Abimaq-CSMIA tem expectativa de aumento de 50% nas vendas

Agronegócio

Abimaq-CSMIA tem expectativa de aumento de 50% nas vendas

Previsão positiva para o segundo semestre é devido às alterações nas taxas do Finame, que devem beneficiar produtores e aquecer o mercado interno
Por: -Janice
238 acessos

As novas condições do Finame (Financiamento para Máquinas e Equipamentos) do Programa de Sustentação do Investimento (PSI) do BNDES podem estimular as vendas no setor neste segundo semestre. Depois de uma queda de 37,8% nas vendas de máquinas e implementos agrícolas entre janeiro e junho de 2009, se comparado ao mesmo período do ano passado, a Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos) pediu condições especiais ao governo federal para aquecer o mercado.

A ação, que baixou juros, melhorou prazos de pagamento, incluindo carência, pode aumentar em 50% a comercialização de máquinas no setor. “É uma oportunidade para o produtor rural mecanizar e modernizar a propriedade e se preparar para uma recuperação econômica a partir de 2010”, afirma o presidente da Câmara Setorial de Máquinas e Implementos Agrícolas da Abimaq, Celso Casale.

O otimismo não é à toa. Os juros para o financiamento de máquinas e implementos agrícolas para produtores de pequeno, médio e grande porte terão taxa de juros de 4,5% ao ano e prazo para pagamento de 10 anos, incluindo dois de carência.

“Essas facilidades no financiamento devem impulsionar as vendas no setor”, comemora Casale. O produtor que quiser aderir ao programa tem que correr. As novas condições permanecem em vigor até o final de dezembro.

Em junho, o setor de máquinas e implementos agrícolas faturou quase R$ 541 mil. Com relação a empregos, houve uma alta de 0,3% comparado com maio. O setor fechou o mês de junho com 41.091 vagas preenchidas.

A CSMIA

A CSMIA (Câmara Setorial de Máquinas e Implementos Agrícolas) é a maior dentre as demais 24 câmaras da Abimaq. Com 154 associados, a CSMIA reúne fabricantes de máquinas destinadas à produção agrícola, desde equipamentos para o preparo de solo, plantio, pulverização, colheita, criação de animais até armazenagem e transporte de produtos agrícolas para as indústrias alimentícias ou direto para a mesa dos brasileiros.

Criada em 1965, a CSMIA acompanhou toda a evolução do setor. Hoje, o agronegócio é responsável por ¼ do PIB brasileiro e o país se tornou referência mundial na produção de tecnologia desse ramo, é um dos maiores produtores de máquinas e implementos agrícolas no mundo.

O trabalho da CMSIA é voltado para estimular uma agricultura autosustentável, permitindo o desenvolvimento de pequenos a grandes produtores, impulsionando o fortalecimento do setor. As informações são da assessoria de imprensa da Abimaq.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink