Bula Ethrel PA

acessos
Ethephon
1505
Bayer

Composição

Ethephon 100 g/kg Etileno

Classificação

Regulador de crescimento
I - Extremamente tóxica
III - Produto perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Pasta (PA)
Regulador de crescimento
Seringueira Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Regulador de crescimento
(Regulador de crescimento)
2 g p.c. / planta 1 a 2 g p.c. / planta - Realizar 3 a 11 aplicações/ano em intervalos nunca inferiores a 30 dias. Uso não alimentar. Aplicar durante o período vegetativo

Frascos plásticos com volume de 500g, 750g e 1000g.

INSTRUÇÕES DE USO:

ETHREL PA é um produto que se destina especialmente para pincelamento do painel da seringueira, como estimulante da produção do látex.

DOSE:

Plantas nativas: 2 g do produto comercial/planta ou 0,2 g de ingrediente ativo/planta.

Plantas cultivadas: Aplicar 2 ml/planta da seguinte diluição, de acordo com o desenvolvimento das plantas:

Concentração de 3,3 % de ETEFOM: Diluir 1 kg de ETHREL PA em 2 litros de água, na abertura do painel/inicio da sangria.

NÚMERO ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO:

Realizar 3 a 11 aplicações/ano em intervalos nunca inferiores a 30 dias durante o período vegetativo

MODO DE APLICAÇÃO:

Plantas nativas: aplicar em sistemas de exploração em frequências de sangria reduzida (d/3, d/4, d/5 ou d/6 respectivamente em intervalos de 3, 4, 5 ou 6 dias).

Aplicar uma camada sem diluição, em uma faixa levemente raspada, geralmente logo abaixo do corte de sangria, com pincel chato. A largura da faixa é igual a quantidade de casca a ser consumida durante o intervalo das aplicações do produto.

Plantas cultivadas: aplicar na diluição de 1 kg de ETHREL PA para 2 litros de água (2ml/planta), em sistemas de sangria especiais, como sangria por puntura, sangria ascendente em painel alto e sangria em frequência baixa (d/7 a d/14 - em intervalos de 7 a 14 dias).

INTERVALO DE SEGURANÇA:

Seringueira:.................UNA.

UNA - uso não alimentar.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS:

(De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS).

LIMITAÇÕES DE USO:

Não aplicar em plantas jovens, com perímetro na altura do peito < 45 cm.

Não utilizar ETHREL PA quando a sangria for diária ou feita em espiral completa.

As estimulações devem ser paralizadas durante o período de refolhamento das seringueiras ou quando as plantas apresentarem desfolhamento igual ou superior a 80%, devido ao ataque de pragas ou incidência de enfermidades.

Fitotoxicidade para a cultura indicada: O produto não é fitotóxico quando utilizado de acordo com as doses recomendadas.

DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DA SAÚDE HUMANA:
PRECAUÇÕES DE USO E RECOMENDAÇÕES GERAIS QUANTO À PRIMEIROS SOCORROS, ANTÍDOTO E TRATAMENTO:
ANTES DE USAR LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES: PRECAUÇÕES GERAIS:
- Produto para uso exclusivamente agrícola.
- Não coma, não beba e não fume durante o manuseio e aplicação do produto - Não utilize equipamentos de proteção individual (EPI's) danificados.
- Não utilize equipamentos com vazamentos ou defeitos.
- Não desentupa bicos, orifícios e válvulas com a boca.
- Não distribua o produto com as mãos desprotegidas.
- Não transporte o produto juntamente com alimentos, medicamentos, rações, animais e pessoas.

PRECAUÇÕES NO MANUSEIO:
- Se houver contato do produto com os olhos, lave-os imediatamente e VEJA PRIMEIROS SOCORROS.
- Caso o produto seja inalado ou aspirado, procure local arejado e VEJA PRIMEIROS SOCORROS.
- Ao contato do produto com a pele, lave-a imediatamente e VEJA PRIMEIROS SOCORROS.
- Ao abrir a embalagem, faça-o de modo a evitar respingos.
- Utilize equipamento de proteção individual - EPI (macacão de algodão hidro-repelente com mangas compridas, protetor ocular ou viseira facial, máscara descartável para vapores orgânicos cobrindo nariz e boca e luvas/botas de borracha).

