Bula Contrap

CI
Serricornim
2615
Ioto

Composição

Serricornim 914,5 g/L

Classificação

Armadilhas
Feromônio
4 - Produto Pouco Tóxico
IV - Produto pouco perigoso ao meio ambiente
Não inflamável
Não corrosivo
Evaporável (VP)
Atrativo sexual

Todas as culturas com ocorrência do alvo biológico

Dosagem Calda Terrestre
Lasioderma serricorne (Caruncho do fumo) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Caixa de Papelão - 100 armadilhas e 100 cápsulas por caixa.

INSTRUÇÕES DE USO

CONTRAP (feromônio Serricornina) é uma armadilha para detectar a presença do besouro do fumo (Lasioderma serricorne) em armazéns de tabaco. Funciona mediante atração dos insetos machos com o feromônio (atrativo sexual) das fêmeas. Os insetos atraídos ficam presos na superfície da armadilha e podem ser contados em intervalos regulares.

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO

Recomenda-se o monitoramento da praga Bicho-do-fumo, Caruncho-do-fumo, Besouro-do-fumo (Lasioderma serricorne) durante todo o período de armazenamento do fumo e em eventuais outras culturas agrícolas, com ocorrência do alvo biológico, a fim de monitorar o crescimento populacional e evitar danos econômicos.
A cápsula com a isca atrativa atua de 4 a 6 semanas. Não há restrições quanto ao número máximo de utilizações destas armadilhas durante o armazenamento.

MODO DE APLICAÇÃO

A armadilha é constituída de uma caixa e uma cápsula que contém o feromônio (atrativo sexual) da fêmea do besouro. O feromônio sai da membrana da cápsula em quantidades dosadas, atraindo os machos. A praga atraída fica presa na superfície adesiva da caixa. A armadilha deve ser posicionada perto da porta do contêiner, registrar o número após a chegada. Colocar as armadilhas presas à parede do depósito a uma altura de 1,20 m de altura.
Limitações de uso não determinado devido à modalidade de emprego.

INTERVALO DE SEGURANÇA E DE REENTRADA DE PESSOAS NA CULTURA E ÁREAS TRATADAS

Sem restrições devido à natureza do produto.

LIMITAÇÕES DE USO

Não se aplicam questões de fitoxicidade tendo em vista que não há contato entre o feromônio e o produto armazenado.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Incluir na sistemática de inspeção ou monitoramento e controle de pragas, quando a infestação atingir o limite de prejuízo econômico, outros métodos de controle de pragas (Ex. controle cultural, biológico, rotação de inseticidas, acaricidas, etc.) visando o programa de Manejo Integrado de Doenças.

O inseto não desenvolve resistência ao seu próprio feromônio.




Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.