100% do milho gaúcho foi atingido pela estiagem
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
MERCADO

100% do milho gaúcho foi atingido pela estiagem

No Paraná o milho com origem do Paraguai sendo ofertado no oeste e o mercado balcão permanece inerte
Por: -Leonardo Gottems

Informações divulgadas pela TF Agroeconômica indicam que, entre agosto e setembro, a estiagem atingiu 100% do território gaúcho, o que afetou as lavouras de milho. “A situação que se gerou no Rio Grande do Sul e que virou notícia desde novembro, vem se desenhando a médio prazo. O monitor de secas da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico – ANA - demonstrou que entre agosto e setembro, o estado foi atingido em sua totalidade, com áreas que transitavam entre o grau S0 (seca fraca) e S4 (seca excepcional), sendo que as piores regiões foram o sudeste e centro-oeste", comenta. 

Em Santa Catarina a previsão de chuvas está na média para o estado, que tem indicações a R$ 90,00 no janeiro. “As médias catarinenses para os respectivos meses são de 130 a 150 mm no Meio-Oeste, Planalto Sul e Litoral Sul e varia de 150 a 190 mm nas demais regiões catarinenses. Nos meses de janeiro e fevereiro a media mensal é de 200 a 230 mm na Grande Florianópolis e Litoral Norte e varia de 130 a 190 mm do Oeste ao Planalto e no Litoral Sul.  Nesta  quinta,  pouquíssimos  lotes  chegaram  às  mesas  compradoras,  e  a  lentidão  foi  absoluta  em  negócios. Indicações de compra a R$ 89,00 no oeste, contra vendedores a partir de R$ 90,00 mais ICMS e, para janeiro, R$ 90,00 contra R$ 91,00 mais impostos”, completa. 

No Paraná o milho com origem do Paraguai sendo ofertado no oeste e o mercado balcão permanece inerte. “Fora  do  mercado de  importação,  o  clima foi  bastante  quieto  e  as  indicações  permanecem  as  mesmas,  com  o número mágico do produtor permanecendo em R$ 90,00, e compradores a não mais do que R$ 86,00. Mercado balcão, à contramão do mercado financeiro, não refletiu as secas e variou pouquíssimo, cerca de R$ 2,00 por saca desde o início do mês, fechando hoje em R$ 81,00 norte, oeste e centro-oeste; e R$ 83,00 sudoeste”, conclui. 

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.