Bula Success 0,02 CB

CI
Espinosade
5606
Dow Agrosciences

Composição

Espinosade 0,24 g/L

Classificação

Terrestre/Aérea
Inseticida
5 - Produto Improvável de Causar Dano Agudo
III - Produto perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Isca Concentrada (CB)
Não sistêmico

Abacate

Dosagem Calda Terrestre
Anastrepha fraterculus (Mosca sul americana) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Anastrepha obliqua (Mosca das frutas) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Bactrocera carambolae (Mosca da carambola) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Ceratitis capitata (Mosca do mediterrâneo) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Anonáceas

Dosagem Calda Terrestre
Anastrepha fraterculus (Mosca sul americana) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Anastrepha obliqua (Mosca das frutas) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Bactrocera carambolae (Mosca da carambola) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Ceratitis capitata (Mosca do mediterrâneo) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Cacau

Dosagem Calda Terrestre
Anastrepha fraterculus (Mosca sul americana) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Anastrepha obliqua (Mosca das frutas) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Bactrocera carambolae (Mosca da carambola) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Ceratitis capitata (Mosca do mediterrâneo) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Citros

Dosagem Calda Terrestre
Anastrepha obliqua (Mosca das frutas) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Bactrocera carambolae (Mosca da carambola) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Ceratitis capitata (Mosca do mediterrâneo) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Kiwi

Dosagem Calda Terrestre
Anastrepha fraterculus (Mosca sul americana) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Anastrepha obliqua (Mosca das frutas) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Bactrocera carambolae (Mosca da carambola) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Ceratitis capitata (Mosca do mediterrâneo) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Maçã

Dosagem Calda Terrestre
Anastrepha fraterculus (Mosca sul americana) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Mamão

Dosagem Calda Terrestre
Anastrepha fraterculus (Mosca sul americana) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Anastrepha obliqua (Mosca das frutas) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Bactrocera carambolae (Mosca da carambola) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Ceratitis capitata (Mosca do mediterrâneo) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Manga

Dosagem Calda Terrestre
Anastrepha obliqua (Mosca das frutas) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Bactrocera carambolae (Mosca da carambola) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Ceratitis capitata (Mosca do mediterrâneo) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Maracujá

Dosagem Calda Terrestre
Anastrepha fraterculus (Mosca sul americana) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Anastrepha obliqua (Mosca das frutas) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Bactrocera carambolae (Mosca da carambola) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Ceratitis capitata (Mosca do mediterrâneo) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Romã

Dosagem Calda Terrestre
Anastrepha fraterculus (Mosca sul americana) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Anastrepha obliqua (Mosca das frutas) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Bactrocera carambolae (Mosca da carambola) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Ceratitis capitata (Mosca do mediterrâneo) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Conteúdo: 1; 5; 9,5; 10; 20 e 208 L.

INSTRUÇÕES DE USO

SUCCESS 0,02 CB é uma isca inseticida indicada para o controle de pragas nas culturas de Abacate, Anonáceas, Cacau, Citros, Kiwi, Maçã, Mamão, Manga, Maracujá e Romã.
A escolha da dose a ser utilizada para o controle do alvo deve considerar o nível de infestação, condições ideais para o desenvolvimento da praga e o histórico do local, adotando-se a maior dose em altas infestações. Success 0,02 CB é um produto resistente à lavagem, porém poderá perder sua atratividade/efetividade se exposto à chuva ou irrigação. As maiores doses promovem um período de controle mais longo. As condições climáticas, principalmente chuvas, podem afetar a duração do período de controle do produto necessitando reaplicações.

MODO E EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO

Success 0,02 CB é uma isca concentrada que deve ser misturada com água na proporção de 1 parte de produto para 1,5 partes de água. Primeiramente, adicionar metade do volume de água, o volume total de Success 0,02 CB e então o restante da água. Fazer agitação constante da solução para assegurar uniformidade na aplicação. Após a diluição, Success 0,02 CB deve ser utilizado em no máximo 24 horas.
- Aplicação terrestre: pulverizar 1 metro quadrado de copa por planta em um dos lados da mesma. O espaçamento entre os pontos de aplicação deve considerar o raio limite de atratividade da isca que é de até 3,5 metros (7 metros entre os pontos de aplicação). A aplicação pode ser realizada com equipamento costal ou tratorizado. Para a aplicação com equipamento costal deve-se utilizar pistola de pulverização. Para otimização da utilização da isca deve-se trabalhar com gotas de 4 a 6 mm e 60 a 80 gotas/m².
- Aplicação aérea: utilizar pontas que produzam gotas grandes e atinjam a densidade de 20 a 80 gotas/m². Utilizar bicos e ajustar a altura de voo para que se obtenham gotas com tamanho de 4 a 6 mm.
Recomendamos utilizar empresas de aplicação aérea certificadas pela Certificação Aeroagrícola Sustentável (CAS - www.cas-online.org.br) ou que tenham sido capacitadas e treinadas pela Corteva Agriscience, através do nosso programa de Boas Práticas Agrícolas, para realizar a aplicação aérea deste produto. Independentemente do treinamento recomendado, é importante ressaltar que toda e qualquer aplicação aérea é de responsabilidade do aplicador, que deve seguir as recomendações do rótulo e da bula do produto.

CONDIÇÕES CLIMÁTICAS

Deve-se observar as condições climáticas ideais para a aplicação do produto, tais como:
- Temperatura ambiente: igual ou inferior a 30ºC.
- Umidade relativa do ar: acima de 50%.
- Velocidade do vento: calmo (entre 2 e 10 km/h).
Para outros parâmetros referentes à tecnologia de aplicação, seguir as recomendações técnicas indicadas pela pesquisa e/ou assistência técnica da região, sempre sob orientação de um engenheiro agrônomo.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

Não entre na área em que o produto foi aplicado antes da secagem completa da calda (no mínimo 24 horas após a aplicação). Caso necessite entrar antes deste período, utilize os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) recomendados para o uso durante a aplicação.

LIMITAÇÕES DE USO

- Para a cultura da Maçã podem ocorrer leves sintomas de fitotoxicidade, que não causam nenhum prejuízo fisiológico à planta, devendo-se evitar a aplicação sobre os frutos.
- Não aplique na presença de ventos fortes ou nas horas mais quentes do dia.
- Success 0,02 CB é um produto resistente à lavagem, porém poderá perder sua atratividade/efetividade se exposto à chuva ou irrigação.
- Não utilizar águas turvas ou com presença de argilas (barrentas), pois a eficiência do produto poderá ser prejudicada.
- Para maiores informações consulte um Engenheiro Agrônomo.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Incluir outros métodos de controle de insetos (ex. Controle Cultural, Biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponível e apropriado.

GRUPO 5 INSETICIDA

A resistência de pragas a agrotóxicos ou qualquer outro agente de controle pode tornar-se um problema econômico, ou seja, fracassos no controle da praga podem ser observados devido à resistência.
O inseticida Success 0,02 CB pertence ao grupo 5 (Moduladores alostéricos de receptores nicotínicos da acetilcolina – Espinosinas) e o uso repetido deste inseticida ou de outro produto do mesmo grupo pode aumentar o risco de desenvolvimento de populações resistentes em algumas culturas.
Para manter a eficácia e longevidade do Success 0,02 CB como uma ferramenta útil de manejo de pragas agrícolas, é necessário seguir as seguintes estratégias que podem prevenir, retardar ou reverter a evolução da resistência:
Adotar as práticas de manejo a inseticidas, tais como:
• Rotacionar produtos com mecanismo de ação distinto do Grupo 5. Sempre rotacionar com produtos de mecanismo de ação efetivos para a praga alvo.
• Usar Success 0,02 CB ou outro produto do mesmo grupo químico somente dentro de um “intervalo de aplicação” (janelas) de cerca de 30 dias.
• Aplicações sucessivas de Success 0,02 CB podem ser feitas desde que o período residual total do “intervalo de aplicações” não exceda o período de uma geração da praga-alvo.
• Seguir as recomendações de bula quanto ao número máximo de aplicações permitidas. No caso específico do Success 0,02 CB, o período total de exposição (número de dias) a inseticidas do grupo químico das Espinosinas não deve exceder 50% do ciclo da cultura ou 50% do número total de aplicações recomendadas na bula.
• Respeitar o intervalo de aplicação para a reutilização do Success 0,02 CB ou outros produtos do Grupo 5 quando for necessário;
• Sempre que possível, realizar as aplicações direcionadas às fases mais suscetíveis das pragas a serem controladas;
• Adotar outras táticas de controle, previstas no Manejo Integrado de Pragas (MIP) como rotação de culturas, controle biológico, controle por comportamento, etc., sempre que disponível e apropriado;
• Utilizar as recomendações e da modalidade de aplicação de acordo com a bula do produto;
• Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais para o manejo de resistência e para a orientação técnica na aplicação de inseticidas;
• Informações sobre possíveis casos de resistência em insetos e ácaros devem ser encaminhados para o IRAC-BR (www.irac-br.org.br), ou para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (www.agricultura.gov.br).




Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.