Coluna

Trabalhar em pé, a nova-velha moda

Pesquisa sugere que trabalhar em pé pode ser bom para a mente
Por:
150 acessos

Uma pesquisa que acaba de ser publicada por Yaniv Mama e seus colegas da Universidade de Ariel, em Israel sugere que trabalhar em pé pode ser bom para sua mente, para o seu corpo e ainda melhorar seu desempenho cognitivo. Será?

Trabalhar de pé exige mais esforço do que trabalhar sentado e a impressão que causa é que exige maior energia mental. Os músculos envolvidos quando se está de pé são monitorados e ajustados constantemente pelo cérebro. E, experimentos recentes, indicam que a atenção é um recurso finito, portanto imaginava-se que trabalhar em pé poderia reduzir a quantidade disponível de atenção que poderia ser utilizada em outras atividades.

Uma contra hipótese, no entanto, é que trabalhar de pé cria um “estresse suave” - e as experiências também mostram que, quando as pessoas estão sob estresse suave, seu desempenho cognitivo melhora.

Para chegar a uma conclusão sobre qual posição é a mais adequada para trabalhar, o Dr. Yaniv Mama fez, com 50 estudantes universitários vários testes com equipes trabalhando em pé e sentadas.

O resultado desses experimentos foi que aquelas que estavam em pé quando fizeram o teste, se saíram muito melhor do que as que estavam sentadas.

A revista inglesa The Economist—a mais respeitada revista de gestão e economia do mundo - tem publicado estudos incentivando pessoas e empresas a experimentar a volta do trabalho em pé nos escritórios, como se fazia antigamente no mundo inteiro e até no Brasil, e como os monges sempre trabalharam nos mosteiros.

Na Europa, muitas empresas oferecem mesas com altura regulável para permitir a combinação de trabalhar em pé e sentado com excelentes resultados e o resultado é que cada vez mais pessoas estão optando por trabalhar de pé.  

Assim, diz a revista, os trabalhadores de escritório que optarem por trabalhar de pé podem aumentar sua produtividade, bem como sua saúde e bem-estar. 

Eu tenho experimentado e gostado. Vale!

Pense nisso. Sucesso!
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink