Bula Diflucrop

acessos
Diflubenzurom
31717
Agro Import

Composição

Diflubenzurom 250 g/kg Benzoiluréia

Classificação

Inseticida Fisiológico
I - Extremamente tóxica
III - Produto perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Pó molhável (WP)
Ingestão, Seletivo, Sistêmico

Algodão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Curuquerê
(Alabama argillacea)
60 g p.c./ha 150 L de calda/ha 15 a 20 L de calda/ha (aéreo) Efetuar duas aplicações sequenciais com intervalo de 10 dias. 28 dias. Iniciar os tratamentos antes que o nível de desfolha ou a contagem de lagartas atinja os níveis preconizados nas tabelas tradicionais. Em regiões onde o curuquerê ataca na fase inicial da cultura, efetuar duas aplicações sequenciais de 30 g.p.c/ha com intervalo de 10 dias
Citros Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Bicho furão
(Ecdytolopha aurantiana)
500 g p.c./ha 2000 L de calda/ha - - 30 dias. Efetuar o tratamento no início da infestação antes que a larva penetre o fruto
Milho Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Lagarta do cartucho
(Spodoptera frugiperda)
100 g p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 15 a 20 L de calda/ha (aéreo) - 60 dias. Efetuar amostragens selecionando 5 a 10 pontos de amostragem, considerando-se 100 plantas por cada ponto, contando-se o número de folhas raspadas. Quando ocorrer o início de sintomas de ataque, efetuar a aplicação com jato dirigido para o cartucho da planta. O tratamento deve ser sempre efetuado antes que as lagartas penetrem no cartucho
Soja Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Lagarta da soja
(Anticarsia gemmatalis)
30 a 60 g p.c./ha 150 L de calda/ha 15 a 20 L de calda/ha (aéreo) Conforme descrito na época. 21 dias. Iniciar as aplicações de 30 g.p.c/ha no início do ataque da praga, com lagartas no 1º e 2º instar, repetindo a aplicação 15 dias após a primeira. Caso a cultura encontra-se em estágios com alto grau de enfolhamento, utilizar 60 g.p.c/ha, reaplicando 15 - 20 dias após a primeira (caso necessário), sempre com lagartas no 1º e 2º instar, de acordo com o preconizado no manejo integrado de pragas
Tomate Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Broca pequena do tomateiro
(Neoleucinodes elegantalis)
500 g p.c./ha 1000 L de calda/ha - Repetir com intervalos de 7 a 14 dias, evitando reinfestação. 4 dias. Efetuar o tratamento entre o começo do voo dos adultos e a oviposição
Lagarta da espiga do milho
(Helicoverpa zea)
500 g p.c./ha 1000 L de calda/ha - Repetir com intervalos de 7 a 14 dias, evitando reinfestação. 4 dias. Efetuar o tratamento entre o começo do voo dos adultos e a oviposição
Traça da batatinha
(Phthorimaea operculella)
500 g p.c./ha 1000 L de calda/ha - Repetir com intervalos de 7 a 14 dias, evitando reinfestação. 4 dias. Efetuar o tratamento entre o começo do voo dos adultos e a oviposição
Traça do tomateiro
(Tuta absoluta)
500 g p.c./ha 1000 L de calda/ha - Repetir com intervalos de 7 a 14 dias, evitando reinfestação. 4 dias. Efetuar o tratamento entre o começo do voo dos adultos e a oviposição
Trigo Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Gafanhoto
(Rhammatocerus schistocercoides)
100 g p.c./ha 150 a 200 L de calda/ha - - 30 dias. Efetuar o tratamento sobre os insetos na fase jovem (saltão) propiciando uma cobertura adequada inclusive das áreas subsequentes, observando-se o sentido de deslocamento da praga
Gafanhoto
(Rhammatocerus sp.)
100 g p.c./ha 150 a 200 L de calda/ha - - 30 dias. Efetuar o tratamento sobre os insetos na fase jovem (saltão) propiciando uma cobertura adequada inclusive das áreas subsequentes, observando-se o sentido de deslocamento da praga
Lagarta do trigo
(Pseudaletia sequax)
100 g p.c./ha 150 L de calda/ha - - 30 dias. Efetuar o tratamento no início da maturação fisiológica ( grão leitoso) quando do início da infestação da praga

Conteúdo:125; 250; 500 g. 1; 5; 10; 20; 50; 100 e 200 Kg.