<img src=http://www.agrolink.com.br/img/bandeiras/band_paraguay.gif alt="Paraguai"> Paraguai vacina 10,4 milhões de bovinos contra aftosa

Agronegócio

<img src=http://www.agrolink.com.br/img/bandeiras/band_paraguay.gif alt="Paraguai"> Paraguai vacina 10,4 milhões de bovinos contra aftosa

Na próxima semana termina a segunda etapa da vacinação contra a aftosa no Paraguai
Por: -Giuliano
136 acessos

Na próxima semana termina a segunda etapa da vacinação contra a febre aftosa no Paraguai e, de acordo com os registros do Serviço Nacional de Qualidade e Saúde Animal (Senasca), a estimativa é imunizar 98% do rebanho total do país, o que representa 10,4 milhões de cabeças de gado.

O prazo de prorrogação da segunda etapa de vacinação antiaftosa vence no próximo domingo (05-08) e, no dia 15 de agosto, termina a data máxima para o registro no Senasca, incluindo a Zona de Alta Vigilância que é ao redor de 15 quilômetros da fronteira com o Brasil.

O segundo período de vacinação de 2007 havia sido estabelecido no período de 15 de junho até 15 de julho, mas o Senasca, mediante resolução, propôs a ampliação do período de vacinação devido ao clima, que acabou atrasando os trabalhos.

De acordo com o presidente do Senasca, Hugo Corrales, atualmente houve um avanço de 90% na vacinação. No entanto, para o serviço veterinário só tem validade os registros que estão em 60%. O registro é a certificação documentada de que os animais realmente foram vacinados.

O rebanho bovino nacional, em relação aos registros do segundo período de vacinação de 2006 e o primeiro período de 2007, e comparando os dois primeiros períodos, de janeiro de 2006 a janeiro de 2007, teve um crescimento de mais de 400 mil cabeças, de acordo com os dados do Senasca.

A importância da vacinação antiaftosa para o Paraguai significa que desta forma o país mantém seu status sanitário livre da doença com vacinação. Esta condição permite manter como clientes os mercados internacionais como o Chile, Rússia, Taiwan e outros, e pensar na abertura de outros mercados mais exigentes, como o da União Européia e dos Estados Unidos. As informações são do jornal ABC Color.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink