PR: CNA analisa custos de produção do café arábica

Café

PR: CNA analisa custos de produção do café arábica

Segundo resultados preliminares do painel, a realidade da região apresenta lavoura antiga, com produtividade de 35 sacas/ha
Por:
239 acessos

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) reuniu produtores rurais do município de Apucarana, no Paraná, para levantar os custos de produção do café arábica.

A inciativa faz parte do Projeto Campo Futuro, que alia a capacitação do produtor rural à geração de informação para a administração de custos, de riscos de preços e gerenciamento da produção.

A coleta de dados foi realizada pela assessora técnica da CNA, Lorena Pedrosa, e pelo técnico do Centro de Inteligência de Mercados da Universidade Federal de Lavras (CIM/UFLA), Matheus Mangia. A Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep) também esteve presente no encontro.

Segundo resultados preliminares do painel, a realidade da região apresenta lavoura antiga, com produtividade de 35 sacas por hectare. As margens estão negativas, com baixa produtividade e alto capital imobilizado.

Os técnicos identificaram um Custo Operacional Efetivo (COE) de R$ 482,40 por saca, um Custo Operacional Total (COT) de R$ 554,10/saca e um Custo Total (CT) de R$ 667,30/saca. O preço médio da saca de café em junho está em R$ 347,50.

“Ficamos muito satisfeitos com esse levantamento, pois é a quarta vez que o projeto Campo Futuro vem aqui na região. Estão sempre nos incentivando a melhorar e ajustar os custos da propriedade”, disse o produtor Alécio Almeida.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink