Bula Dacobre WP - Iharabras

Bula Dacobre WP

acessos
Chlorothalonil + Oxicloreto de cobre
98606
Iharabras

Composição

Clorotalonil 250 g/kg Carbonitrilas
Equivalente em cobre metálico 300 g/kg Inorgânico
Oxicloreto de cobre 504 g/kg Inorgânico

Classificação

Fungicida
II - Altamente tóxico
II - Produto muito perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Pó molhável (WP)
Contato

Batata Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Pinta preta grande
(Alternaria solani)
350 g p.c./100 L de água 200 a 600 L de calda/ha 30 a 40 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias Aplicar quando as condições ambientais estiverem favoráveis à doença
Requeima
(Phytophthora infestans)
350 g p.c./100 L de água 200 a 600 L de calda/ha 30 a 40 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias Aplicar quando as condições ambientais estiverem favoráveis à doença
Berinjela Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Pinta preta grande
(Alternaria solani)
350 g p.c./100 L de água 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias Aplicar quando as condições ambientais estiverem favoráveis à doença
Cenoura Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mancha de alternaria
(Alternaria dauci)
200 g p.c./100 L de água 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias Aplicar quando as condições ambientais estiverem favoráveis a doença, logo após o transplante
Feijão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Colletotrichum lindemuthianum)
2,5 a 3 kg p.c./ha 200 L de calda/ha 30 a 40 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo 2 aplicações em intervalos de 10 dias 14 dias Aplicar previamente ao aparecimento da doença
Ferrugem
(Uromyces appendiculatus)
2,5 a 3 kg p.c./ha 200 L de calda/ha 30 a 40 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo 2 aplicações em intervalos de 10 dias 14 dias Aplicar previamente ao aparecimento da doença
Mamão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Varíola
(Asperisporium caricae)
350 g p.c./100 L de água 1000 L de calda/ha 30 a 40 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo 8 aplicações em intervalos de 10 dias 7 dias Iniciar as aplicações quando as condições ambientais estiverem favoráveis a doença, dirigindo a pulverização para os frutos e para a página inferior das folhas mais velhas
Melancia Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mancha das folhas
(Cercospora citrullina)
350 g p.c./100 L de água 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias Iniciar as aplicações quando as condições ambientais estiverem favoráveis a doença, a partir do transplante
Mancha de alternaria
(Alternaria cucumerina)
350 g p.c./100 L de água 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias Iniciar as aplicações quando as condições ambientais estiverem favoráveis a doença, a partir do transplante
Mancha zonada
(Leandria momordicae)
350 g p.c./100 L de água 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias. Iniciar as aplicações quando as condições ambientais estiverem favoráveis a doença, a partir do transplante
Míldio
(Pseudoperonospora cubensis)
350 g p.c./100 L de água 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias Iniciar as aplicações quando as condições ambientais estiverem favoráveis a doença, a partir do transplante
Oídio
(Sphaerotheca fuliginea)
350 g/100 L de água 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias Iniciar as aplicações quando as condições ambientais estiverem favoráveis a doença, a partir do transplante
Queima
(Cladosporium cucumerinum)
350 g p.c./100 L de água 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias. Iniciar as aplicações quando as condições ambientais estiverem favoráveis a doença, a partir do transplante
Pimentão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mancha de stemphylium
(Stemphylium solani)
350 g p.c./100 L de água 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias Iniciar as aplicações logo após o transplante
Requeima
(Phytophthora capsici)
350 g p.c./100 L de água 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias Iniciar as aplicações logo após o transplante
Tomate Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Cancro bacteriano
(Corynebacterium michiganense)
350 g p.c./100 L de água 200 a 800 L de calda/ha 30 a 40 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias Iniciar as aplicações logo após o transplante
Mancha de stemphylium
(Stemphylium solani)
350 g p.c./100 L de água 200 a 800 L de calda/ha 30 a 40 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias Iniciar as aplicações logo após o transplante
Pinta preta grande
(Alternaria solani)
350 g p.c./100 L de água 200 a 800 L de calda/ha 30 a 40 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias Iniciar as aplicações logo após o transplante
Requeima
(Phytophthora infestans)
350 g p.c./100 L de água 200 a 800 L de calda/ha 30 a 40 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias Iniciar as aplicações logo após o transplante
Requeima
(Phytophthora capsici)
350 g p.c./100 L de água 200 a 800 L de calda/ha 30 a 40 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias Iniciar as aplicações logo após o transplante

Sacos de polietino: 1, 5 e 25 kg. Sacos de papel multifoliado: 25 kg. Sacos plásticos contendo internamente 6 pacotes (socos plásticos): 5 kg.

MODO DE APLICAÇÃO:
Via Terrestre:
- Usar pulverizadores tratorizados de barra, bicos cônicos, densidade mínima de 50 - 70 gotas com 250 micra. Usando-se outros tipos de equipamentos, procurar obter uma cobertura uniforme da parte aérea da planta.
- Na cultura do Mamão: Usar pulverizadores acoplados a tratores (atomizadores) com bicos cônicos apropriados para a aplicação de fungicidas. O volume de calda deve ser de acordo com a idade da planta, variedade e espaçamento em questão, de modo a atingir toda a parte aérea da planta proporcionando uma cobertura homogênea da calda fúngica.
Via Aérea:
Esta modalidade é indicada para a cultura da Batata, Feijão, Mamão e Tomate.
- Uso de barra e atomizador rotativo Micronair AU 3000;
- Volume de aplicação: 30-40 L/ha, procurando assegurar a dosagem recomendada do produto;
- Altura do voo com barra: 2-3 m e com Micronair AU 3000: 3-4 m;
- Largura da faixa de deposição efetiva: 15 m;
- Tamanho e densidade da gota: 180-220 micra, com mínimo de 60 gotas/cm2 .
Condições climáticas:
O diâmetro de gotas deve ser ajustado para cada volume de aplicação (L/ha) obedecendo velocidade do vento de até 10 km/h para evitar perdas por deriva, e verificar temperatura e umidade relativa visando reduzir ao mínimo perdas por evaporação.
- No caso de barra, usar bicos cônicos pontas D6 a D12, disco (core) inferior a 45°.
- Usando Micronair, o número de atomizadores deve ser 4, onde para o ajuste do regulador de vazão (VRU), pressão e ângulo da pá, seguir a tabela sugerida pelo fabricante.
- O sistema de agitação do produto no interior do tanque deve ser mantido em funcionamento durante toda a aplicação. OBS.: Seguir as recomendações técnicas de aplicação e consultar sempre um Engenheiro Agrônomo.
INTERVALO DE SEGURANÇA:
- Feijão: 14 dias.
- Batata, berinjela, cenoura, mamão, melancia, pimentão e tomate: 07 dias
INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS:
A reentrada de pessoas nas culturas poderá ocorrer após a completa secagem da calda aplicada (24 horas após a aplicação). Caso necessite entrar na área tratada com o produto antes do término do intervalo de reentrada, utilize os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados para o uso durante a aplicação.
LIMITAÇÕES DE USO:
- Fitotoxicidade: Evitar aplicações em plantas jovens de cucurbitáceas.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre programas de Manejo Integrado, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados.

O uso sucessivo de fungicidas do mesmo mecanismo de ação para o controle do mesmo alvo pode contribuir para o aumento da população de fungos causadores de doenças resistentes a esse mecanismo de ação, levando a perda de eficiência do produto e consequente prejuízo.
O produto fungicida DACOBRE WP é composto por Clorotalonil e Oxicloreto de cobre, que apresentam mecanismos de ação de Atividade de contato multisítio e Atividade de contato multisítio, pertencentes ao Grupo M5 e M1, segundo classificação internacional do FRAC (Comitê de Ação à Resistência de Fungicidas), respectivamente. Como prática de manejo de resistência e para evitar os problemas com a resistência dos fungicidas, seguem algumas recomendações:
- Alternância de fungicidas com mecanismos de ação distintos do Grupo M5 e do Grupo M1 para o controle do mesmo alvo, sempre que possível;
- Adotar outras práticas de redução da população de patógenos, seguindo as boas práticas agrícolas, tais como rotação de culturas, controles culturais, cultivares com gene de resistência quando disponíveis, etc;
- Utilizar as recomendações de dose e modo de aplicação de acordo com a bula do produto;
- Sempre consultar um engenheiro agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais sobre orientação técnica de tecnologia de aplicação e manutenção da eficácia dos fungicidas;
Informações sobre possíveis casos de resistência em fungicidas no controle de fungos patogênicos devem ser consultados e, ou, informados à: Sociedade Brasileira de Fitopatologia (SBF: www.sbfito.com.br), Comitê de Ação à Resistência de Fungicidas (FRAC-BR: www.frac-br.org), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA: www.agricultura.gov.br).

Compatibilidade

Incompatível com produtos a base de cartap.