Bula Farra BR

CI
Tiodicarbe
26221
Solus

Composição

Tiodicarbe 800 g/kg

Classificação

Terrestre/Aérea
Inseticida
2 - Produto Altamente tóxico
II - Produto muito perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Granulado Dispersível (WG)
Contato, Ingestão

Tipo: Saco
Material: Fibra celulósica/Fibra celulósica revestida com plástico/Fibra celulósica com saco plástico interno/Fibra celulósica revestida com plástico metalizado/Plástico/Plástico metalizado
Capacidade: 25 kg

Tipo: Tambor
Material: Fibra celulósica/Fibra celulósica com saco plástico interno
Capacidade: 220 kg.

INSTRUÇÕES DE USO

O produto é um inseticida, que contém o ingrediente ativo tiodicarbe, 800 g/kg, na formulação grânulos dispersíveis em água (WG), do grupo químico metilcarbamato de oxima, de ação de contato e ingestão, indicado para o controle de pragas nas culturas de algodão, milho e soja.

MODO DE APLICAÇÃO

Deve ser aplicado através de equipamentos costal manual ou motorizado, tratorizado ou aeronave agrícola. Os aparelhos devem ser equipados com bicos de jato cônico vazio da série D ou similar com difusor ou core adequado de modo a se obter uma deposição satisfatória de gotas sobre o alvo desejado (folhas e lagartas), com exceção para a cultura do milho, para a qual deverá ser utilizado bicos de jato plano (leque).

Equipamentos de aplicação

Aplicação terrestre

Volume de calda suficiente para uma boa cobertura da planta tratada sem o escorrimento do produto nas folhas.

Na cultura do milho

O bico plano deve ser dirigido sobre o cartucho das plantas permitindo uma melhor penetração da calda no local de ocorrência da praga. Posicionar os bicos no sentido da linha de plantio da cultura o que permitirá colocação máxima de calda no local de ocorrência da praga.

Pressão de Trabalho

Equipamentos costais: 50-60 psi;
Equipamentos tratorizados: 80- 100 psi.

Condições climáticas

Temperatura máxima de 27°C.
Umidade relativa do ar mínima de 55%.
Velocidade do vento máxima de 10 km/hora (3 m/seg).

Aplicação aérea

Avião do tipo Ipanema (qualquer modelo) poderá ser utilizado barra de pulverização com um total de 40-42 bicos, fechando-se 4 a 5 bicos nas extremidades das asas para evitar a influência e arraste das gotas pelos vórtices das asas. É indispensável a utilização dos bicos existentes em número de 8 abaixo da fuselagem ou barriga do avião. Os bicos deverão trabalhar na angulação de 90º a 180º e os rotativos tipo MICRONAIR trabalharão com as pás num ângulo de 35º a 50º graus em relação a linha de voo, e de acordo com as variações das condições climáticas locais durante a aplicação. Distribuição de gotas com uma VMD entre 110 e 150 micra, e um mínimo de 40 a 50 gotas/cm².
Volume de calda: 30 a 40 L /ha.
Faixa de deposição: 15 metros.
Altura de voo: 4-5 metros em relação ao alvo de deposição.
Pressão de trabalho: 15 - 30 psi.
Condições atmosféricas

Temperatura máxima de 27°C.
Umidade relativa do ar: mínima de 70%.
Velocidade do vento: máximo de 10 km/hora (3 m/seg).

A condição mais importante é a umidade relativa do ar, pois será o maior influenciador na maior ou menor evaporação das gotas de pulverização. Gotas grandes ocasionarão deposição irregular, escorrimento do produto nas folhas. Gotas finas terão deriva maior ou não atingirão o alvo desejado ocasionando perdas do produto e poluição do meio ambiente. Observações locais deverão ser realizadas visando reduzir ao máximo as perdas por volatilização ou deriva.

Instruções para preparo da calda de pulverização

Encher o tanque do pulverizador com água até a metade de seu volume e adicionar o produto. Manter o misturador mecânico ou o retorno em funcionamento e completar o volume do tanque com água. Manter a agitação da calda de forma contínua durante o seu preparo e durante a operação de sua aplicação. Lavagem do equipamento de aplicação: Somente utilizar equipamentos limpos e devidamente conservados. Após a aplicação do produto, realizar lavagem completa do equipamento.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

Não entre na área em que o produto foi aplicado antes da secagem completa da calda (no mínimo 24 horas após a aplicação). Caso necessite de entrar antes deste período, utilize os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados para o uso durante a aplicação.

LIMITAÇÕES DE USO

Somente utilizar as doses recomendadas. Seguir as recomendações da bula. O produto não causa fitotoxicidade para as culturas tratadas se utilizado de acordo com o recomendado.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Recomenda-se, de maneira geral, o manejo integrado das pragas, envolvendo todos os princípios e medidas disponíveis e viáveis de controle (ex. controle cultural, biológico, etc.).

Qualquer agente de controle de insetos pode ficar menos efetivo ao longo do tempo devido ao desenvolvimento de resistência. Utilizando-se as seguintes estratégias de Manejo de Resistência a Inseticidas (MRI), pode-se prolongar a vida útil dos inseticidas:
- Qualquer produto para controle de insetos da mesma classe ou modo de ação não deve ser utilizado em gerações consecutivas da mesma praga;
- Utilizar somente as doses recomendadas no rótulo/bula;
- Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para orientação sobre as recomendações locais para o manejo de resistência.




Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.