Bula Amaze 450 WG

CI
Cimoxanil
1722
ISK

Composição

Cimoxanil 459,2 g/kg

Classificação

Terrestre
Fungicida
1 - Produto Extremamente Tóxico
IV - Produto pouco perigoso ao meio ambiente
Não inflamável
Não corrosivo
Granulado Dispersível (WG)
Fungicida

Tipo: Balde
Material: Plástico/Metálico
Capacidade: 20 kg.

Tipo: Barrica
Material: Fibra/Pepelão
Capacidade: 20 kg.

Tipo: Caixa
Material: Metálica/Papelão/Plástico
Capacidade: 50 kg.

Tipo: Cartucho
Material: Pepel
Capacidade: 20 kg.

Tipo: Frasco
Material: Metálico/Plástico
Capacidade: 50 kg.

Tipo: Saco
Material: Aluminizado/Papel revestido com polietileno/PEAD/Plástico
Capacidade: 50 kg.

INSTRUÇÕES DE USO

O produto é um fungicida sistêmico com ação curativa, atuando na inibição da germinação dos zoósporos, formação do apressório e na penetração, crescimento e formação de lesões. Embora o produto tenha uma excelente ação sistêmica, os melhores resultados são obtidos quando as aplicações se iniciam de forma preventiva ao aparecimento da doença.

MODO DE APLICAÇÃO

Batata

Utilizar pulverizador tratorizado ou costal manual com bicos de pulverização de jato cônico ou leque. Realizar as aplicações em área total, cobrindo toda a planta, com intervalo de três a quatro dias. Usar volume de calda de 500 a 800 litros por hectare.

Tomate

Utilizar pulverizador tratorizado ou costal manual com bicos de pulverização de jato cônico ou leque. Realizar as aplicações em área total, cobrindo toda a planta, com intervalo de três a quatro dias. Usar volume de calda de 800 a 1000 litros por hectare.

Uva

Utilizar pulverizador tratorizado ou costal manual com bicos de pulverização de jato cônico ou leque. Realizar as aplicações em área total, cobrindo toda a planta, com intervalo de três a quatro dias. Usar volume de calda de 1000 litros por hectare.

Utilizar a maior dose em condições altamente favoráveis às doenças.

O sistema de agitação, do produto no tanque de pulverização, deve ser mantido em funcionamento durante toda a aplicação. Seguir estas condições de aplicação, caso contrário, consultar um Engenheiro Agrônomo.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

Não entre na área em que o produto foi aplicado antes da secagem completa da calda (no mínimo 24 horas após a aplicação). Caso necessite entra antes deste período, utilize os Equipamentos e Proteção Individual (EPI) recomendados para o uso durante a aplicação.

LIMITAÇÕES DE USO

Não há limitação de uso quando utilizado de acordo com as recomendações constantes na bula.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre programas de Manejo Integrado, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados.

O fungicida é composto por Cimoxanil, do grupo químico das Acetamidas, apresenta mecanismo de ação Desconhecido pertencente ao Grupo DESC, segundo classificação internacional do FRAC (Comitê de Ação à Resistência de Fungicidas). O uso sucessivo de fungicidas do mesmo mecanismo de ação para o controle do mesmo alvo pode contribuir para o aumento da população de fungos causadores de doenças resistentes a esse mecanismo de ação, levando a perda de eficiência do produto e consequente prejuízo. Como prática de manejo de resistência e para evitar os problemas com a resistência dos fungicidas, seguem algumas recomendações:
- Alternância de fungicidas com mecanismos de ação distintos do Grupo DESC e M3 para o cont role do mesmo alvo, sempre que possível;
- Adotar outras práticas de redução da população de patógenos, seguindo as boas práticas agrícolas, tais como rotação de culturas, controles culturais, cultivares com gene de resistência quando disponíveis, etc;
- Utilizar as recomendações de época, dose e modo de aplicação de acordo com a bula do produto;
- Sempre consultar um engenheiro agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais sobre orientação técnica de tecnologia de aplicação e manutenção da eficácia dos fungicidas;
- Informações sobre possíveis casos de resistência em fungicidas no controle de fungos patogênicos devem ser consultados e, ou, informados à: Sociedade Brasileira de Fitopatologia (SBF: www.sbfito.com.br), Comitê de Ação à Resistência de Fungicidas (FRAC-BR: www.frac-br.org), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA: www.agricultura.gov.br).

- Pode ser nocivo em contato com a pele;
- Fatal se inalado;
- Provoca irritação ocular grave.




Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.