Bula Visor 240 EC - Dow AgroSciences

Bula Visor 240 EC

Tiazopir
2498
Corteva

Composição

Tiazopir 240 g/L

Classificação

Terrestre/Aérea
Herbicida
4 - Produto Pouco Tóxico
II - Produto muito perigoso
Inflamável
Não corrosivo
Concentrado Emulsionável (EC)
Seletivo, Contato

Conteúdo: 1, 5, 10, 20, 50, 100 e 200 L.

INSTRUÇÕES DE USO

VISOR 240 EC é um herbicida seletivo para a Cana-de-açúcar e de aplicação em pré-emergência das plantas infestantes, atuando na divisão celular.

MODO E EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO

VISOR 240 EC é indicado para aplicações terrestres e aéreas, podendo ser aplicado por aviões agrícolas, helicópteros, pulverizadores tratorizados ou costais.

Aplicação terrestre

Para que haja uma cobertura uniforme do solo, recomenda-se realizar as pulverizações com bicos de jato plano ou leque, comum ou ângulo grande, dos tipos XR, DG, TJ, TF e TK. A velocidade do trator deve ser de 4 a 8 km/h, e a do vento não mais que 10 km/h. A altura da barra deve ser aquela que proporcione o transpasse dos jatos, para que a superfície tratada receba uma quantidade uniforme de produto, evitando-se assim falhas ou acúmulo de produto nas faixas.

Aplicação aérea

Aviões agrícolas ou helicópteros munidos de barra de pulverização podem ser utilizados na aplicação de VISOR 240 EC. A altura de voo deve ser de 2,5 a 3,5 m da barra ao alvo. A barra deve conter 35 bicos tipo D-12, ou 46 bicos tipo D-10, ou 56 bicos tipo D-8, que formam gotículas entre 250 a 300 micra, permitindo uma densidade de gotas de 30 a 50 gotículas/cm2. A largura da faixa de aplicação depende
do tipo de aeronave, podendo variar de 12 a 16 metros.
Para assegurar uma aplicação uniforme é importante colocar bandeirinhas para demarcar a largura da faixa e orientar o voo.

CONDIÇÕES CLIMÁTICAS

O produto pode ser aplicado em solo seco ou úmido. A ocorrência de chuva após a aplicação facilita a penetração do produto no solo.

INTERVALO DE SEGURANÇA

Intervalo de segurança não determinado devido à modalidade de emprego.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NA CULTURA E ÁREAS TRATADAS

Recomenda-se não entrar na área tratada sem utilizar o equipamento de proteção individual, até o secamento da calda sobre a cultura. Evitar sempre que possível que pessoas alheias ao trato com a cultura e animais circulem pela área tratada.

LIMITAÇÕES DE USO

Nenhuma limitação de uso é conhecida. Para maiores informações consulte um Engenheiro Agrônomo.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre programas de Manejo Integrado, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados.

O uso sucessivo de herbicidas do mesmo mecanismo de ação para o controle do mesmo alvo pode contribuir para o aumento da população da planta daninha alvo resistente a esse mecanismo de ação, levando a perda de eficiência do produto e um consequente prejuízo.
Como prática de manejo de resistência de plantas daninhas e para evitar os problemas com a resistência, seguem algumas recomendações:
• Rotação de herbicidas com mecanismos de ação distintos do Grupo K1 para o controle do mesmo alvo, quando apropriado.
• Adotar outras práticas de controle de plantas daninhas seguindo as boas práticas agrícolas.
• Utilizar as recomendações de dose e modo de aplicação de acordo com a bula do produto.
• Sempre consultar um engenheiro agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais para o manejo de resistência e a orientação técnica da aplicação de herbicidas.
• Informações sobre possíveis casos de resistência em plantas daninhas devem ser consultados e, ou, informados à: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas (SBCPD: www.sbcpd.org), Associação Brasileira de Ação à Resistência de Plantas Daninhas aos Herbicidas (HRAC-BR: www.hrac-br.org), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA: www.agricultura.gov.br).

GRUPO K1 HERBICIDA

O produto herbicida VISOR 240 EC é composto por Tiazopir, que apresenta mecanismo de ação de inibidor da formação dos microtúbulos, pertencente ao Grupo K1, segundo classificação internacional do HRAC (Comitê de Ação à Resistência de Herbicidas).

Produto Inflamável.