PRECAUÇÕES DURANTE A APLICAÇÃO:
- Evite o máximo possível, o contato com a área de aplicação.
- Não aplique o produto na presença de ventos fortes e nas horas mais quentes do dia.
- Aplique o produto somente nas doses recomendadas e observe o intervalo de segurança.
- Utilize equipamento de proteção individual - EPI (macacão de algodão hidro-repelente com mangas compridas, protetor ocular ou viseira facial, máscara descartável para vapores orgânicos cobrindo nariz e boca e luvas/botas de borracha).

PRECAUÇÕES APÓS A APLICAÇÃO:
- Não reutilize a embalagem vazia.
- Evite o máximo possível, o contato com a área aplicada com o produto até o término do intervalo de reentrada.
- Mantenha o restante do produto adequadamente fechado em sua embalagem original em local trancado, longe do alcance de crianças e animais.
- Tome banho, troque e lave as suas roupas de proteção separado das demais roupas da família. Faça a manutenção e lavagem dos equipamentos de proteção após cada aplicação do produto. Fique atento ao período de vida útil dos filtros, seguindo corretamente as especificações do fabricante.
- Ao lavar as roupas utilizadas/contaminadas, utilize luvas e avental impermeável.
- No descarte de embalagens utilize equipamento de proteção individual - EPI (macacão de algodão hidro-repelente com mangas compridas, luvas/botas de borracha).

PRIMEIROS SOCORROS:
Ingestão: Não provoque vômito, pois o produto é corrosivo e pode causar lesão esofágica. Beba 2 a 3 copos de água para diluir o produto e procure imediatamente o médico, levando o rótulo, bula e receituário agronômico do produto.
Olhos: Lave com água em abundância e procure o médico levando a embalagem, rótulo, bula e receituário agronômico do produto.
Pele: Lave com água e sabão em abundância e procure o médico levando a embalagem, rótulo, bula e receituário agronômico do produto.
Inalação: Procure local arejado e vá ao médico levando a embalagem, rótulo, bula e receituário agronômico do produto.

TRATAMENTO MÉDICO DE EMERGÊNCIA/ANTÍDOTO:
NÃO ADMINISTRAR BICARBONATO PARA NEUTRALIZAR, pode ocorrer reação térmica com o produto.
Não há antídoto específico conhecido.
Tratamento sintomático de acordo com o quadro clínico, manutenção das funções vitais. Lavar todas as áreas contaminadas com grande quantidade de água.
O uso de carvão ativado não tem demonstrado eficiência no tratamento.
Este produto é um ácido forte portanto, um corrosivo, é recomendável endoscopia para avaliar os danos e a necessidade de procedimentos cirúrgicos.

MECANISMO DE AÇÃO, ABSORÇÃO E EXCREÇÃO PARA ANIMAIS DE LABORATÓRIO:
O Etefon é uma substância ácida. Os ácidos são corrosivos podendo produzir queimaduras severas ao contato com qualquer parte do corpo, assim como trato gastrointestinal se ingerido. Os efeitos nos tecidos são necrose do tipo coagulação, podendo causar a destruição da superfície do epitélio e submucosa, e talvez com algum envolvimento de vasos sanguíneos e linfáticos. O Etefon foi absorvido pelo trato gastrointestinal em ratos, metabolizado e excretado principalmente através da urina, pequena quantidade através das fezes e ar exalado.

EFEITOS AGUDOS:
Em estudos toxicológicos agudos em animais foram observados efeitos de lentidão, piloereção, emagrecimento e prostração.

EFEITOS CRÔNICOS:
Em estudos toxicológicos crônicos (exposição durante toda ou boa parte da vida dos animais), o produto foi considerado um potente inibidor da atividade da colinesterase periférica (plasma e eritrócitos), entretanto não se observou inibição significativa da colinesterase do cérebro desses animais.

