RS espera alta de 37% na safra de trigo
CI
Imagem: Pixabay
CEREAIS

RS espera alta de 37% na safra de trigo

Também foi divulgada a estimativa para os demais cereais de inverno
Por: -Eliza Maliszewski

A Emater/RS e a Secretaria da Agricultura do Estado divulgaram, nesta quarta-feira (23), a estimativa para a safra de inverno no Rio Grande do Sul. Os números mostram evolução em todas as culturas semeadas nesta época do ano. 

Considerada a área e produção das culturas de aveia branca grãos, canola, cevada e trigo o Estado deve plantar 1.496.253 hectares ante 1.349.955 hectares na safra passada. A produção deve ficar quase 1 milhão de toneladas a mais, somando 3,702 milhões de toneladas ante 2,840 no ciclo passado. 

"O Rio Grande do Sul está retornando ao protagonismo que sempre teve no agronegócio. Foi um ano muito positivo. A economia mellhorando e os investimentos sendo divulgados", destacou o presidente da Emater/RS, Geraldo Sandri.

Esse bom desempenho é puxado, principalmente, pelo trigo. Nesta safra são esperados 2.899  milhões de toneladas, alta de 37%. Em área plantada o avanço projetado é de 13,2%, com 1.080.559 hectares e a produtividade deve ser 21,6% maior, com 2.684 kg/ha. O maior avanço da cultura é notado na Metade Sul, que vem descobrindo o valor do trigo. Em Pelotas, por exemplo, a alta é de 104%, passando de 4.855 hectares para 9.950 hectares. Entre as regiões produtoras baixa somente em Lajeado (-53%) e Bagé (-27%).

"A safra de inverno tem a simbologia de que se bem plantada a safra de veão também terá sucesso", comentou o Diretor da Emater/RS, Alencar Rugeri.

Outras culturas

Na aveia preta a estimativa é de alta de 3,9% na área, somando 246,8 hectares. Na aveia branca alta de área de 5,7%, com 342.881 dedicados à cultura e produção estimada de 718.195 toneladas, uma elevação de 17,8%.

Na canola avanço de 15,7%, com 40,1 hectares. A produção deve crescer 55%, chegando a 52.650 toneladas. Avanço de 34% na produtividade, de 974 para 1.310 kg/ha.

Na cevada avanço em área de 12,8%, chegando a 41.930 hectares. A safra 2020/21 deve somar 116.585 toneladas, alta de 25,2% e produtividade média de 2.780 kg/ha, avanço de 11%.

Clima deve favorecer

O boletim ainda projeta o clima para os próximos meses no Estado. De acordo com o meteorologista Flávio Varone, o trimestre julho/agosto/setembro não terá influência de fenômenos climáticos globais, como El Niño e La Niña, o que manterá o Inverno 2021 com padrões típicos da estação no RS, com condições próximas da normalidade, o que favorecerá a ocorrência de chuvas mais bem distribuídas e temperaturas mais baixas em alguns setores do Estado.

Em julho e agosto, o ingresso regular de frentes frias e massas de ar frio deverá favorecer precipitações ligeiramente acima da média na maiorias das regiões, com temperaturas mínimas e máximas abaixo da normalidade. Para setembro, as temperaturas deverão apresentar elevação natural e a tendência é de diminuição da chuva na Metade Sul, com precipitações normais no restante do Estado.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.