Bula ISCAlure BW 60

CI
Grandlure
8221
Isca Tecnologias

Composição

Glandlure 75 g/kg

Classificação

Armadilhas
Feromônio
Não Classificado
IV - Produto pouco perigoso ao meio ambiente
Não inflamável
Não corrosivo
Gerador de Gás (GE)
Feromônio

Todas as culturas com ocorrência do alvo biológico

Calda Terrestre Dosagem
Anthonomus grandis (Bicudo)

Tipo: Balde
Material: Plástico
Capacidade: 500 g - 200 kg.

INSTRUÇÕES DE USO

Para estabelecer os momentos ideais de instalação das armadilhas, é importante conhecer o comportamento dos insetos na lavoura. No final do inverno, os bicudos começam a migrar dos nichos de hibernação buscando as áreas de cultivo de algodão. Neste momento, as armadilhas de monitoramento têm grande poder de atração. Depois da entrada dos insetos no cultivo é possível utilizar as armadilhas para identificar focos internos, auxiliando nas aplicações dirigidas de inseticidas. Após a colheita, os bicudos retornam aos nichos de hibernação, nesta fase as armadilhas são extremamente atrativas, capturando grande número de insetos.
Os períodos indicados para instalação das armadilhas são os seguintes:

- No Plantio: Instale as armadilhas próximo ao início da semeadura, permitindo acompanhar a migração dos insetos que regressam dos nichos de hibernação para as plantações.

- Meio de Safra: Após período de entrada dos bicudos da hibernação. Fim de Safra: Quando acabam as fontes de alimentação dentro do cultivo, os bicudos retornam aos nichos de hibernação, neste momento é feito o último controle de bicudo para baixar sua população.

- Frequência: Inspecione as armadilhas à procura de bicudos no mínimo uma vez por semana; aumente a frequência caso haja grande captura nas armadilhas. Anote os dados de captura relacionando as armadilhas e os pontos de captura. Se possível estes devem ser georreferenciados. Conservação: mantenha o produto refrigerado em temperatura entre 5 e 10 ºC.

NÃO ARMAZENE ABAIXO DESTAS TEMPERATURAS, pois isso compromete a estabilidade da formulação.

MODO DE APLICAÇÃO

Utilize armadilhas para bicudo do algodoeiro tipo boll weevil trap para instalação do atrativo. Siga as instruções de instalação:

1. Identifique as armadilhas e use o georreferenciamento do ponto de amostragem, isto ajudará a localizar os sítios de hibernação e áreas de infestação;

2. Fixe uma estaca de madeira no ponto de amostragem e instale a armadilha a 1,0 - 1,5 m do solo e bem reta, sem inclinação. Não posicione as armadilhas sobre palanques de cerca ou em postes largos, isto impede que os bicudos subam e entrem nas armadilhas;



3. Não coloque as estacas através do centro da armadilha, pois isto pode bloquear o acesso dos insetos ao interior da armadilha. Assegure-se que as armadilhas estão posicionadas em locais abertos, sem sombreamento na maior parte do dia e que sejam facilmente visíveis. Observe se o orifício no topo do cone superior da armadilha não está obstruído por insetos mortos, teias de aranha, ou sujeiras que impeçam a entrada dos insetos para o interior da armadilha. Verifique se o cilindro de captura (transparente) esteja firmemente enroscado, torcendo-o ¼ de volta em sentido horário;

4. Troque os feromônios a cada dois meses. Retire o feromônio velho e descarte em local apropriado.

NÃO DEIXE O LIBERADOR COM FEROMÔNIO NA LAVOURA.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

Não determinado devido a modalidade de emprego.

LIMITAÇÕES DE USO

Não determinado devido a modalidade de emprego.

INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO

O produto deve ser distribuído com sistema dispersor apropriado, vide modo de aplicação.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre MIP, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados.

Qualquer agente de controle de inseto pode ficar menos efetivo ao longo do tempo se o inseto alvo desenvolver algum mecanismo de resistência. O Comitê Brasileiro de Ação a Resistência a Inseticidas (IRAC-BR) recomenda as seguintes estratégias de manejo de resistência a inseticidas (MRI), visando prolongar a vida útil dos mesmos:
- Qualquer produto para controle de inseto da mesma classe ou modo de ação não deve ser utilizado em gerações consecutivas da mesma praga;
- Utilizar somente as dosagens recomendadas no rótulo/bula;
- Incluir outros métodos de controle de insetos (ex: Controle Cultural, Biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP), quando disponível e apropriado.




Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.