Abiarroz se manifesta sobre oscilações no preço do arroz
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,684 (0,11%)
| Dólar (compra) R$ 5,59 (2,18%)

Imagem: Pixabay

NOTA OFICIAL

Abiarroz se manifesta sobre oscilações no preço do arroz

Nos últimos 25 dias, observou-se uma alta de mais de 30% no custo da matéria-prima
Por: -Aline Merladete
513 acessos

A ABIARROZ (Associação Brasileira da Indústria do Arroz) divulgou nota, no início da pandemia de covid-19, afirmando seu compromisso com o abastecimento do mercado interno, asseguradas as condições de oferta e de logística.

Nas últimas semanas, a indústria tem sofrido enorme dificuldade de acesso à matéria-prima, decorrente da restrição de oferta do arroz, que está concentrada em poder de poucos produtores. Esse movimento tem resultado em falta de referência para comercialização do arroz e na oscilação generalizada nos preços do cereal para cima, tanto para a indústria como para os consumidores.

 A ABIARROZ esclarece que, ao perceber a alta descontrolada de preços, comunicou ao setor produtivo e às autoridades competentes a preocupação de que seja mantido o abastecimento regular do produto até a próxima safra e de que haja estabilidade no preço final ao consumidor, especialmente neste momento de crise pandêmica.

Nos últimos 25 dias, observou-se uma alta de mais de 30% no custo da matéria-prima, além do reajuste já ocorrido em decorrência do aumento da demanda no início da pandemia. Os preços praticados ultrapassaram em 290% o valor do preço mínimo estabelecido pelo governo federal. Importa destacar que a matéria-prima representa parte expressiva do preço de venda do arroz, o que reflete sobremaneira no preço final ao consumidor.

A entidade não apoia ataques pessoais a representantes de segmentos ou autoridades e lamenta a disseminação de inverdades de forma irresponsável e leviana, porquanto atua no cumprimento de sua função econômica e social, com razoabilidade e transparência.  As condições de mercado e o histórico de prejuízos do setor produtivo de arroz justificam reajustes de preços, entretanto, esses fatores não legitimam o absoluto descontrole que se observa diante do grave quadro social de saúde e desemprego atual, com comprometimento da continuidade da atividade industrial e em prejuízo do consumidor.

Asseguradas as condições de retomada da oferta e estabilidade nos preços, a indústria seguirá honrando com seu compromisso junto à sociedade, garantindo o acesso a esse produto tão essencial na alimentação do povo brasileiro.

*Informações da assessoria.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink