Bula Contrap - Ioto

Bula Contrap

CI
Serricornim
2615
Ioto

Composição

Serricornim 914,5 g/L

Classificação

Armadilhas
Feromônio
4 - Produto Pouco Tóxico
IV - Produto pouco perigoso ao meio ambiente
Não inflamável
Não corrosivo
Evaporável (VP)
Atrativo sexual

Todas as culturas com ocorrência do alvo biológico

Calda Terrestre Dosagem
Lasioderma serricorne (Caruncho do fumo)

Caixa de Papelão - 100 armadilhas e 100 cápsulas por caixa.

INSTRUÇÕES DE USO

CONTRAP (feromônio Serricornina) é uma armadilha para detectar a presença do besouro do fumo (Lasioderma serricorne) em armazéns de tabaco. Funciona mediante atração dos insetos machos com o feromônio (atrativo sexual) das fêmeas. Os insetos atraídos ficam presos na superfície da armadilha e podem ser contados em intervalos regulares.

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO

Recomenda-se o monitoramento da praga Bicho-do-fumo, Caruncho-do-fumo, Besouro-do-fumo (Lasioderma serricorne) durante todo o período de armazenamento do fumo e em eventuais outras culturas agrícolas, com ocorrência do alvo biológico, a fim de monitorar o crescimento populacional e evitar danos econômicos.
A cápsula com a isca atrativa atua de 4 a 6 semanas. Não há restrições quanto ao número máximo de utilizações destas armadilhas durante o armazenamento.

MODO DE APLICAÇÃO

A armadilha é constituída de uma caixa e uma cápsula que contém o feromônio (atrativo sexual) da fêmea do besouro. O feromônio sai da membrana da cápsula em quantidades dosadas, atraindo os machos. A praga atraída fica presa na superfície adesiva da caixa. A armadilha deve ser posicionada perto da porta do contêiner, registrar o número após a chegada. Colocar as armadilhas presas à parede do depósito a uma altura de 1,20 m de altura.
Limitações de uso não determinado devido à modalidade de emprego.

INTERVALO DE SEGURANÇA E DE REENTRADA DE PESSOAS NA CULTURA E ÁREAS TRATADAS

Sem restrições devido à natureza do produto.

LIMITAÇÕES DE USO

Não se aplicam questões de fitoxicidade tendo em vista que não há contato entre o feromônio e o produto armazenado.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Incluir na sistemática de inspeção ou monitoramento e controle de pragas, quando a infestação atingir o limite de prejuízo econômico, outros métodos de controle de pragas (Ex. controle cultural, biológico, rotação de inseticidas, acaricidas, etc.) visando o programa de Manejo Integrado de Doenças.

O inseto não desenvolve resistência ao seu próprio feromônio.