Bula Galben-M

acessos
Benalaxyl + Mancozeb
4601
FMC - Campinas

Composição

Benalaxyl 80 g/kg Fenilamidas
Mancozeb 650 g/kg Alquilenobis (ditiocarbamato)

Classificação

Fungicida
I - Extremamente tóxica
II - Produto muito perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Pó molhável (WP)
Sistêmico
Batata Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Requeima
(Phytophthora infestans)
2,5 a 3 kg p.c./ha 800 a 1000 L de calda/ha - 7 dias. 7 dias. Aparecimento dos primeiros sintomas
Tomate Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Requeima
(Phytophthora infestans)
200 a 300 g p.c./100 L de água 800 a 1000 L de calda/ha - 7 dias. 7 dias. A partir do início do florescimento
Uva Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Míldio
(Plasmopara viticola)
200 a 250 g p.c./100 L de água - - 15 dias. 7 dias. Aparecimento dos primeiros sintomas

Sacos plásticos ou papel com volume líquido de 500 g; 1, 2, 5, 10, 20, 25 e 50 kg.

INSTRUÇÕES DE USO:

Galben-M é um fungicida sistêmico que deve ser aplicado em pulverização na parte aérea das culturas de batata, tomate e uva.

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO:
- Batata: iniciar o tratamento no aparecimento dos primeiros sintomas. Se necessário, repetir com intervalos semanais, respeitando o limite máximo de 4 aplicações.
- Tomate: o controle deve ser realizado a partir do início do florescimento, no aparecimento dos primeiros sintomas. Se necessário, repetir com intervalos semanais, respeitando o limite máximo de 4 aplicações.
- Uva: iniciar o tratamento após o aparecimento dos primeiros sintomas, e se necessário repetir a cada 15 dias, respeitando o limite máximo de 4 aplicações.

MODO DE APLICAÇÃO:
Galben-M é um fungicida usado em pulverizações por meio de equipamentos costais manuais ou tratorizados, ou pelo sistema convencional com barra. Os equipamentos devem ser adaptados com bico de jatos cônico da série “D” ou similar, com pressão variando de 80 a 100 psi. A quantidade de calda varia de 0,2 L/planta para uva e de 800 a 1000 L/ha para batata e tomate.

INTERVALO DE SEGURANÇA: Batata, Tomate e Uva: 7 dias.

LIMITAÇÕES DE USO: Aplicado nas doses recomendadas, Galben-M não é fitotóxico às culturas indicadas.

PRECAUÇÕES GERAIS: Uso exclusivamente agrícola; Durante a manipulação, preparação da calda ou aplicação use EPI; Mantenha o produto afastado de crianças e animais domésticos; Mantenha o produto afastado de alimentos ou ração animal; Não coma, não beba e não fume durante o manuseio do produto; Não utilize equipamentos com vazamento ou com defeitos; Não desentupa bicos, orifícios, válvulas, tubulações, etc. com a boca; Não transporte o produto com alimentos, medicamentos, rações, animais e pessoas; Ao abrir a embalagem, faça de maneira a evitar respingos ou poeira; Não utilize Equipamentos de Proteção Individual danificados.

PRECAUÇÕES NO MANUSEIO: Ao abrir a embalagem, faça de modo a evitar respingos ou poeira; Use os Equipamentos de Proteção Individual: macacão de algodão hidrorepelente com mangas compridas, chapéu impermeável de abas largas, avental impermeável, óculos protetores ou viseira facial, máscara descartável para vapores orgânicos cobrindo nariz e boca e luvas/botas de borracha; Manuseie o produto em lugar arejado; Use protetor ocular se houver contato do produto com os olhos, lave-os imediatamente, VEJA PRIMEIROS SOCORROS; Use máscara cobrindo nariz e boca caso o produto for inalado ou aspirado, procure local arejado e VEJA PRIMEIROS SOCORROS; Use luvas de borracha ao contato do produto com a pele, lave-a imediatamente e VEJA PRIMEIROS SOCORROS; Observe atentamente as recomendações da bula visando utilizar as doses adequadas.

