Ácaro rajado

(Tetranychus urticae)

Culturas Afetadas: Abacate, Abacaxi, Abóbora, Abobrinha, Acerola, Algodão, Amendoim, Amora preta, Anonáceas, Azeitona, Berinjela, Cacau, Chuchu, Cravo, Crisântemo , Cupuaçu, Dália, Eucalipto, Feijão, Framboesa, Guaraná, Hortência, Jiló, Kiwi, Maçã, Mamão, Mamona, Manga, Maracujá, Maxixe, Melancia, Melão, Mirtilo, Morango, Pepino, Pêra, Pêssego, Pimenta, Pimentão, Pitanga, Quiabo, Romã, Rosa, Seriguela, Soja, Todas as culturas com ocorrência do alvo biológico, Tomate, Uva

Sinônimos: Tetranychus althaeae, Tetranychus cucumeris e Tetranychus bimaculatus

Esta espécie de ácaro causa danos a várias espécies de plantas. Esta espécie ocorre em várias culturas de importância econômica, como abóbora, algodão, amendoim, berinjela, crisântemo, feijão, maçã, mamão, mamona, melancia, melão, morango, pepino, pêra, pêssego, pimentão, rosa e tomate.

Danos: O ácaro rajado é uma espécie cosmopolita e polífaga, sendo considerada praga primária em diversas culturas. Como todas as espécies de tetraniquídeos, ocorrem na superfície inferior das folhas. As folhas infestadas por este ácaro inicialmente tornam-se amareladas, na face oposta a colônia. Posteriormente, estas áreas ficam necrosadas, ocorrendo perfurações nas folhas. Sob infestações severas, ocasionam a desfolha precoce afetando a produtividade.

Controle: Aplicações de produtos defensivos deve ser realizadas nas horas mais frescas do dia. Usar produtos registrados para as culturas.

Deslize o dedo na tabela abaixo para movê-la horizontalmente
Mostrando 1 até 12 de 68