Bula Flowsan FS

CI
Tiram
18321
Taminco

Composição

Tiram 533 g/L

Classificação

Tratamento de Sementes
Fungicida
4 - Produto Pouco Tóxico
II - Produto muito perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Suspensão Concentrada para Tratamento de Sementes (FS)
Contato

Tipo: Bombona
Material: Polietileno
Capacidade: 1; 5; 10; 25; 60 L

Tipo: Contentor intermediário- IBC
Material: Polietileno
Capacidade: 1000 L

Tipo: Tambor
Material: Polietileno
Capacidade: 200 L.

INSTRUÇÕES DE USO

O produto é um fungicida de contato destinado ao tratamento de sementes para o plantio das culturas algodão, milho, soja e trigo.

MODO DE APLICAÇÃO

O produto destina-se ao tratamento de sementes de algodão, milho, soja e trigo, exclusivamente para o plantio.
O produto tem a formulação pronta para ser aplicado diretamente sobre as sementes por meio de tambor rotativo ou de máquinas elétricas apropriadas, que proporcionam boa distribuição do produto sobre as sementes, reduzindo ao mínimo o contato do aplicador com o produto. Para melhor cobertura das sementes pode-se adicionar água no máximo até a proporção de 1:1 (produto: água).
Colocam-se as sementes até 2/3 do tambor adicionando-se o produto na dose recomendada, tampa-se e gira-se este tambor até se obter uma distribuição homogênea sobre a superfície das sementes. Se o plantio não ocorrer no mesmo dia, é recomendável secar as sementes à sombra e armazená-las em local seco e fresco. Para as sementes umedecidas em excesso, recomenda-se secá-las antes de armazená-las e/ou semeá-las.
Sementes inoculadas devem ser semeadas no mesmo dia do tratamento, não podendo ser armazenadas.

NOTA

Existem no mercado, máquinas especialmente projetadas para o tratamento de sementes, que proporcionam uma distribuição mais adequada do produto.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

Não especificado devido à modalidade de uso (tratamento de sementes).

LIMITAÇÕES DE USO

Respeitadas as doses e o modo de aplicação, o produto não apresenta restrições. As sementes tratadas somente podem ser usadas para o plantio e são impróprias para o consumo humano, animal ou na produção de óleo.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Manejo integrado é a associação de medidas de controle que visa atender os aspectos econômicos, ecológicos e sociológicos. Dentre os princípios de manejo integrado, podemos destacar as seguintes práticas:
- Utilizar sementes/material de propagação sadios;
- Trabalhar com materiais resistentes/tolerantes sempre que possível;
- Realizar adubação adequada;
- Praticar sempre rotação de culturas;
- Utilizar tratamento fitossanitário, quando recomendado, por meio de diagnose correta do problema.

Qualquer agente de controle de doenças pode ficar menos efetivo ao longo do tempo devido ao desenvolvimento da resistência. O Comitê Brasileiro de Ação a Resistência a Fungicidas (FRAC-BR) recomenda as seguintes estratégias de manejo de resistência visando prolongar a vida útil dos fungicidas:
- Qualquer produto da mesma classe ou de mesmo modo de ação não deve ser utilizado em aplicações consecutivas, sobre o mesmo patógeno, no ciclo da cultura;
- Utilizar somente as doses recomendadas no rótulo/bula;
- Sempre consultar um engenheiro agrônomo para orientação sobre as recomendações locais para o manejo de resistência.




Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.