“Supertomates” curam hipertensão e crescem no deserto
CI
Imagem: Sheila Flores
GENÉTICA

“Supertomates” curam hipertensão e crescem no deserto

“O que buscamos é que esse tomateiro possa ser regado, por exemplo, com água salgada"
Por: -Leonardo Gottems

Os tomates geneticamente modificados no Japão estariam no mercado local em maio, enquanto no final do ano os chilenos já poderiam comprá-los em feiras nacionais e supermercados. Enquanto isso, um cientista chileno usa a mesma tecnologia para desenvolver tomates que podem crescer em solos desérticos salinos. 

"(A seca) afeta mais de 60% da superfície da terra, especialmente na América do Sul, e  isso é prejudicial à produção de plantas " , disse Claudia Stange , acadêmica do Departamento de Biologia da Faculdade de Ciências da Universidade do Chile ( UCh). 

Por isso, muitos vegetais e frutas passaram da terra para os laboratórios, onde os cientistas trabalham nos alimentos do futuro, capazes de resistir a problemas como a seca e a degradação do solo. Nesse sentido, o tomate foi pioneiro. 

“O que buscamos é que esse tomateiro possa ser regado, por exemplo, com água salgada ou com menos água, pois seria tolerante a essas condições adversas de seca e salinidade. Dessa forma, você economiza água e a produtividade comercial do tomate seria a mesma”, explica Stange. 

Isso é obtido por meio da biotecnologia digital. Uma técnica chamada CRISPR / CAS9 funciona como um editor genético que não só garante que esse alimento vermelho continue chegando à nossa mesa, mas também que ao comê-lo estamos fortalecendo nosso corpo. “Conseguiu-se que uma molécula, um determinado aminoácido, denominado GABA, se acumule dentro do tomate e é isso que, por diferentes reações dentro da fisiologia do nosso corpo, permite reduzir os efeitos da hipertensão”, disse Miguel Ángel Sanchez. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink