Expoagro Cotricampo: arroz de sequeiro é destaque no espaço da Emater/RS-Ascar

Arroz

Expoagro Cotricampo: arroz de sequeiro é destaque no espaço da Emater/RS-Ascar

Objetivo é estimular na região Noroeste a volta de um hábito que foi sendo abandonado pelas famílias rurais, plantar arroz para o consumo doméstico
Por:
97 acessos

O arroz de sequeiro é um dos destaques do espaço da Horticultura que a Emater/RS-Ascar coordena na Expoagro Cotricampo, em Campo Novo, entre quinta-feira (21/02) e sábado (23/02). O objetivo é estimular na região Noroeste a volta de um hábito que foi sendo abandonado pelas famílias rurais, plantar arroz para o consumo doméstico. 

"Nossa equipe está preocupada com algumas culturas que faziam parte do hábito alimentar e que acabaram quase que desaparecendo, por isso nos desafiamos a trazer o arroz de sequeiro para a Expoagro, juntamente com outras, como o amendoim, abóbora, batata-doce e mandioca, que compõem a base da alimentação", justificou o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Gilberto Bortolini. 

Variedades

Duas variedades de arroz de sequeiro podem ser vistas na Expoagro, o arroz branco e o arroz preto, este último adquirido no Instituto Federal Farroupilha de Santo Augusto (IFFar), sendo muito requisitado por consumidores urbanos. 

Pesou na escolha dessas duas variedades, a topografia da região.

"O relevo da região Celeiro torna mais difícil cultivar o arroz próprio para as regiões de várzea. Então, este arroz, chamado de sequeiro, que também necessita de bom aporte de água, da chuva ou de irrigação, se adapta melhor ao solo com menos umidade aqui da nossa região", explicou Bortolini. 

Período de plantio

De acordo com o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, o período de cultivar arroz se assemelha muito ao da soja, com uma pequena diferença. No caso do arroz, o plantio é antecipado. "Na nossa região, o ideal é implantarmos o arroz no mês de outubro para que ele venha a florescer e frutificar agora no mês de fevereiro, pois, se adentrarmos no mês de março, teremos noites mais frias que podem comprometer a polinização da cultura", concluiu Bortolini.

Diversidade

Além do arroz de sequeiro, o espaço da Horticultura da Emater/RS-Ascar na Expoagro Cotricampo mostra outras variedades que podem complementar a alimentação das famílias rurais. Dentre elas, hortaliças como berinjela, beterraba, cenoura, repolho e tomate. 

O grande desafio é mostrar aos agricultores que é possível cultivar hortaliças no verão, pior período do ano para se fazer isso. 

"O verão é o período mais difícil de cultivarmos na nossa região estas hortaliças, devido ao intenso calor e diminuição das chuvas", disse Bortolini. "Então, estamos nos propondo a mostrar técnicas que podem facilitar a produção de hortaliças nesta época", completou o engenheiro agrônomo.

Dentre as estratégias, a Emater/RS-Ascar sugere a implantação de sistema de irrigação por gotejamento, que utiliza menos água; variedades de hortaliças recomendadas para o verão; telas de sombreamento sobre os canteiros; plástico usados em estufas para baixar a temperatura.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink