Bula Celta - Koppert

Bula Celta

CI
Phytoseiulus macropilis
32517
Koppert

Composição

Phytoseiulus macropilis 20000 ácaros / frasco

Classificação

Terrestre
Agente Biológico de Controle
Não Classificado
IV - Produto pouco perigoso ao meio ambiente
Não inflamável
Não corrosivo
Ácaros vivos
Agente biológico de controle

Todas as culturas com ocorrência do alvo biológico

Calda Terrestre Dosagem
Tetranychus urticae (Ácaro rajado)

Tipo: Cilindro com tampa de plástico.
Material: Plástico/Papelão.
Capacidade:
100 ml(2.000 ácaros/cilindro)
250 ml(5.000 ácaros/cilindro)
500 ml(25.000 ácaros/cilindro)
1.000 ml(50.000 ácaros/cilindro).

INSTRUÇÕES DE USO

CELTA (Phytoseiulus macropilis) é um agente biológico de controle utilizado no controle do Ácaro-Rajado (Tetranynchus urticae) em qualquer cultura na qual ocorra.

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO

Número de aplicação: Deve-se liberar 100.000 ácaros predadores/ha.
Época: As liberações de Phytoseiulus macropilis devem ser realizadas no início da infestação do
acaro rajado na cultura, a partir de cinco ácaros rajado por folha.
Intervalo de aplicação: Em caso de reinfestação nova liberação poderá ser realizada após 19 dias.

MODO/ EQUIPAMENTO DE APLICAÇÃO

Cilindros: Ao receber os cilindros recomenda-se que os mesmos sejam agitados gentilmente. Em seguida seu conteúdo deve ser liberado na área tratada, utilizando-se a dose recomendada de 100.000 predadores/ha.

INTERVALO DE SEGURANÇA

Não se aplica em função das características do agente biológico de controle.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NA CULTURA E ÁREAS TRATADAS

Não se aplica em função das características do agente biológico de controle.

LIMITAÇÕES DE USO

Os usos do produto estão restritos aos indicados no rotulo e bula.

INSTRUÇÕES DE ARMAZENAMENTO E CUIDADOS COM O TRANSPORTE DO PRODUTO

O produto CELTA deve ser armazenado e transportado a uma temperatura de 8 – 10°C, sendo que nestas temperaturas o produto apresenta cinco dias de validade após o empacotamento. Entende-se o termo de validade como 5000 ácaros por cilindro.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Incluir na sistemática de inspeção ou monitoramento e controle de pragas, quando a infestação atingir o limite de prejuízo econômico, outros métodos de controle de pragas (Ex. controle cultural, biológico, rotação de inseticidas, acaricidas, etc.) visando o programa de Manejo Integrado de Doenças.

O inseto não desenvolve resistência ao seu próprio feromônio.