Conhecendo o mercado para competir

Conhecendo o mercado para competir

Por:
35 acessos

O apetite da China para a soja é enorme. A curto prazo, e quem sabe mesmo a longo prazo, eles podem não ter outra opção viável para suprir a demanda interna de óleo e proteína comestíveis. Os chineses usam a soja principalmente para alimentar porcos e cozinhar e consomem um terço da soja produzida no mundo.

O Brasil produz cerca de 119 milhões de toneladas de soja, de acordo com a CONAB e USDA / FAS, pouco menos que os EUA. A China impôs uma tarifa de 25% sobre as importações de soja dos EUA no início de julho, em retaliação ao impostos estabelecidos pelo Presidente Trump sobre 34 bilhões de importações da China.

Os preços da soja nos EUA caíram de US $ 10,54 / bushel em abril para US $ 8,20 agora. Onde o Brasil está nesta batalha EUA-China? A soja brasileira é colhida no primeiro semestre, enquanto nos EUA ocorre no segundo semestre. Se os agricultores brasileiros segurarem seus grãos, a China não terá outras opções para comprar.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink