Bula Rustler WG - Monsanto

Bula Rustler WG

CI
Glifosato
4614
Monsanto

Composição

Glifosato 792,5 g/kg
Equivalente ácido de Glifosato 720 g/kg

Classificação

Terrestre/Aérea
Herbicida
5 - Produto Improvável de Causar Dano Agudo
III - Produto perigoso
Não inflamável
Corrosivo
Granulado Dispersível (WG)
Sistêmico, Seletivo condicional

Milho

Calda Terrestre Dosagem
Zea mays (Milho)

Saco - folhas múltiplas - 10 e 20kg
Caixa com saco - papelão com saco plástico ou de papel - 1 e 5kg
Caixa com saco - papelão com sacos de hidrossolúveis ou de papelão - 5kg (com sacos de 1kg cada)
Caixa com saco - papelão com saco de hidrossolúveis ou de papelão - 1kg (com um saco de 1kg, 10 sacos de 100g cada ou 20 sacos de 50g cada)

Modo de Ação

O glifosato pertence ao grupo químico dos derivados da glicina, que apresenta a inibição da EPSPS, mecanismo de ação. É um herbicida seletivo condicional, de amplo espectro, sendo que neste caso específico é recomendado apenas para o controle de pólen na cultura do milho. Para o controle de pólen na cultura do milho que apresenta a tolerância tecido seletiva ao glifosato, permite que a planta, quando tratada com esse herbicida, sirva como uma linhagem parental feminina pura para a produção de sementes híbridas. O pólen da linhagem parental masculina pura correspondente, que não apresenta a referida tecnologia, fertilizará o milho resultando em uma semente de milho híbrido que carrega o gene para a tolerância tecido seletiva a glifosato.

INSTRUÇÃO DE USO

O Rustler WG é recomendado para aplicação em área total, em pós-emergência da cultura do milho para o controle de polén, sendo para uso exclusivo em áreas de produção de grãos para sementes de milho geneticamente modificado tolerantes ao glifosato e que apresentam tolerância tecido seletiva ao glifosato.

(1) A 1° aplicação para controle de pólen deverá realizada entre V6 a V8, o que deve ocorrer aproximadamente de 35 a 40 dias após o plantio, utilizando a dose de 2 Kg/ha. Deve-se considerar o acúmulo térmico da região para ajustar a época de aplicação.

(2) A 2° aplicação para controle de pólen deverá ser realizada entre 5 a 10 dias ou não ultrapassar o pré-florescimento (estádio de crescimento V8 a V11) na dose de 1,0 a 1,5 Kg/ha***.

Observações

* É importante o controle das plantas daninhas no pré-plantio e em pós-emergência da cultura para que o milho se desenvolva livre de mato-competição, sendo assim outros produtos, inclusive o glifosato, poderão ser utilizados desde que aprovados para o uso proposto.

** Quando utilizar o Rustler WG para o controle de polén deve ser seguido o Intervalo de Segurança de 60 dias para a cultura do milho.

*** Fica a critério do técnico responsável pela aplicação, doses menores poderão ser utilizadas.

Ao realizar a primeira aplicação é extremamente relevante levar em consideração o fator de variação do acúmulo térmico* (graus-dia), considerando a variabilidade das diferentes linhagens e a temperatura na região de plantio. A precisão ao se determinar o momento exato para a primeira aplicação é fundamental para que se obtenha os efeitos desejados no controle químico de pólen na cultura do milho.

* O acúmulo térmico (graus-dia) tem sido utilizado para determinar a duração de um evento fenológico em particular, sendo utilizado para classificar o ciclo da cultura do milho, no que se refere a seu desenvolvimento, em relação a à temperatura. As aplicações acima recomendadas para o controle de pólen deverão ser conduzidas com a supervisão de técnicos da Monsanto, especialistas na área de produção de grãos para sementes e, portanto, a comercialização deste produto, para esse uso, será restrita aos usuários da tecnologia.

MODO DE APLICAÇÃO

As recomendações a seguir relacionadas são importantes para uma correta aplicação e para se obter os efeitos desejados. Ao aplicar o produto, siga sempre as recomendações da bula garantindo uma boa cobertura da pulverização sobre o alvo desejado, evitando a sobreposição das faixas de aplicação. Proceda a regulagem do equipamento de aplicação terrestre ou aéreo para assegurar uma distribuição uniforme na dose correta sobre o alvo desejado.

APLICAÇÃO TERRESTRE

Utilizar equipamento de pulverização tratorizado ou autopropelido provido de barras apropriadas ou pulverização costal. Seguir as recomendações e restrições gerais.
• Volume de Calda: Recomenda-se o volume de calda de aplicação entre 100 a 150 L/ha.
• Seleção de Pontas de Aplicação: Para a aplicação do RUSTLER WG, recomendamos a utilização de pontas de pulverização do tipo com indução de ar, que possibilitem a geração de classes de gotas grossas e muito grossas, minimizando assim o risco de deriva. A seleção correta da ponta para aplicação de herbicidas é um dos parâmetros mais importantes para se obter o resultado desejado na aplicação, evitando-se as perdas por deriva.
• Altura da Barra de Aplicação: A barra pulverizadora deverá estar posicionada a no máximo 50 cm de altura do alvo a ser atingido. Menores alturas poderão ser utilizadas no caso de espaçamento entre bicos menores que 50 cm. Quanto menor a distância entre a barra e o alvo a ser atingido, menor a exposição das gotas e menor o impacto na aplicação pelas condições ambientais, como a evaporação e transporte pelo vento (deriva). Recomenda-se o uso de controladores automáticos de altura da barra para manter a altura ideal da ponta em relação ao alvo.
• Velocidade do Vento

Recomenda-se a aplicação do produto quando a velocidade do vento estiver entre 5 a 15 Km/h dependendo da configuração do sistema de aplicação minimizando desta forma o efeito de deriva.
• Velocidade do Equipamento: Selecione uma velocidade adequada às condições do terreno, equipamento e cultura, não devendo ser superior a 25 km/h, observando o volume de aplicação e a pressão de trabalho desejada. A aplicação efetuada em velocidades mais baixas, geralmente resultam em uma melhor cobertura e deposição na área alvo e menor risco de deriva.
• Pressão de Trabalho: A pressão de trabalho deverá ser selecionada considerando o volume de calda da aplicação e o tamanho de gotas desejado. Em caso de dúvida consulte a recomendação do fabricante da ponta (Bico). Observar sempre a recomendação do fabricante da ponta (Bico) e trabalhar dentro da faixa de pressão recomendada, considerando o volume de aplicação e o tamanho de gotas. Lembre-se que maiores pressões levam a menores tamanhos de gotas, podendo favorecer a deriva.

APLICAÇÃO AÉREA

Recomenda-se para aplicação com equipamentos aéreos de pulverização, aeronaves de asa fixa, providas com barra e pontas (Bicos) apropriadas. A aplicação deve ser realizada apenas por empresas especializadas, sob orientação de um engenheiro agrônomo. Seguir as recomendações e restrições gerais
• Volume de Calda: Recomenda-se o volume de calda de aplicação entre 20 a 40 L/ha.
• Seleção de Pontas de Aplicação: Para a aplicação do RUSTLER WG, recomendamos a utilização de pontas de pulverização que possibilitem a geração das maiores gotas possíveis, no mínimo classe de gotas grossas.
• Altura de voo: Recomenda-se altura de voo de 3 a 5 m acima do topo da cultura, com faixa de deposição adequada ao tipo de aeronave empregada. O aumento da altura de voo eleva o risco potencial de deriva. Especial atenção deve ser dada aos efeitos de vórtices que também podem causar deriva ocasionada principalmente pelo posicionamento incorreto dos bicos em relação às asas da aeronave.
• Velocidade do Vento: Recomenda-se a aplicação do produto com a velocidade do vento entre 3 a 10 km/h.

RECOMEDAÇÕES E RESTRIÇÕES GERAIS

• Temperatura e Umidade: Aplique apenas em condições ambientais favoráveis. Baixa umidade relativa do ar e altas temperaturas aumentam o risco da evaporação da calda de pulverização, reduzindo o tamanho de gota e aumentando o potencial de deriva. Evite pulverizar durante condições de baixa umidade relativa do ar (menores que 55 %) e altas temperaturas (maiores que 30ºC). Não aplicar o produto em temperaturas muito baixas ou com previsão de geadas.
• Deriva: O potencial de deriva é determinado pela interação de muitos fatores relativos ao equipamento de pulverização (independente dos equipamentos utilizados para a pulverização, o tamanho das gotas é um dos fatores mais importantes para evitar a deriva) e ao clima (velocidade do vento, umidade e temperatura). O aplicador deve considerar todos estes fatores quando da decisão de aplicar. Evitar a deriva é responsabilidade do aplicador. Para se evitar a deriva aplicar com o maior tamanho de gota possível, sem prejudicar a cobertura e eficiência. Especial atenção deve ser tomada em relação ao fenômeno conhecido por inversão térmica. Não proceda aplicação com inversão térmica.
• Período de Chuvas: A ocorrência de chuvas dentro de um período de quatro (4) horas após aplicação pode afetar o desempenho do produto. Este intervalo de tempo é o mínimo necessário para a absorção do produto pelas folhas e sua translocação pela planta alvo em condições adequadas de desenvolvimento. Evite aplicar logo após a ocorrência de chuva ou em condições de orvalho. Sob risco de chuva, suspenda a aplicação.
• Preparação da Calda: Coloque água limpa no tanque do pulverizador até 3/4 de sua capacidade de tal forma que atinja a altura do agitador (ou retorno), adicione a quantidade recomendada de PRODUTO. Com o agitador ligado complete o volume do tanque com água. Por se tratar de uma formulação do tipo WG (Granulado Dispersível) o produto deve ser adicionado lentamente no tanque do pulverizador sob agitação constante ou pré dissolvidos em recipientes adequados. A aplicação deve ser realizada no mesmo dia da preparação da calda. Em caso de dúvidas consultar o departamento técnico da MONSANTO DO BRASIL LTDA.

INTERVALO DE SEGURANÇA

Milho: 60 dias

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

Não entrar na área em que o produto foi aplicado antes da completa secagem da calda (no mínimo 24 horas após a aplicação). Caso necessite entrar antes desse período, utilize os EPIs recomendados para uso durante a aplicação.

LIMITAÇÕES DE USO

• O herbicida RUSTLER WG é seletivo somente quando aplicado sobre as variedades de milho geneticamente modificada, tolerantes ao glifosato, conforme as instruções de uso indicadas nesta bula.
• Observar atentamente ao realizar as aplicações, para que não ocorra qualquer deriva para culturas vizinhas.
• O fator de variação do acúmulo térmico* (graus-dia), varia de acordo com as diferentes linhagens e a temperatura na região de plantio,
• Para se obter o efeito desejado é importante considerar o fator de variação do acúmulo térmico (graus-dia) devido a variabilidade das diferentes linhagens e a temperatura na região de plantio.

Outras restrições

• Armazenar e manusear apenas em recipientes plásticos, fibra de vidro, alumínio ou aço inoxidável. Não armazenar a solução em recipientes de ferro galvanizado, ferro ou aço comum.
• Para aplicação do produto somente utilize água limpa (sem argila, limo e matéria orgânica em suspensão).
• Não aplicar RUSTLER WG quando as folhas da cultura do milho estiverem cobertas de poeira, porque nestas condições pode diminuir a ação do produto (adsorção).

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

O manejo de plantas daninhas é um procedimento sistemático adotado para minimizar a interferência das plantas infestantes e otimizar o uso do solo, por meio da combinação de métodos preventivos de controle. A integração de métodos de controle: (1) cultural (rotação de culturas, variação de espaçamento e uso de cobertura verde), (2) mecânico ou físico (monda, capina manual, roçada, inundação, cobertura não viva e cultivo mecânico), (3) controle biológico e (4) controle químico tem como objetivo mitigar o impacto dessa interferência com o mínimo de dano ao meio ambiente.

As recomendações para o manejo da resistência a herbicidas não se aplicam devido a modalidade de uso do RUSTLER WG.

Corrosivo ao ferro comum e galvanizado.