Bula Bio BM - Bio Controle

Bula Bio BM

acessos
5,9-dimetilpentadecano
8805
Bio Controle

Composição

5,9-Dimetilpentadecano 1.95 g/kg Hidrocarbonetos

Classificação

Feromônio
IV - Pouco tóxico
IV - Produto de baixo risco ao meio ambiente
Inflamável
Não corrosivo
Gerador de Gás (GE)
Feromônio

Café Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Bicho mineiro
(Leucoptera coffeella)
1 armadilha/ha - - A pastilha deve ser substituída a cada 30 dias e a parte adesiva de acordo com a necessidade, ou seja, assim que saturar de insetos ou de poeira. Não determinado devido à modalidade de emprego. Deve-se manter as armadilhas em todas as áreas sob suspeita durante o ano inteiro. A inspeção das armadilhas deve ser feita a cada 3 dias ou, no máximo, semanalmente, para a leitura das capturas de insetos e manutenção, visando a coleta de informações mais precisas

Envelopes aluminizados com 10, 50 e 100 tabletes cada um.

INSTRUÇÕES DE USO:
Montagem e instalação da armadilha: Utilizar armadilha Delta, preferencialmente de cor verde, com piso adesivo. Montar a armadilha encaixando as bordas. Retirar o protetor de cola do piso adesivo. Retirar a pastilha (liberador de feromônio) da embalagem e coloca-la sobre a cola no centro do piso adesivo.

PRAGA: Leucoptera coffeella (Bicho-mineiro-do-café, Larva-minadora)

DOSE: Para monitoramento utilizar no mínimo 1 (uma) armadilha por hectare.

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO:
Para acompanhar a evolução da praga (monitoramento), de modo a obter o máximo de informações sobre a sua população, deve-se manter as armadilhas em todas as áreas sob suspeita durante o ano inteiro, já que o cafeeiro é perene.
A pastilha deve ser substituída a cada 30 dias e a parte adesiva de acordo com a necessidade, ou seja, assim que saturar de insetos ou de poeira.
A inspeção das as armadilhas deve ser feita a cada 3 dias ou, no máximo, semanalmente, para a leitura das capturas de insetos e manutenção, visando a coleta de informações mais precisas para a tomada de decisão do Técnico o Eng. Agrônomo responsável quanto a forma de controle da praga..
A Leucoptera coffeella está listada como praga de ocorrência na cultura do café.

MODO DE APLICAÇÃO:
As armadilhas devem ser colocadas a altura de 1m do solo, entre as ruas do cafeeiro, afastadas umas das outras de aproximadamente 50m.

INTERVALO DE SEGURANÇA: Não determinado devido à modalidade de emprego.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS: Não determinado devido à modalidade de emprego.

LIMITAÇÕES DE USO: Sem restrições.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Armadilhas com feromônios são eficazes nas medidas de tendência da densidade populacional do inseto ou para simples detecção da praga, auxiliando o produtor na tomada de decisão quanto ao início de alguma forma de controle.
Após a introdução da medida de controle, quer seja biológico com agentes benéficos ou por aplicação de inseticidas, a presença ou não do inseto na armadilha indicará a eficácia do método de controle utilizado.
Feromônios são amplamente utilizados no MIP para monitoramento da praga, não selecionando indivíduos resistentes.

O inseto não desenvolve resistência ao seu próprio feromônio.