SINTOMAS DE ALARME:
Não existem informações sobre sintomas de alarme específicos para o ser humano.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS:
24 horas após a aplicação. Caso haja necessidade de reentrada nas lavouras tratadas, usar macacão com mangas compridas, luvas e botas.
TELEFONE DE EMERGÊNCIA: 0800-7010450
CENTRO DE INFORMAÇÕES TOXICOLÓGICAS: 0800-410148 (PR)

DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE:
PRECAUÇÕES DE USO E ADVERTÊNCIAS QUANTO AOS CUIDADOS DE PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE:
- Este produto é:

( X ) PERIGOSO AO MEIO AMBIENTE (CLASSE III)

- Evite a contaminação ambiental - Preserve a Natureza.
- Não utilize equipamento com vazamento.
- Não aplique o produto na presença de ventos fortes ou nas horas mais quentes. - Aplique somente as doses recomendadas.
- Não lave as embalagens ou equipamento aplicador em lagos, fontes, rios e demais corpos d'água. Evite a contaminação da água.
- A destinação inadequada de embalagens ou restos de produtos ocasiona contaminação do solo, da água e do ar, prejudicando a fauna, a flora e a saúde das pessoas.

INSTRUÇÕES DE ARMAZENAMENTO DO PRODUTO, VISANDO SUA CONSERVAÇÃO E PREVENÇÃO CONTRA ACIDENTES:
- Mantenha o produto em sua embalagem original sempre fechada.
- O local deve ser exclusivo para produtos tóxicos, devendo ser isolado de alimentos, bebidas, rações ou outros materiais.
- A construção deve ser de alvenaria ou de material não combustível.
- O local deve ser ventilado, coberto e ter piso impermeável.
- Coloque placa de advertência com os dizeres: CUIDADO VENENO.
- Tranque o local, evitando o acesso de pessoas não autorizadas, principalmente crianças.
- Deve haver sempre embalagens adequadas disponíveis, para envolver embalagens rompidas ou para o recolhimento de produtos vazados.
- Em caso de armazéns, deverão ser seguidas as instruções constantes na NBR 9843 da Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT.
- Observe as disposições constantes da legislação estadual e municipal.

INSTRUÇÕES EM CASO DE ACIDENTES:
- Isole e sinalize a área contaminada.
- Contate as autoridades locais competentes e a Empresa BAYER CROPSCIENCE LTDA. - telefone de Emergência: 0800-243334.
- Utilize equipamento de proteção individual - EPI (macacão impermeável, luvas e botas de PVC, óculos protetor e máscara com filtros).
- Em caso de derrame, estanque o escoamento, não permitindo que o produto entre em bueiros, drenos ou corpos d'água. Siga as instruções abaixo:
• Piso pavimentado: absorva o produto com serragem ou arreia, recolha o material com o
auxílio de uma pá e coloque em recipiente lacrado e identificado devidamente. O produto
derramado não deverá ser mais utilizado. Neste consulte o registrante através do telefone indicado no rótulo para a sua devolução e destinação final.
• Solo: retire as camadas de terra contaminada até atingir o solo não contaminado, recolha esse material e coloque em um recipiente lacrado e devidamente identificado. Contate a empresa registrante conforme indicado acima.
• Corpos d'água: interrompa imediatamente a captação para o consumo humano ou animal, contate o órgão ambiental mais próximo e o centro de emergência da empresa, visto que as medidas a serem adotadas dependem das proporções do acidente, das características do corpo hídrico em questão e da quantidade do produto envolvido.
- Em caso de incêndio, use extintores de ÁGUA EM FORMA DE NEBLINA, CO2 OU PÓ QUÍMICO, ficando a favor do vento para evitar intoxicação.

PROCEDIMENTOS DE LAVAGEM, ARMAZENAMENTO, DEVOLUÇÃO, TRANSPORTE E DESTINAÇÃO DE EMBALAGENS VAZIAS E RESTOS DE PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSO:
- ESTA EMBALAGEM NÃO PODE SER LAVADA - ARMAZENAMENTO DA EMBALAGEM VAZIA
O armazenamento da embalagem vazia, até sua devolução pelo usuário, deve ser efetuado em local coberto, ventilado, ao abrigo de chuva e com piso impermeável, no próprio local onde guardadas as embalagens cheias.
Use luvas no manuseio dessa embalagem.
Esta embalagem vazia deve ser armazenada com sua tampa, em caixa coletiva, quando existente, separadamente das embalagens lavadas.

- DEVOLUÇÃO DA EMBALAGEM VAZIA
No prazo de até um ano da data da compra, é obrigatória a devolução da embalagem vazia, com tampa, pelo usuário, ao estabelecimento onde foi adquirido o produto ou no local indicado na nota fiscal, emitida no ato da compra.
Caso o produto não tenha sido totalmente utilizado neste prazo, e ainda esteja dentro de seu prazo de validade, será facultada a devolução da embalagem em até 6 meses após o término do prazo de validade.
O usuário deve guardar o comprovante de devolução para efeito de fiscalização, pelo prazo mínimo de um ano após a devolução da embalagem vazia.

- TRANSPORTE
As embalagens vazias não podem ser transportadas junto com alimentos, bebidas, medicamentos, rações, animais e pessoas.

EMBALAGEM SECUNDÁRIA (CAIXA DE TRANSPORTE - NÃO CONTAMINADA) - ESTA EMBALAGEM NÃO PODE SER LAVADA
- ARMAZENAMENTO DA EMBALAGEM VAZIA
O armazenamento da embalagem vazia, até a devolução pelo usuário, deve ser efetuado em local coberto, ventilado, ao abrigo de chuva e com piso impermeável, no próprio local onde guardadas as embalagens cheias.
- DEVOLUÇÃO DA EMBALAGEM VAZIA
É obrigatória a devolução da embalagem vazia, pelo usuário, onde foi adquirido o produto ou no local indicado na nota fiscal, emitida pelo estabelecimento comercial.
- TRANSPORTE
As embalagens vazias não podem ser transportadas junto com alimentos, bebidas, medicamentos, rações, animais e pessoas.

- DESTINAÇÃO FINAL DAS EMBALAGENS VAZIAS
A destinação final das embalagens vazias, após a devolução pelos usuários, somente poderá ser realizada pela Empresa Registrante ou por empresas legalmente autorizadas pelos órgãos competentes.

- É PROIBIDO AO USUÁRIO A REUTILIZAÇÃO E A RECICLAGEM DESTA EMBALAGEM VAZIA OU O FRACIONAMENTO E REEMBALAGEM DESTE PRODUTO.
- EFEITOS SOBRE O MEIO AMBIENTE DECORRENTES DA DESTINAÇÃO INADEQUADA DA EMBALAGEM VAZIA E RESTOS DE PRODUTOS
A destinação inadequada das embalagens vazias e restos de produtos no meio ambiente causa contaminação do solo, da água e do ar, prejudicando a fauna, a flora e a saúde das pessoas.

- PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSO
Caso este produto venha a se tornar impróprio para utilização ou em desuso, consulte o registrante através do telefone indicado no rótulo para sua devolução e destinação final.
A desativação do produto é feita através de incineração em fornos destinados para este tipo de operação, equipados com câmaras de lavagem de gases efluentes e aprovados por órgão ambiental competente.

- TRANSPORTE DE AGROTÓXICOS, COMPONENTES E AFINS:
O transporte está sujeito às regras e aos procedimentos estabelecidos na legislação específica, que inclui o acompanhamento da ficha de emergência do produto, bem como determina que os agrotóxicos não podem ser transportados junto de pessoas, animais, rações, medicamentos e outros materiais.

Devido a natureza do produto, não se aplica.

Devido a natureza do produto, não se aplica.