Bula Panther 120 EC

acessos
quizalofope-P-tefurílico
2499
Arysta Lifescience

Composição

quizalofope-P-tefurílico 120 g/L Ácido ariloxifenoxipropiônico

Classificação

Herbicida
I - Extremamente tóxica
II - Produto muito perigoso
Inflamável
Não corrosivo
Concentrado Emulsionável (EC)
Sistêmico
Algodão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Capim braquiária
(Brachiaria decumbens)
0,6 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 30 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Capim carrapicho
(Cenchrus echinatus)
0,6 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 30 dais. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Capim colchão
(Digitaria horizontalis)
0,6 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 30 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Capim pé de galinha
(Eleusine indica)
0,6 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 30 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Papuã
(Brachiaria plantaginea)
1 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 30 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Feijão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Capim amargoso
(Digitaria insularis)
0,5 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 30 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Capim carrapicho
(Cenchrus echinatus)
0,6 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 30 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Capim colchão
(Digitaria horizontalis)
0,6 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 30 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Capim pé de galinha
(Eleusine indica)
0,6 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 30 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Papuã
(Brachiaria plantaginea)
1 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 30 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Soja Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Azevém
(Lolium multiflorum)
0,8 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 47 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Capim amargoso
(Digitaria insularis)
0,5 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 47 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Capim braquiária
(Brachiaria decumbens)
0,6 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 47 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Capim carrapicho
(Cenchrus echinatus)
0,6 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 47 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Capim colchão
(Digitaria horizontalis)
0,6 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 47 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Capim custódio
(Pennisetum setosum)
0,6 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 47 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Capim pé de galinha
(Eleusine indica)
0,6 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 47 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Milho
(Zea mays)
0,3 a 0,4 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 47 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento
Papuã
(Brachiaria plantaginea)
1 L p.c./ha 300 a 500 L de calda/ha 15 a 30 L de calda/ha (aéreo) - 47 dias. Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento

Frascos de plático (polietileno) de 1, 5 e 10 L. Bombonas de plástico de 5, 10, 20, 25, 50 e 100 L. Lata de folha de flandres de 1, 2 e 5 L. Balde de folha de flandres de 10 L.

INSTRUÇÕES DE USO:

PANTHER® 120 EC é um herbicida sistêmico destinado ao controle de gramíneas em pós-emergência nas culturas e doses abaixo:

ALVOS, CULTURAS E DOSES: Vide seção "Indicações de uso/doses".

Nota:
0,5 L de p.c. (produto comercial) equivale a 60 g do i.a. Quizalofope-P-tefurílico
0,6 L de p.c. (produto comercial) equivale a 72 g do i.a. Quizalofope-P-tefurílico
1,0 L de p.c. (produto comercial) equivale a 120 g do i.a. Quizalofope-P-tefurílico

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO:

Em pós-emergência das gramíneas, quando estas ainda estiverem entre o estágio do 1º para o 2º perfilho, e em pleno crescimento.
Em área onde ocorram infestações mistas, o tratamento deverá ser complementado com um herbicida para o controle de ervas de folhas largas.
Recomenda-se apenas uma aplicação.

MODO DE APLICAÇÃO / EQUIPAMENTOS:

Adicionar óleo emulsionável à calda de pulverização na quantidade equivalente a 2,0 L/ha.

Pulverização terrestre: A pulverização terrestre pode ser tratorizada, costal manual ou costal motorizada.
Bicos tipo leque ou equivalente, observando-se sempre as recomendações do fabricante para a seleção adequada do tipo de bico e a pressão de trabalho.
Volume da calda: 300 a 500 L/ha.

Pulverização aérea:
a) Aviões equipados com barra (IPANEMA): Utilizar 40 – 42 bicos do tipo jato cônico vazio. Fechar 4 a 5 bicos da extremidade de cada asa. Manter ativos os bicos da "barriga" da fuselagem. Os ângulos dos bicos deverão ser ajustados entre 90º a 180º.
b) Aviões equipados com "micronair": As pás deste tipo de bico rotativo deverão ser ajustadas para cada condição climática no momento da aplicação, de maneira a se obter uma deposição com um DMV de 110-120 micra com um mínimo de 40 gotas/cm2.
. Altura do vôo: 4 – 5 metros
. Volume de calda: 15 a 30 litros/ha
. Pressão de operação: 15 a 30 psi
. Faixa de deposição: 15 metros
. Condições climáticas: Temperatura máxima: 27ºC
Umidade Relativa do ar: mínimo de 55%
Velocidade do vento: máx. 10 km/h (3,0 m/s)

INTERVALO DE SEGURANÇA:

Cultura Dias
Algodão 30
Feijão 30
Soja 47

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS:

(De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA / MS)

LIMITAÇÕES DE USO:

- Aplique somente a dose recomendada.
- Em condições de stress hídrico intenso, o produto não terá uma ação de controle eficiente.
- Fitotoxicidade para as culturas indicadas: poderão aparecer pontuações claras (cloróticas) sobre as folhas. Estas, contudo são reversíveis em 3-4 semanas, não afetando o desenvolvimento das plantas nem a produção de grãos.

PRECAUÇÕES GERAIS: Uso exclusivamente agrícola. Não coma, não beba e não fume durante o manuseio do produto. Não utilize equipamentos com vazamento. Não desentupa bicos, orifícios e válvulas com a boca. Não distribua o produto com as mãos desprotegidas.

PRECAUÇÕES NO MANUSEIO: Use protetor ocular. O produto é irritante para os olhos. Se houver contato do produto com os olhos, lave-os imediatamente e VEJA PRIMEIROS SOCORROS. Use máscaras cobrindo o nariz e a boca. Produto perigoso se inalado ou aspirado. Caso o produto seja inalado ou aspirado, procure local arejado e VEJA PRIMEIROS SOCORROS. Use luvas de borrachas. Ao contato do produto com a pele, lave-a imediatamente e VEJA PRIMEIROS SOCORROS. Ao abrir a embalagem, faça-o de modo a evitar respingos. Use macacão com mangas compridas, chapéu de aba larga, óculos ou viseira facial, luvas, botas e avental impermeável. Não fume, não coma e não beba durante o manuseio com o produto.

PRECAUÇÕES DURANTE A APLICAÇÃO: Evite o máximo possível, o contato com a área de aplicação. Não aplique o produto contra o vento, nem na presença de ventos. A pulverização do produto produz neblina. Use máscara cobrindo o nariz e a boca. Use macacão com mangas compridas, óculos, chapéu de aba larga, luvas impermeáveis e botas. Não fume, não coma e não beba durante a aplicação do produto.

PRECAUÇÕES APÓS A APLICAÇÃO: Não reutilize a embalagem vazia. Mantenha o restante do produto adequadamente fechado, em local trancado, fora do alcance de crianças e animais. Tome banho, troque e lave as roupas.

PRIMEIROS SOCORROS: Não dê nada por via oral a uma pessoa inconsciente. Ingestão: Em caso de ingestão, não provoque vômito e procure logo um médico, levando a embalagem, rótulo, bula ou receituário agronômico do produto. Não dê nada por via oral a uma pessoa inconsciente. Olhos: Em caso de contato com os olhos, lave-os com água em abundância e procure um médico, levando a embalagem, rótulo, bula ou receituário agronômico do produto. Pele: Em caso de contato com a pele, lave-a com água e sabão em abundância e se houver sinal de irritação procure um médico, levando a embalagem, rótulo, bula ou receituário agronômico do produto. Inalação: Em caso de inalação, procure lugar arejado e se houver sinal de intoxicação, procure um médico, levando a embalagem, rótulo, bula ou receita agronômica do produto.

MECANISMO DE AÇÃO, ABSORÇÃO E EXCREÇÃO: Estudos realizados com ratos demonstraram que o produto na sua grande maioria é rapidamente absorvido e excretado, principalmente via fezes e urina, sendo praticamente eliminado após 7 dias.

EFEITOS AGUDOS E COLATERAIS: DL50 oral (ratos) = 3100 mg/Kg. DL50 dérmica (rato albino) > 2000 mg/ kg. Irritabilidade ocular: irritante moderado. Irritabilidade dérmica: não irritante. Sensibilização dérmica: não sensibilizante

EFEITOS CRÔNICOS: Não são esperados efeitos crônicos no ser humano com o produto como resultado do seu uso agrícola, quando observadas as recomendações constantes na bula.

ANTÍDOTO: não específico. Tratamento sintomático.

PRECAUÇÕES DE USO E ADVERTÊNCIAS QUANTO AOS CUIDADOS DE PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE: Este produto é MUITO PERIGOSO ao meio Ambiente (Classe II). Este produto é ALTAMENTE PERSISTENTE no meio ambiente. Evite a contaminação ambiental - Preserve a Natureza. Não utilize equipamento com vazamento. Não aplique o produto na presença de ventos fortes ou nas horas mais quentes do dia. Aplique somente as doses recomendadas. Não execute aplicação aérea de agrotóxicos em áreas situadas a uma distância inferior a 500 (quinhentos) metros de povoação e de mananciais de captação de água para abastecimento público e de 250 (duzentos e cinqüenta) metros de mananciais de água, moradias isoladas, agrupamentos de animais e culturas suscetíveis a danos. Observe as disposições constantes na legislação estadual e municipal concernentes às atividades aeroagrícolas. Não lave embalagens ou equipamento aplicador em lagos, fontes, rios e demais corpos d'água. Descarte corretamente as embalagens e restos do produto

INSTRUÇÕES DE ARMAZENAMENTO DO PRODUTO, VISANDO SUA CONSERVAÇÃO E PREVENÇÃO CONTRA ACIDENTES: Mantenha o produto em sua embalagem original, sempre fechada. O local deve ser exclusivo para produtos tóxicos, devendo ser isolado de alimentos, bebidas ou outros materiais. A construção deve ser de alvenaria ou de material não comburente. O local deve ser ventilado, coberto e ter piso impermeável. Coloque placa de advertência com os dizeres: CUIDADO VENENO. Tranque o local, evitando o acesso de pessoas não autorizadas, principalmente crianças. Deve haver sempre embalagens disponíveis adequadas, para envolver embalagens rompidas ou para o recolhimento de produtos vazados. Em caso de armazéns deverão ser seguidas as instruções constantes da NBR 9843. Observe as disposições constantes da legislação estadual e municipal.

INSTRUÇÕES EM CASO DE ACIDENTES: Contate as autoridades locais competentes e a empresa.Utilize o Equipamento de Proteção Individual - EPI (Macacão de PVC, luvas e botas de borracha, óculos protetores e máscara contra eventuais vapores). Isole e sinalize a área contaminada. Em caso de derrame, estanque o escoamento, não permitindo que o produto entre em bueiros, drenos ou cursos de águas naturais. Siga as instruções abaixo: Piso pavimentado: coloque material absorvente (p.ex. serragem ou terra) sobre o conteúdo derramado e recolha o material com auxílio de uma pá e coloque em recipiente lacrado e identificado devidamente. Remova conforme orientações de destinação adequada de resíduos e embalagens. Lave o local com grande quantidade de água; Solo: Retire as camadas de terra contaminada até atingir o solo não contaminado, e adote os mesmos procedimentos acima descritos para recolhimento e destinação adequada; Corpos d'água: Interrompa imediatamente a captação para o consumo humano e animal e contate o centro de emergência da empresa, visto que as medidas a serem adotadas dependem das proporções do acidente, das características do recurso hídrico em questão e da quantidade do produto envolvido. Em caso de incêndio, use extintores de água em forma de neblina, CO2 ou pó químico, ficando a favor do vento para evitar intoxicação. Ao usar água, faça cava ao redor do incêndio para evitar contaminação.

DESTINAÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS E EMBALAGENS: As embalagens devem ser enxaguadas três vezes e a calda resultante acrescentada à preparação para pulverização (tríplice lavagem). Não reutilize embalagens. As embalagens devem ser perfuradas de maneira a torná-las inadequadas para outros usos (Obs.: exceto em caso de existência do recolhimento das mesmas pela empresa). Observe as legislações Estadual e Municipal específicas. Fica proibido o enterrio de embalagens. Consulte o Órgão Estadual de Meio Ambiente.

MÉTODO DE DESATIVAÇÃO DO PRODUTO: Por incineração em forno rotativo com temperatura variando entre 800 a 1000 °C - 10 segundos; câmara de oxidação (1200 a 1400°C) - 2 segundos.

INFORMAÇÕES SOBRE MANEJO INTEGRADO DE PLANTAS INFESTANTES:
Incluir outros métodos de controle de plantas infestantes (ex. controle manual, como roçadas, capinas, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Plantas Infestantes, quando disponível.

O uso continuado de herbicidas com o mesmo mecanismo de ação pode contribuir para o aumento de população de plantas infestantes a ele resistentes.
Como prática de manejo e resistência de plantas infestantes deverão ser aplicados herbicidas, com diferentes mecanismos de ação, devidamente registradas para a cultura. Não havendo produtos alternativos recomenda-se a rotação de culturas que possibilite o uso de herbicidas com diferentes mecanismos de ação. Para maiores esclarecimentos consulte um Engenheiro Agrônomo.