RS: produtor de Pinhal da Serra investe na produção de pitaya
CI
Imagem: Pixabay
AGRICULTURA

RS: produtor de Pinhal da Serra investe na produção de pitaya

O cultivo de pitaya ainda é novidade para muita gente
Por:

O cultivo de pitaya ainda é novidade para muita gente, mas o agricultor Juvenal Griz, de Pinhal da Serra, resolveu encarar este desafio e hoje colhe os frutos deste trabalho. Com apoio técnico da equipe da Emater/RS-Ascar desde o início da implantação do pomar, em 2018, a produção está a todo vapor.

As etapas de correção do solo e implantação do pomar foram todas orientadas pelos técnicos e o produtor conta que executou as recomendações com muito profissionalismo, pois queria ter um bom resultado com o investimento.

A família de Juvenal gosta muito desta fruta e por isso resolveu começar a produzir. Após estudar bastante, implantou as primeiras mudas que hoje já estão em plena produção. O agricultor tem aproximadamente 500 plantas e este ano irá colher em torno de 2.500 kg de fruta. Juvenal se diz muito satisfeito com a produção, pois além de estar realizando um sonho, já é possível ter uma boa renda com a atividade, visto que o quilo de fruta está sendo comercializado a R$ 8,00. ?Estamos ampliando a produção e também vamos diversificar com outras espécies de frutas exóticas, já que o mercado está bastante favorável?, afirma.

A cultura da pitaya é viável economicamente aqui na região, principalmente porque este pomar está localizado próximo ao lago da Usina Hidrelétrica de Barra Grande, onde forma um microclima muito propício para o cultivo desta planta. Estamos otimistas e prestando todo suporte para o produtor, ressalta o extensionista rural da Emater/RS-Ascar, Roniel da Silva Motta.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink