Bula Brometila

acessos
Brometo de metila
628408
Bromisa

Composição

Brometo de metila 980 g/kg Alifático halogenado

Classificação

Fungicida, Inseticida, Nematicida
I - Extremamente tóxica
I - Produto extremamente perigoso
Não inflamável
Corrosivo
Gás (GA)
Fumigante
Embalagens Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Controle de agentes biológicos em embalagens
(Controle de agentes biológicos em embalagens)
48 a 64 g / m³ - - Uma única aplicação é suficiente para o controle das pragas. Não determinado. Deve ser realizado em procedimentos quarentenários e fitossanitários de embalagens de madeira, usadas para fins de importação e exportação

Cilindros de 25; 50; 90; 100; 675; 681 kg.
Isotanques de 18000 kg.

INSTRUÇÕES DE USO:
BROMETILA é inseticida, fungicida e nematicida fumigante indicado exclusivamente para tratamentos quarentenários e fitossanitários dos vegetais, produtos vegetais ou produtos de origem vegetal, madeira e seus subprodutos, e de embalagens e suportes de madeira.

Fonte: Instrução Normativa Conjunta nº 2 de 21/12/2015 e ATO Nº 74 de 22/12/2015.

DOSE:
Dose de Brometila: 48 g/m3
Registros Mínimos de Concentração(g/m³) em:
21ºC ou superior: 2 horas: 36; 4 horas: 24; 24 horas: 17;

Dose de Brometila: 56 g/m3
Registros Mínimos de Concentração(g/m³) em:
16º a 20,9ºC: 2 horas: 42; 4 horas: 36; 24 horas: 28;

Dose de Brometila: 64 g/m3
Registros Mínimos de Concentração(g/m³) em:
10º a 15,9ºC: 2 horas: 48; 4 horas: 42; 24 horas: 32;



NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO:
Uma única aplicação é suficiente para o controle de pragas.
O uso de BROMETILA deve ser realizado em procedimentos quarentenários e fitossanitários dos vegetais, produtos vegetais ou produtos de origem vegetal, madeira e seus subprodutos, e de embalagens e suportes de madeira.

MODO DE APLICAÇÃO:
Em atendimento à Instrução Normativa Conjunta n.º 02, de 21/12/2015 e ATO Nº 74 de 22/12/1015, as operações de fumigação somente poderão ser realizadas por empresas habilitadas e credenciadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Devem seguir as normas estabelecidas pela Instrução Normativa n.º 66 de 27/12/2006 e pelo Manual de Procedimentos para Tratamentos Fitossanitários com Fins Quarentenários.

INTERVALO DE SEGURANÇA:
Não determinado. BROMETILA é destinado exclusivamente para tratamento em procedimentos quarentenários e fitossanitários dos vegetais, produtos vegetais ou produtos de origem vegetal, madeira e seus subprodutos, e de embalagens e suportes de madeira.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS:
(De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana-ANVISA/MS)

LIMITAÇÕES DE USO:
Uso exclusivo de tratamento quarentenário e fitossanitário dos vegetais, produtos vegetais ou produtos de origem vegetal, madeira e seus subprodutos, e de embalagens e suportes de madeira, conforme Instrução Normativa Conjunta n.º 2 de 21/12/2015 e ATO Nº 74 de 22/12/2015.

INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL A SEREM UTILIZADOS:
(De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela saúde Humana - ANVISA/MS)

NFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO A SEREM USADOS:
Vide Modo de Aplicação e seguir o Procedimento Operacional Padrão descrito no Manual de Procedimentos para Tratamentos Fitossanitários com Fins Quarentenários.

DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TRÍPLICE LAVAGEM DA EMBALAGEM OU TECNOLOGIA EQUIVALENTE;
VIDE DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE.


INFORMAÇÕES SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA A DEVOLUÇÃO, DESTINAÇÃO, TRANSPORTE, RECICLAGEM, REUTILIZAÇÃO E INUTILIZAÇÃO DAS EMBALAGENS VAZIAS;
VIDE DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE.


INFORMAÇÕES SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA A DEVOLUÇÃO E DESTINAÇÃO DE PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSO.
VIDE DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE.

INFORMAÇÕES SOBRE MANEJO DE RESISTÊNCIA:
BROMETILA é indicado para uso exclusivo de tratamento quarentenário e fitossanitário dos vegetais, produtos vegetais ou produtos de origem vegetal, madeira e seus subprodutos, e de embalagens e suportes de madeira, conforme Instrução Normativa Conjunta n.º 2 de 21/12/2015 e ATO Nº 74 de 22/12/2015. Utilizar somente as doses recomendadas na bula.

INFORMAÇÕES SOBRE MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS:
BROMETILA é indicado para uso exclusivo de tratamento quarentenário e fitossanitário dos vegetais, produtos vegetais ou produtos de origem vegetal, madeira e seus subprodutos, e de embalagens e suportes de madeira, conforme Instrução Normativa Conjunta n.º 2 de 21/12/2015 e ATO Nº 74 de 22/12/2015.

MINISTÉRIO DA SAÚDE - AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

DADOS RELATIVOS Á PROTEÇÃO DA SAUDE HUMANA:
(De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana - ANVISA / MS).


INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS

DADOS RELATIVOS Á PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE:
(De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente - IBAMA / MMA).


RESTRIÇÕES ESTABELECIDAS POR ÓRGÃO COMPETENTE DO ESTADO, DISTRITO FEDERAL OU MUNICIPAL

(De acordo com as recomendações aprovadas pelos órgãos responsáveis).

ANTES DE USAR LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES

PRECAUÇÕES GERAIS
PRODUTO EXTREMAMENTE TÓXICO
•Siga sempre as recomendações do técnico responsável
•Não manuseie ou aplique o produto em os equipamentos de proteção individual (EPI) recomendados
•Não utilize equipamentos de proteção individual (EPI) danificados ou inadequados.
•Não utilize equipamentos com vazamento ou defeitos.
•Não desentupa bicos, orifícios e válvulas com a boca.
•Conservar o produto em local seguro, seco, fresco e ventilado até o momento de sua aplicação.
•Confirmar a perfeita vedação dos containeres ou câmaras de expurgo.
•Não transporte o produto juntamente com alimentos, medicamentos, rações, animais e pessoas

EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO
•Retirar todos os adereços, tais como jóias, relógio, etc. durante a manipulação do produto.
•Devido à captação dos vapores pelos tecidos, couro e outros materiais, utilizar roupas de proteção amplas e bem ventiladas, com camisa e calça de mangas e pernas compridas, sapatos e meias.
•Utilizar luvas de neoprene e longas, cobrindo o antebraço até os cotovelos e passando por baixo das mangas da camisa.
•Utilizar peça facial inteira, com filtro para vapores orgânicos que especifiquem sua capacidade a reter os vapores de brometo de metila e cloropicrina. Verificar periodicamente a validade do filtro e trocá-lo quando estiver saturado pelo produto.
As roupas e equipamentos sobre os quais houve derrame do produto líquido ou que receberam um jorro importante da mistura devem ser lavados ou descartados.

PRECAUÇÕES NO MANUSEIO E DURANTE A APLICAÇÃO: LIQUIDO E VAPOR SOB PRESSÃO
•Caso ocorra contato acidental da pessoa com o produto, siga as orientações descritas em primeiros socorros e procure rapidamente um serviço médico de emergência.
•Esse tipo de EPI descrito acima é utilizado para aplicação de gás e deve sempre estar de posse dos técnicos operadores e disponível em lugar de fácil acesso nos terminais de armazenagem.
•Usar aplicadores de Brometo de Metila, perfeitos, sem qualquer tipo de vazamento.

PRECAUÇÕES APÓS A APLICAÇÃO:
•Sinalizar a área tratada com os dizeres: "PROIBIDA A ENTRADA. ÁREA TRATADA" e manter os avisos até o final do período de reentrada.
•Não reutilize a embalagem vazia.
•Mantenha o restante do produto adequadamente fechado em sua embalagem original em local trancado, longe do alcance de crianças e animais.
•Antes de retirar os equipamentos de proteção individual (EPI), lave as luvas ainda vestidas para evitar contaminação.
•Os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados devem ser retirados na seguinte ordem: sapatos e meias, roupa, máscara e luvas.
•Tome banho imediatamente após a aplicação do produto.
•Troque e lave as suas roupas de proteção separado das demais roupas da família. Ao
lavar as roupas utilizar luvas e avental de neoprene.

PRIMEIROS SOCORROS:

ESTE PRODUTO É EXTREMAMENTE TÓXICO - procure logo um SERVIÇO MÉDICO DE EMERGÊNCIA, levando a embalagem, rótulo, bula e/ou receituário agronômico do produto.

Ingestão: se engolir o produto, não provoque vômito. Caso o vômito ocorra naturalmente, deite a pessoa de lado. Não dê nada para beber ou comer.

Olhos: em caso de contato, lave com muita água corrente durante pelo menos 15 minutos, mantendo as pálpebras bem abertas. Evite que a água de lavagem entre no outro olho.

Pele: em caso de contato, tire a roupa contaminada e lave a pele com muita água corrente e sabão neutro.

Inalação: produto venenoso. Se o produto for inalado ("respirado"), leve imediatamente a pessoa para um local aberto e ventilado.

A pessoa que ajudar deveria proteger-se da contaminação usando luvas e avental de neoprene.

INTOXICAÇÕES POR BROMETO DE METILA
INFORMAÇÕES MÉDICAS
Grupo Químico: Brometo de metila ou brometano e cloropicrina
Classe Toxicológica: I- Extremamente Tóxico
Vias de absorção: BROMETO DE METILA- Absorção respiratória e dérmica rápida.
CLOROPICRINA- Absorção respiratória e dérmica rápida.
Toxicocinética:BROMETO DE METILA-rápida difusão a todo o organismo. Uma parte do produto é eliminada por via pulmonar sob forma não alterada, mas uma parte significante é eliminada após metabolização hepática. A primeira transformação gera íons brometo e metanol, detectáveis no sangue e eliminados pela urina. Brometos orgânicos se formam e aparecem no líquido e no muco estomacal. S-metilcisteina é eliminada pela urina. A meia-vida do brometo de metila no sangue é de aproximadamente 12 dias, o que permite a ocorrência de efeitos tardios e prolongados. Concentrações significantes de brometo de metila podem permanecer em muitos tecidos durante 30 dias após exposição.
CLOROPICRINA- extremamente irritante para a pele e mucosas
Mecanismos de toxicidade:BROMETO DE METILA-produção de íons brometo e inativação de vários sistemas enzimáticos celulares.CLOROPICRINA-efeito altamente irritante.
Sintomas e sinais clínicos:BROMETO DE METILA-
Olhos: o contato, mesmo breve, do vapor com os olhos causa irritação e queimaduras graves, com perda momentânea da visão, necessitando um atendimento oftalmológico de urgência.

Pele - O contato direto com a pele, ou mesmo através das roupas e o couro de sapatos e botas provoca queimaduras, descamação, eritema, pápulas, vesículas e bolhas, lesões acneiformes e edema.

Tubo digestivo - Vêem-se irritação e queimaduras de mucosas nasofaríngeas e brônquicas, tosse, edema pulmonar e dificuldade respiratória, hemorragia digestiva e alterações da função renal e hepática.

Sistema nervoso - Atinge especialmente o sistema nervoso, causando visão borrada ou diplopia, náuseas acompanhadas de vômitos, cãibras musculares,tontura, dor de cabeça, distúrbios da fala (disartria), incoordenação motora, mioclonias e fraqueza muscular, convulsões, tremor das mãos e hipertermia,vertigens, agitação e perda de consciência podem aparecer, assim como excitação, alucinações, confusão, delírio e outras alterações de comportamento.

Evolução - Freqüentemente tem-se seqüelas neurológicas centrais e periféricas- com alterações do funcionamento cerebral e sintomas extrapiramidais-, quadros neuropsiquiátricos permanentes e insuficiência renal. Coma e convulsões podem levar ao óbito em alguns dias. Em caso de sobrevida, a recuperação completa do intoxicado se dá lentamente, em vários meses.
CLOROPICRINA- o contato mesmo breve, do vapor com os olhos causa irritação, lacrimejamento, dor, eritema e lesões graves por queimadura, com perda temporária da visão e necessitando de um atendimento oftalmológico de urgência. A irritação da pele e do trato respiratório é rápida, com lesões cutâneas eritematosas e dolorosas, respiração difícil e superficial, podendo chegar ao edema pulmonar, perda de consciência e morte.

Diagnóstico: Noção de exposição a brometo de metila e cloropicrina, e sintomatologia compatível. Não existe indicador biológico confiável de exposição ao brometo de metila.Teor de brometos no soro acima de 1 mE/l podem indicar exposição.

Tratamento: Observação médica por pelo menos 24h, sabendo-se que os sintomas podem aparecer tardiamente. Tratamento sintomático e de suporte.
Exposição por inalação-Avaliar o comportamento pulmonar, hepático e renal. Monitorar ECG, oximetria e eletrólitos sanguíneos.
Em caso de depressão respiratória, administrar oxigênio e fornecer assistência respiratória, caso necessário. Tratar o broncoespasmo com agonista de beta 2 inalado e corticosteróides por via oral ou parental. Em caso de hipotensão reidratar o paciente e administrar dopamina ou norepinefrina, para evitar o choque.
Convulsão: administrar benzodiazepínico endovenoso, ou fenobarbital se as convulsões persistirem.
Exposição ocular ou dérmica: lave imediatamente a região atingida, com grande quantidade de água corrente por pelo menos 15 minutos e tratar as lesões para evitar a agravação e as infecções por germes oportunistas.

Contra- indicações: Caso haja ingestão, não provoque vômito- risco de pneumonite química de aspiração e agravação das lesões gastroesofágicas.

Efeitos sinérgicos: A cloropicrina é um líquido oleoso que é associado ao brometo de metila para sinalizar a presença da mistura no ar através de seu forte odor. No entanto, ela tem efeitos similares aos do brometo de metila sobre a pele e mucosas, agravando o quadro clínico.

Atenção:Ligue para o Disque-Intoxicação: 0800-722-6001 para notificar o caso e obter
informações especializadas sobre o diagnóstico e tratamento.
Rede Nacional de Centros de Informação e Assistência Toxicológica
RENACIAT – ANVISA/MS
Notifique ao sistema de informação de agravos e notificação (SINAN/MS)
Telefone de emergência da empresa: Bromisa- 11-3823-8770 (horário comercial)

ESTUDOS EM ANIMAIS DE LABORATÓRIO
EFEITOS AGUDOS:
Ingestão: a ingestão é geralmente improvável de acontecer no entanto, se ingerido é um irritante potente para a mucosa das membranas e um veneno extremamente tóxico. Em estudos de literatura a DL oral para ratos variou entre 100 a 200 mg/kg, para coelhos a DL oral foi determinada entre 60 a 50 mg/kg.
Contato com a pele: em dados de literatura exposição cutânea ao brometo de metila foi associado a efeitos sistêmicos típicos da inalação do produto. O brometo de metila na forma de líquido ou em concentrações elevadas de gás provoca em contato com a pele queimaduras com bolhas extensas, que surgem após algumas horas. Exposição menos severa pode causar dermatites de contato após alguns dias. Moderada exposição pode causar violenta coceira na pele.
Contato com os olhos: brometo de metila é um severo irritante ocular contato com o líquido ou a altas concentrações do gás com os olhos pode causar cegueira temporária, exposição menos severa pode causar conjuntivite. Em exposição contínua prolongada foi relatada diminuição da visão. Distúrbio de cor, constrição do campo visual e atrofia ótica também foram constatados.
Inalação: sintomas de envenenamento agudo incluem dor de cabeça, tontura, sonolência, vertigem, visão turva, fala indistinta, edema pulmonar, náusea e vômitos e possível convulsão e coma.

Os sintomas tóxicos podem demorar a se manifestar, de 30 minutos a alguns dias.

EFEITOS CRÔNICOS:
Exposição crônica a concentrações baixas de brometo de metila pode produzir efeitos no sistema nervoso central. Os sinais incluem confusão mental, letargia, incoordenação motora, dores musculares, fala incompreensível, angústia, etc. Exposições repetidas através da pele podem causar dermatites de contato. Pode também causar efeitos nos rins, coração, fígado e pulmões.

PRECAUÇÕES DE USO E ADVERTÊNCIAS QUANTO AOS CUIDADOS DE PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE
- Este produto é:
•ALTAMENTE PERIGOSO AO MEIO AMBIENTE (CLASSE I)
•Este produto é ALTAMENTE PERSISTENTE no meio ambiente
•Este produto é ALTAMENTE TÓXICO para organismos do solo
- Evite a contaminação ambiental - Preserve a natureza.
- Não utilize equipamento com vazamento.
- Aplique somente as doses recomendadas.
- Não lave o equipamento aplicador em lagos, fontes, rios e demais corpos d'água. Evite a
contaminação da água.
- A destinação inadequada de embalagens e restos de produtos ocasiona contaminação do solo, da água e do ar, prejudicando a fauna, a flora e a saúde das pessoas.

INSTRUÇÕES DE APLICAÇÃO DO PRODUTO

- As operações de fumigação deverão ser realizadas mediante a utilização de câmaras herméticas, equipamentos e procedimentos técnicos que eliminem o risco de fuga ou vazamento do gás, sendo permitidas as seguintes modalidades de tratamentos fumigatórios:
I. Em câmaras a vácuo
II. Em silos herméticos (silos pulmão)
III. Em containeres (para produtos importados, produtos destinados à exportação e "containeressacrifício")
IV. Em porões de navios
V. Em câmaras de lona
VI. Outras modalidades de fumigação poderão vir a serem autorizadas, desde que atendam às normas e procedimentos específicos de operação e segurança.
- Está autorizado somente o uso de cilindros metálicos recarregáveis, ficando vedada a utilização de embalagens descartáveis do produto (latas), sendo que as operações de fumigação deverão ser realizadas por empresas habilitadas e credenciadas pelo MAPA.

INTRUÇÕES DE ARMAZENAMENTO DO PRODUTO, VISANDO SUA CONSERVAÇÃO E PREVENÇÃO CONTRA ACIDENTES:
- Mantenha o produto em sua embalagem original, sempre fechada.
- O local deve ser exclusivo para produtos tóxicos, devendo ser isolado de alimentos, bebidas,
rações ou outros materiais.
- A construção deve ser de alvenaria ou de material não combustível.
- O local deve ser ventilado, coberto e ter piso impermeável.
- Coloque placa de advertência com os dizeres: CUIDADO VENENO.
- Tranque o local, evitando o acesso de pessoas não autorizadas, principalmente crianças.
- Em caso de armazéns, deverão ser seguidas as instruções constantes da NBR 9843, da
Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT.
- Observe as disposições constantes da legislação estadual e municipal.

PROCEDIMENTOS DE TRANSPORTE E DESTINAÇÃO DE RESTOS DE PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSO

- PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSO:
A desativação do produto é feita através de incineração em fornos destinados para este tipo de operação, equipados com câmaras de lavagem de gases efluentes e aprovados por órgão ambiental competente.

- TRANSPORTE DE AGROTÓXICOS, COMPONENTES E AFINS:
O transporte está sujeito às regras e aos procedimentos estabelecidos na legislação específica,
que inclui o acompanhamento da ficha de emergência do produto, bem como determina que os agrotóxicos não podem ser transportados junto de pessoas, animais, rações, medicamentos ou outros materiais.

BROMETILA é indicado para uso exclusivo em tratamento fitossanitário com fins quarentenários de embalagens de madeira usadas para fins de importação e exportação, conforme Instrução Normativa Conjunta n.º 01 de 10/09/2002, alterada pela Instrução Normativa Conjunta n.º 01 de 14/03/2003. Utilizar somente as doses recomendadas na bula.

BROMETILA é indicado para uso exclusivo em tratamento fitossanitário com fins quarentenários de embalagens de madeira, usadas para fins de importação e exportação, conforme Instrução Normativa Conjunta n.º 01 de 10/09/2002, alterada pela Instrução Normativa Conjunta n.º de 14/02/2003. Utilizar somente as doses recomendadas na bula.