Bicho cigarreiro (Oiketicus geyeri)
CI

Bicho cigarreiro

Bicho de cigarro (Oiketicus geyeri)

Culturas Afetadas:

As lagartas desta espécie constroem uma estrutura com seda e fragmentos vegetais, que tem o formato semelhante a um “cigarro” alongado, e serve para a sua proteção. Esta estrutura, de coloração acinzentada, é transportada pelas lagartas, que normalmente mantêm o abdome em seu interior e recolhem-se totalmente ao sentirem-se ameaçadas. O “cigarro” vai sendo ampliado com o crescimento do inseto, podendo atingir até 12 cm de comprimento. As lagartas têm a cabeça e o tórax de cor marrom, com manchas irregulares esbranquiçadas.

Danos: As lagartas preferem se alimentar de frutinhas novas, que ficam perfuradas e geralmente caem, reduzindo a produção. Danificam também a casca das frutas mais desenvolvidas, até antes da colheita, que perdem o seu valor comercial. Na ausência de frutas alimentam-se de folhas e ramos.

Controle: Pela sua característica de dispersão, a catação manual dos “cigarros” é uma prática viável, pois esta praga geralmente ocorre em reboleiras. A pulverização de agrotóxicos, principalmente usando lagarticidas, é outra alternativa utilizada para controlar esta praga, com produtos registrados para a cultura.

Nenhum produto encontrado.
  • Não foram encontrados produtos para a sua pesquisa.
  • Você pode tentar novamente utilizando outra grafia para essa palavra.

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.