Mancha das folhas (Mycosphaerella personata)
CI

Mancha das folhas

(Mycosphaerella personata)

Culturas Afetadas:

A mancha da folha é uma doença de ocorrência muito comum, principalmente em videiras mal cuidadas. O aparecimento da doença é mais freqüente no final do ciclo vegetativo da planta, em cultivares americanos ou híbridos. O principal dano decorrente do ataque do patógeno é a queda prematura de folhas, que provoca enfraquecimento da planta e redução de produção no ano seguinte.

Danos: O principal sintoma da doença, como o nome sugere, são manchas irregulares a angulares no limbo foliar, de 2 mm a 1 cm de diâmetro, com bordos bem definidos. Inicialmente, as manchas apresentam coloração avermelhada, passando a pardo-escura e preta. Freqüentemente, observa-se ao redor das manchas um halo amarelo-esverdeado. Na face inferior das folhas, quando o fungo frutifica, a mancha torna-se verde-olivácea.

Controle: No caso de ataques severos da doença é recomendado realizar pulverizações no final da maturação com oxicloreto de cobre, mancozeb, captan ou tiofanato metílico. Durante a condução da cultura, os tratamentos efetuados para controlar a antracnose e o míldio são suficientes para controlar também esta doença.

As variedades européias (Vitis vinifera) são resistentes ao patógeno.

Fotos

Produto Produto Empresa Ingrediente Ativo
Recop Recop Albaugh Equivalente em cobre metálico, Oxicloreto de cobre

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.