1º Seminário Gaúcho do Cultivo de Oliveiras acontece dia 22 de abril no Recanto Maestro

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia nossos Termos de Uso e Termos de Privacidade. Ao clicar em Aceitar & Fechar, você consente com a utilização de cookies.


CI
Imagem: Pixabay
AGRICULTURA

1º Seminário Gaúcho do Cultivo de Oliveiras acontece dia 22 de abril no Recanto Maestro

Encontro reúne investidores, especialistas, profissionais do campo, autoridades regionais e empreendedores
Por:

Com intuito de incentivar e promover o novo, mas forte setor de olivicultura no Rio Grande do Sul, o seminário foi projetado para reunir pessoas em comum de toda a cadeia produtiva do azeite de oliva, além de prover importantes informações técnicas e possibilitar relacionamentos e apresentações que conduzam os interessados a desenvolverem seus produtos no mercado brasileiro e com objetivo claro em resultados de ganhos.

Com forte pensamento de negócios, visto que o Brasil produz apenas 1% do azeite de oliva que consome, o seminário apresentará estudos estratégicos, além de projetos já em andamento, que assumem a missão de restaurar a economia da metade Sul - que, desde 1990, sofre revezes socioeconômicos em sua atividade produtiva, baseada principalmente na pecuária de corte e nos campos de arroz irrigado, tendo a olivicultura como força motriz dessa transformação econômica.

Outra região, que pode se beneficiar muito da produção de oliveiras, é a do Vale do Rio Pardo - que se avizinha territorialmente a Rota das Oliveiras e que mantém características similares de solo e de clima para o cultivo. Um dos fatores que alicerça a presença do plantio aqui é a diversificação - já que a monocultura do fumo, por enquanto, predomina. É um cenário que injeta viabilidade e um novo futuro econômico às famílias de agricultores.

O novo terroir do azeite

A Rota das Oliveiras (instituída pela Lei No. 15.309 em 29 de agosto de 2019) detém clima temperado, aliado ao relevo e tipos de solos encontrados - especialmente as áreas que compreendem as regiões Sul da Campanha e o Vale do Rio Pardo, apresentando especificidades que definem o equilíbrio ideal para o desenvolvimento das oliveiras, realçando atributos organolépticos do azeite de oliva com elevada qualidade.

Painelistas

Gestão de Negócio - Roberto Argenta - investidor das Oliveiras do Recanto Maestro. Presidente da Calçados Beira Rio S.A, líder nacional no ramo calçadista com mais de 9 mil colaboradores diretos, 11 unidades fabris e eleita quatro vezes consecutivas pelo Prêmio Exame como a melhor e maior empresa do segmento têxtil/calçadista no Brasil.

Olivicultura - Fabricio Carlotto Ribeiro - Engenheiro Agrônomo, com Mestrado e Doutorado em Agronomia pela UFPel. Especialista em Fruticultura de Clima Temperado, com ênfase em Olivicultura, atuando em toda cadeia produtiva de oliveiras desde 2007.

Relação Humana e Consumo - Annalisa Cangelosi - Professora italiana que abordará os aspectos históricos e econômicos do cultivo de oliveiras e do papel fundamental que o autêntico azeite de oliva tem na gastronomia mundial.Com intuito de incentivar e promover o novo, mas forte setor de olivicultura no Rio Grande do Sul, o seminário foi projetado para reunir pessoas em comum de toda a cadeia produtiva do azeite de oliva, além de prover importantes informações técnicas e possibilitar relacionamentos e apresentações que conduzam os interessados a desenvolverem seus produtos no mercado brasileiro e com objetivo claro em resultados de ganhos.

Com forte pensamento de negócios, visto que o Brasil produz apenas 1% do azeite de oliva que consome, o seminário apresentará estudos estratégicos, além de projetos já em andamento, que assumem a missão de restaurar a economia da metade Sul - que, desde 1990, sofre revezes socioeconômicos em sua atividade produtiva, baseada principalmente na pecuária de corte e nos campos de arroz irrigado, tendo a olivicultura como força motriz dessa transformação econômica.

Outra região, que pode se beneficiar muito da produção de oliveiras, é a do Vale do Rio Pardo - que se avizinha territorialmente a Rota das Oliveiras e que mantém características similares de solo e de clima para o cultivo. Um dos fatores que alicerça a presença do plantio aqui é a diversificação - já que a monocultura do fumo, por enquanto, predomina. É um cenário que injeta viabilidade e um novo futuro econômico às famílias de agricultores.

O novo terroir do azeite

A Rota das Oliveiras (instituída pela Lei No. 15.309 em 29 de agosto de 2019) detém clima temperado, aliado ao relevo e tipos de solos encontrados - especialmente as áreas que compreendem as regiões Sul da Campanha e o Vale do Rio Pardo, apresentando especificidades que definem o equilíbrio ideal para o desenvolvimento das oliveiras, realçando atributos organolépticos do azeite de oliva com elevada qualidade.

Painelistas

Gestão de Negócio - Roberto Argenta - investidor das Oliveiras do Recanto Maestro. Presidente da Calçados Beira Rio S.A, líder nacional no ramo calçadista com mais de 9 mil colaboradores diretos, 11 unidades fabris e eleita quatro vezes consecutivas pelo Prêmio Exame como a melhor e maior empresa do segmento têxtil/calçadista no Brasil.

Olivicultura - Fabricio Carlotto Ribeiro - Engenheiro Agrônomo, com Mestrado e Doutorado em Agronomia pela UFPel. Especialista em Fruticultura de Clima Temperado, com ênfase em Olivicultura, atuando em toda cadeia produtiva de oliveiras desde 2007.

Relação Humana e Consumo - Annalisa Cangelosi - Professora italiana que abordará os aspectos históricos e econômicos do cultivo de oliveiras e do papel fundamental que o autêntico azeite de oliva tem na gastronomia mundial.

Serviço:
1º Seminário Gaúcho do Cultivo de Oliveiras
Dia: 22 de abril de 2021
Hora : 14 horas
Local: Hotel Business Center
Estrada Recanto Maestro • Restinga Sêca • RS • Brasil
Informações: (55) 3192-0069 | (55) 99969-2763
http://www.hotelrecantobcenter.com.br/


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink