Laren engarrafa vinhos que serão referência para comparação com produtos comerciais
CI
Imagem: Marcel Oliveira
Vinho

Laren engarrafa vinhos que serão referência para comparação com produtos comerciais

O processo é feito no Laren com uvas coletadas em todas as regiões produtoras do Estado.
Por:

Começou nesta semana o engarrafamento de vinhos da safra 2020 elaborados em pequena escala (microvinificações) no Laboratório de Referência Enológica do Estado (Laren), em Caxias do Sul. Há 16 anos, o processo é feito no Laren com uvas coletadas em todas as regiões produtoras do Estado. A produção é referência para comparação aos vinhos comerciais que são analisados no laboratório, coletados em ações fiscais no comércio, trânsito e nas vinícolas, além de amostras originárias de prestação de serviços.

“O Laren analisa todos esses vinhos para verificar características próprias das safras, conforme as diferentes cultivares e regiões produtoras, como quantidade de açúcar e água presente naturalmente nesses produtos, o que servirá como padrão de comparação aos vinhos comerciais”, explica a chefe da Divisão de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal (Dipov/DDA) da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Fabíola Boscaini Lopes.

O Laren conta com banco de dados de vinhos genuínos desde 2004, totalizando mais de 4,4 mil amostras. Esse banco de dados é único no país e pode ser comparado aos existentes em regiões tradicionais produtoras de vinhos no mundo como a França. Os resultados são usados pela fiscalização da Secretaria da Agricultura e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) nas coletas de amostras fiscais executadas em estabelecimentos vinícolas e comerciais. “Este processo auxilia na garantia de um produto de maior qualidade/confiabilidade ao consumidor final”, lembra o secretário Covatti Filho.

De acordo com a fiscal estadual agropecuária Fernanda Nascimento, que atua no Laren: “Os mostos (sumo de uvas frescas utilizado antes do processo de fermentação) desta safra apresentaram medição do teor de açúcar de, em média, 15,8 °Babo (alguns ficaram acima de 20), tiveram boa aparência, maturação e coloração uniformes, e no geral, as bagas recebidas pelo Laren estavam sadias, com baixa ocorrência de podridões causadas por fungos fitopatogênicos”, explica.

Na safra 2020, a falta de chuva reduziu o volume da produção, mas a uva colhida foi excelente, o que pode refletir em vinhos de alta qualidade. Porém, essa característica também pode aumentar as fraudes, por isso, a importância do trabalho da fiscalização e do Laren. Para a microvinificação, fiscais estaduais agropecuários coletam amostras representativas de diferentes cultivares de uvas em todas as regiões produtoras do Estado. Neste ano foram coletadas 247 amostras de uvas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink