elizane reitera que o volume de comercialização foi uma surpresa, tendo como resultado também o resgate à cultura dos gladíolos.

Da mesma forma, os produtores Luciano e Carla Spiesa, da Linha Buriti, interior de Campina das Missões, realizaram o plantio dos gladíolos da oitava fase do projeto Flores para Todos com a intenção de realizar a colheita próximo ao Dia dos Finados. No município, recebem o acompanhamento do extensionista Antônio Jung. "Pretendemos estimular a organização da produção de modo a atender determinados eventos e períodos de maior demanda", destaca Jung.

Também foram cultivados gladíolos pelo produtor de Porto Lucena Cleiton Rodrigo Primaz, com acompanhamento técnico de Claudiomiro Horn, e pela produtora de São Paulo das Missões, Elaine Lauer Henrich, com assistência do extensionista Júnior Kessler.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.