Goiás

Sead distribui 14 toneladas de sementes crioulas no estado do Goiás

14 toneladas de sementes crioulas de milho, feijão e arroz para 22 cidades do Nordeste do estado de Goiás
Por: -Carolina Gama
69 acessos

A Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) distribuiu, nesta sexta-feira (17), 14 toneladas de sementes crioulas de milho, feijão e arroz para 22 cidades do Nordeste do estado de Goiás. O evento que aconteceu na cidade de Simolândia, foi uma parceria do Governo Federal com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e com o Movimento Camponês Popular (MCP). 

Com o recurso entregue, cerca de 900 famílias serão beneficiadas. O secretário especial da Sead, Jefferson Coriteac, destaca um dos objetivos da sua gestão. “Não só para trazer sementes para as pessoas que eu quero vir aqui, mas também para entender o que cada um desses colegas aqui da terra precisam. Hoje trouxemos sementes crioulas para que cada um dos agricultores que as receberem possam plantar e assim semear a vida.” E complementa, “para o Governo Federal essas iniciativas são motivos de orgulho. É importante fazer isso. Nós temos que beneficiar aqueles que mais precisam. Pois acreditamos que o crescimento do país passa pela agricultura familiar. Não é simplesmente fazer política, é fazer o bem.”

O delegado federal do desenvolvimento agrário em Goiás, Ícaro Braga, destaca que já é o terceiro ano consecutivo que esse evento é realizado. “Ainda iremos realizar essa ação no norte e no sudoeste do estado nos próximos 20 dias.” 

Com mais de 10 anos de atuação no setor, o MCP trabalha em função de resgatar variedades de sementes que foram se perdendo ao longo dos anos. O objetivo é sempre multiplicar e melhorar as sementes para garantir que as famílias tenham acesso. A coordenadora nacional do MCP, Jéssica Brito, comenta que o significado de ser agricultora é “produzir sementes crioulas, aquelas que são capazes de todos os anos o agricultor plantar, e depois selecionar e depois plantar ela de novo, é o mesmo que produzir semente da vida.”

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink