Sead distribui 14 toneladas de sementes crioulas no estado do Goiás

Goiás

Sead distribui 14 toneladas de sementes crioulas no estado do Goiás

14 toneladas de sementes crioulas de milho, feijão e arroz para 22 cidades do Nordeste do estado de Goiás
Por:
89 acessos

A Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) distribuiu, nesta sexta-feira (17), 14 toneladas de sementes crioulas de milho, feijão e arroz para 22 cidades do Nordeste do estado de Goiás. O evento que aconteceu na cidade de Simolândia, foi uma parceria do Governo Federal com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e com o Movimento Camponês Popular (MCP). 

Com o recurso entregue, cerca de 900 famílias serão beneficiadas. O secretário especial da Sead, Jefferson Coriteac, destaca um dos objetivos da sua gestão. “Não só para trazer sementes para as pessoas que eu quero vir aqui, mas também para entender o que cada um desses colegas aqui da terra precisam. Hoje trouxemos sementes crioulas para que cada um dos agricultores que as receberem possam plantar e assim semear a vida.” E complementa, “para o Governo Federal essas iniciativas são motivos de orgulho. É importante fazer isso. Nós temos que beneficiar aqueles que mais precisam. Pois acreditamos que o crescimento do país passa pela agricultura familiar. Não é simplesmente fazer política, é fazer o bem.”

O delegado federal do desenvolvimento agrário em Goiás, Ícaro Braga, destaca que já é o terceiro ano consecutivo que esse evento é realizado. “Ainda iremos realizar essa ação no norte e no sudoeste do estado nos próximos 20 dias.” 

Com mais de 10 anos de atuação no setor, o MCP trabalha em função de resgatar variedades de sementes que foram se perdendo ao longo dos anos. O objetivo é sempre multiplicar e melhorar as sementes para garantir que as famílias tenham acesso. A coordenadora nacional do MCP, Jéssica Brito, comenta que o significado de ser agricultora é “produzir sementes crioulas, aquelas que são capazes de todos os anos o agricultor plantar, e depois selecionar e depois plantar ela de novo, é o mesmo que produzir semente da vida.”

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink