Economiade municípios pode ser recuperada pela agricultura familiar, diz vice

Agronegócio

Economiade municípios pode ser recuperada pela agricultura familiar, diz vice

Números mostram que não existe grande ou pequena propriedade, existe agricultura eficiente
Por:
504 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Por entender que a vocação de Mato Grosso é: "produzir e com qualidade", e que não existe diferença entre agricultura familiar e empresarial, em se tratando de rentabilidade, o Governo do Estado incentiva o fortalecimento da agricultura familiar nos municípios mato-grossenses. O vice-governador Carlos Fávaro esteve em visita à Piscicultura Princesa, no município de Alto Paraguai (201 Km de Cuiabá), na manhã de sábado (18.02).

"Tenho convicção de que não existe agricultura familiar e agricultura empresarial. O que existe é agricultura que dá certo, e agricultura que ainda não dá certo. Digo isso pela minha origem advinda da pequena propriedade. Uma região como essa, de economia exaurida, pode, e vai ser, recuperada a partir da agricultura familiar. É essa a vocação mato-grossense".

O vice-governador esteve na região para participar de um encontro com o Consórcio do Alto Rio Paraguai, organizada pela Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), em parceria com a vice-governadoria. O objetivo foi receber in loco as demandas dos prefeitos da região.

Fávaro exemplificou que em um hectare de soja rende R$ 3.600. Já em um tanque de peixe de uma pequena propriedade, pode produzir cerca 10 toneladas de pescado, que rende até R$ 70 mil.

"Os números mostram que não existe grande ou pequena propriedade, existe agricultura eficiente. As duas são importantes, as duas geram rendas e são muito fundamentais".

Segundo Fávaro, outro grande passo dado pelo Governo do Estado, foi a estruturação da Empresa Mato-grossense de Pesquisa Assistência e Extensão Rural (Empaer). E também o apoio da Assembleia Legislativa para a destinação de, aproximadamente, R$ 32 milhões por ano do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) Óleo Diesel para apoiar a agricultura familiar.

Na ocasião, o Secretário de Agricultura Familiar, Suelme Evangelista, anunciou que o município de Santo Afonso  irá receber um conjunto de patrulha, e o município de Arenápolis, além do conjunto de patrulha, um resfriador.

Para Tangará da Serra, está previsto a entrega de 02 tratores de emenda dos deputados estadual Saturnino Masson e Wagner Ramos. Para Nortelândia, foi feita a entrega de um conjunto de patrulha com emenda do deputado José Domingos. O secretário pontuou também que já foram entregues patrulhas mecanizadas completas para Campo Novo do Parecis, Nova Maringá e Nortelândia.

Fethab Óleo Diesel

Atualmente, o Fethab Óleo Diesel (estimado em R$ 620 milhões) é dividido em 50% para uso do Governo do Estado e os outros 50% (Fethab Rural) ficam destinados para as 141 prefeituras. Do montante destinado do Fethab Óleo Diesel, no mínimo 7% e no máximo 10%, deverão ser usados para ações de Agricultura Familiar.

Visita

Pela manhã, a comitiva liderada pelo vice-governador composta pelo senador José Medeiros, o presidente da Assembleia Legislativa (ALMT), deputado estadual Eduardo Botelho, o deputado estadual José Domingos, e os secretários de Estado Suelme Evangelista (Seaf), Domingos Sávio (Secitec), e o adjunto de Esporte (Sael), Leonardo Oliveira, saíram de Diamantino, no sentido do município de São José do Rio Claro percorrendo a MT-010 até o Posto Zuli.

Segundo informações da Sinfra, até o final deste ano, a MT-010 será restaurada em um percurso de 50 km.

A comitiva também percorreu trecho da MT-240 passando por Alto Paraguai, e também na entrada de São José do Rio Claro, Nortelândia e Arenápolis. De acordo com a Sinfra, já existe uma empresa atuando na região com serviços de manutenção, entretanto, devido ao período chuvoso, o trecho está em condições inadequadas de tráfego, mas o vice-governador determinou ações paliativas imediatas. A MT-240, que liga Alto Paraguai a Diamantino, deve receber limpezas e operações de tapa-buracos.

A Piscicultura Princesa  tem 120 tanques de peixes, com produção diária de 14 mil toneladas. A produção vai para Rio de Janeiro, São Paulo e também para Santarém, no Pará. O empreendedor Dirceu Mendes quer incentivar os pequenos produtores da região a trabalharem com piscicultura em suas propriedades. Oferecendo os alevinos, ração e assistência técnica com a garantia da compra da produção.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink