Abates de suínos cresceram 3,0% no acumulado de janeiro a setembro de 2018

Abate

Abates de suínos cresceram 3,0% no acumulado de janeiro a setembro de 2018

No acumulado do ano (janeiro a setembro), o abate de suínos cresceu 3,0% frente a igual período de 2017
Por:
111 acessos

Nas granjas paulistas, oferta e demanda trabalharam em equilíbrio, o que manteve as cotações estáveis na última semana.  O animal terminado segue negociado, em média, em R$76,00/@. Maior valor registrado este ano. 

No atacado, as vendas estão aquém do esperado pelo mercado, porém as expectativas seguem positivas visto que sazonalmente temos um incremento na demanda para as festividades de final de ano. 

A carcaça teve alta de 1,7% nos últimos sete dias, estando cotada, em média, em R$6,00/kg. A pesquisa trimestral de abate, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foi publicada em 12 de dezembro, com os dados referentes ao terceiro trimestre deste ano. 

O Brasil registrou abate de 11,5 milhões de cabeças de suínos no período, aumento de 4,7% frente a igual trimestre do ano anterior. 

No acumulado do ano (janeiro a setembro), o abate de suínos cresceu 3,0% frente a igual período de 2017.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink