CI

Live - Mulheres que marcam a história na Engenharia

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR) celebra essa data tão importante com a realização de uma live em seu canal no YouTube. Intitulada “Mulheres que marcam a história na Engenharia”, o encontro virtual terá a presença de três convidadas participando ao vivo e uma que participará com seu depoimento. São elas: Luciana Mascarenhas da Costa Marroni, Contra-Almirante, Engenheira Naval e Diretora de Comunicações e Tecnologia da Informação da Marinha do Brasil; Bernadete Ribeiro de Matos, Engenheira Agrônoma e Gerente da Unidade na Cargill Alimentos Ltda em Toledo, no oeste do Paraná; Bia Kern, empreendedora social, fundadora e presidente da OSC Mulher em Construção; e Cristina Fleig Mayer, Coronel, Engenheira Eletricista do Quadro de Engenheiros Militares (QEM) do Exército Brasileiro (depoimento gravado). A live será aberta pela Engenheira Civil e Coordenadora Estadual do Comitê Mulheres Engenheira Civil Karlize Posanske da Silva e pelo Presidente do Crea-PR Engenheiro Civil Ricardo Rocha de Oliveira, que darão as boas-vindas.

De acordo com Karlize, no evento virtual, os espectadores poderão conhecer a história de cada uma das mulheres na engenharia, bem como seus papéis dentro do Crea-PR. “Convidamos mulheres fortes e guerreiras que têm histórias que são verdadeiros exemplos”, comenta a coordenadora do Comitê de Mulheres, que convida a todos a assistirem a live.

No Crea-PR, há muito que ser comemorado. Atualmente, são 13,7 mil profissionais mulheres registradas no Conselho, o que corresponde a 15,3% do total. O número é considerado positivo, tendo em vista que profissões relacionadas à Engenharia, Agronomia e Geociências têm presença, desde suas criações, majoritariamente masculina, mas que, com o passar dos anos, vêm conquistando cada vez mais espaço. O número de mulheres registradas, por exemplo, cresceu 68% nos últimos cinco anos.

“Vejo um aumento cada vez maior de mulheres nas Engenharias. Quando cursei Engenharia Civil, as mulheres eram maioria, ao contrário do que costumeiramente vemos nas universidades. Acredito que os números vão subir cada vez mais, justamente pelo incentivo que o Crea-PR vem dando, junto com o Confea, e da ascensão de mulheres guerreiras, que têm alcançado grandes cargos por onde passam”, opina a Coordenadora Estadual do Comitê Mulheres.

A equidade de gêneros dentro do Crea tem o apoio do Comitê Mulheres, formado há 4 anos. “O Comitê foi pensado como um Programa de mulheres que representasse a classe e pelo qual fortalecesse mais ainda as engenheiras através de ações de valorização profissional. O nosso principal objetivo é aumentar a participação das mulheres nas decisões do sistema Confea/Crea”, acrescenta Karlize.

A Engenharia Química é a modalidade com maior presença feminina: 38,85%. Na sequência aparecem a Agrimensura (21,32%), Engenharia Civil (20,47%), Geologia e Engenharia de Minas (20,1%) e Engenharia de Segurança do Trabalho (19,5%).Mas elas não estão presentes apenas como profissionais registradas, mas também exercem cargos de responsabilidade e liderança dentro da autarquia. De acordo com levantamento realizado pelo Crea-PR em abril deste ano, as mulheres são maioria no quadro de colaboradores; ao todo são 183 contra 162 homens. Quatro são Gerentes, 20 Facilitadoras de Fiscalização e 4 Fiscais. Também há mulheres na diretoria e coordenações. As mulheres também têm se destacado nos cargos de inspetoras, com apoio do Crea-PR. Neste ano, 34 foram eleitas como Conselheiras. Nas inspetorias de todas as regionais do estado, elas ocupam 21% dos cargos.

Informações Gerais

  • 23/06/2021 à 23/06/2021
  • PR - Maringá
    Canal Youtube do Crea-PR
  • Website do Evento
  • Gratuíto

Localização do Evento