PRECAUÇÕES DURANTE A APLICAÇÃO: Use Equipamentos de Proteção Individual: macacão de algodão hidrorepelente com mangas compridas, chapéu impermeável de abas largas, avental impermeável, óculos protetores ou viseira facial, máscara descartável para vapores orgânicos cobrindo nariz e boca e luvas/botas de borracha; Aplique somente as doses recomendadas e observe o intervalo de segurança; Não aplique o produto na presença de ventos fortes ou nas horas mais quentes; Mantenha afastado da área de aplicação crianças, animais domésticos e pessoas desprotegidas; Evite o máximo possível o contato com a área aplicada com o produto até o término do intervalo de reentrada; Não utilize equipamento com vazamentos ou danificados; Não desentupa bicos, orifícios, válvulas, tubulações, etc. com a boca.

PRECAUÇÕES APÓS A APLICAÇÃO: Não reutilize a embalagem vazia; Após a utilização do produto, remova as roupas protetoras, tome banho e lave a roupa separado das roupas domésticas e lave os equipamentos de proteção individual após cada uso. Mantenha o restante do produto em sua embalagem original, adequadamente fechado em local trancado, longe do alcance de crianças e animais; Dar manutenção necessária nos equipamentos de segurança. Atentar para o período de vida útil dos filtros, seguindo corretamente as especificações do fabricante.

PRIMEIROS SOCORROS: Em caso de ingestão acidental, se a vítima estiver consciente, administre 2 3 copos de água, PROVOQUE VÔMITO, e procure imediatamente o médico levando a embalagem, rótulo e bula do produto. Em caso de contato com os olhos, lave-os imediatamente com água corrente em abundância e procure imediatamente o médico levando a embalagem, rótulo e bula do produto. Em caso de contato com a pele, remova as roupas e sapatos contaminados e lave imediatamente com água e sabão em abundância e, procure um médico, levando a embalagem, rótulo e bula do produto. Descarte roupas contaminadas. Em caso de inalação, remova o paciente para local arejado, e procure um médico levando a embalagem, rótulo e bula do produto.

ANTÍDOTOS E TRATAMENTO (Informações para Médicos): Não há antídoto conhecido. Tratamento sintomático de acordo com o caso clínico. Nos casos de ingestão utilizar catártico salino e carvão ativado. Eventuais convulsões podem ser tratadas com benzodiazepínicos IV (Diazepam ou Lorazepam).

TELEFONE DE EMERGÊNCIA : 0800 170450

SINTOMAS DE ALARME: Não são conhecidos sintomas de alarme, sendo recomendada a suspensão do uso do produto se surgirem quaisquer sintomas durante a sua manipulação.

MECANISMO DE AÇÃO, ABSORÇÃO E EXCREÇÃO: Estudos efetuados com animais de laboratório demonstram que o MANCOZEB é parcialmente absorvido após ingestão oral, de forma moderadamente rápida. O seu metabolismo é extenso e complexo, podendo apresentar variações de acordo com a dose absorvida. O principal metabólito é a etilenotiouréia. Distribui-se por todo o organismo e em maior quantidade na tireóide. Sua eliminação do plasma é bifásica e está essencialmente completa em 24 horas. A excreção se dá tanto pelas fezes quanto pela urina, e pela bile em menor quantidade.

Estudos de metabolismo em ratos mostraram que o BENALAXYL foi absorvido pelo trato gastrointestinal, metabolizado e excretado através das fezes e urina, tendo quase sua totalidade eliminada em 48 horas. Não houve acúmulo nos tecidos e órgãos dos animais estudados.

EFEITOS AGUDOS: GALBEN-M não se mostrou irritante para pele e se mostrou levemente irritante para os olhos de coelhos. Em teste realizado, o produto demonstrou não ser sensibilizante cutâneo em cobaias.

EFEITOS CRÔNICOS: Em estudos toxicológicos crônicos, nos quais ocorrem a exposição e observação dos animais durante toda ou boa parte de suas vidas, com administração de diferentes concentrações de BENALAXL e MANCOZEB, foram estabelecidas doses de não efeito tóxico por exposição crônica às substâncias.

Para o Mancozeb : Estudo de longo prazo em camundongos não revelou toxicidade sistêmica, exceto em machos e fêmeas que receberam a dose mais alta, evidenciados por sinais de queda de peso corporal e decréscimo dos níveis circulantes de T4. O produto não apresentou características mutagênicas, teratogênicas, carcinogênicas ou efeitos sobre a reprodução. Para o Benalaxyl: o produto não apresentou características mutagênicas, teratogênicas, carcinogênicas ou efeitos sobre a reprodução.

PRECAUÇÕES DE USO E ADVERTÊNCIAS QUANTO À PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE: Este produto é MUITO PERIGOSO AO MEIO AMBIENTE (CLASSE II). Este produto é ALTAMENTE MÓVEL, apresentando alto potencial de deslocamento no solo. Este produto é ALTAMENTE PERSISTENTE no meioambiente. Este produto é ALTAMENTE TÓXICO para organismos aquáticos. É PROIBIDA a aplicação deste produto em áreas alagadas ou sujeitas a inundação por causar danos ao meio ambiente, quando aplicado nesses locais. Evite a contaminação ambiental Preserve a Natureza. Não utilize equipamento com vazamento. Não aplique o produto na presença de ventos ou nas horas mais quentes. Aplique somente as doses recomendadas. Não lave as embalagens ou equipamentos aplicadores em lagos, fontes, rio e demais corpos d'água. Descarte corretamente as embalagens e restos do produto.

INSTRUÇÕES DE ARMAZENAMENTO DO PRODUTO, VISANDO SUA CONSERVAÇÃO E PREVENÇÃO CONTRA ACIDENTES: Mantenha o produto em sua embalagem original. O local deve ser exclusivo para produtos tóxicos, devendo ser isolado de alimentos, bebidas ou outros materiais. A construção deve ser de alvenaria ou de material não comburente. Coloque placa de advertência com os dizeres CUIDADO VENENO. Tranque o local, evitando o acesso de pessoas não autorizadas principalmente crianças. Deve haver sempre embalagens adequadas disponíveis para envolver embalagens rompidas ou para o recolhimento de produtos vazados. Em caso de armazéns maiores deverão ser seguidas as instruções constantes da NBR 9843. Observe as disposições constantes da legislação estadual e municipal.

INSTRUÇÕES EM CASO DE ACIDENTES: Isole e sinalize a área contaminada. Contate as autoridades locais competentes e a Empresa SIPCAM AGRO S.A . telefone de emergência : (011) 5506 9242. Utilize equipamento de proteção individual EPI (macacão de PVC, luvas e botas de borracha, óculos protetores e máscara contra eventuais vapores). Em caso de derrame, siga as instruções abaixo:

Piso pavimentado: recolha o material com o auxílio de uma pá e coloque em recipiente lacrado e identificado devidamente. Remova conforme orientações de destinação adequada de resíduos e embalagens. Lave o local com grande quantidade de água.

Solo: Retire as camadas de terra contaminada, até atingir o solo não contaminado, e adotar os mesmos procedimentos acima descritos para recolhimento e destinação adequada.

Corpos d'água: Interrompa imediatamente a captação para o consumo humano e animal e contate o centro de emergência da empresa, visto que as medidas a serem adotadas dependem das proporções do acidente, das características do recurso hídrico em questão e da quantidade de produto envolvido;

Em caso de incêndio, use extintores de água em forma de neblina, CO2 ou pó químico ficando a favor do vento para evitar intoxicação.

DESTINAÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS E EMBALAGENS: Não reutilize embalagens. Não reutilize embalagens. As embalagens devem ser perfuradas de maneira a torná-las inadequadas para outros usos. (Obs.: exceto em caso de existência do recolhimento das mesmas pela empresa). Observe as legislações Estadual e Municipal específicas. Fica proibido o enterrio de embalagens. Consulte o Órgão Estadual de Meio Ambiente.

MÉTODO DE DESATIVAÇÃO DO PRODUTO: A incineração do produto deverá ser feita em incinerador rotativo com temperatura variando de 600 a 1200ºC e tempo de residência de 30 a 60 minutos. Para desativação do produto contate a empresa SIPCAM AGRO S.A.

Incluir outros métodos de controle de doenças (ex. controle cultural, biológico, etc) dentro do programa de Manejo Integrado de Doenças (MID), quando disponíveis e apropriados.

Qualquer agente de controle de doenças pode ficar efetivo ao longo do tempo devido ao desenvolvimento de resistência. O Comitê Brasileiro de Ação á Resistência á Fungicidas (FRAC-BR) recomenda as seguintes estratégias de manejo de resistência visando prolongar a vida útil dos fungicidas:
- Qualquer produto para controle de doenças da mesma classe, ou de mesmo modo de ação, não deve ser utilizado em aplicações consecutivas do mesmo patógeno, no ciclo da cultura.
- Utilizar somente as doses recomendadas no rótulo/bula.
- Sempre consultar um engenheiro agrônomo para orientação sobre as recomendações locais para o manejo de resistência.

Compatibilidade

Não se conhecem casos de incompatibilidade.