Acompanhe o desempenho de ontem para café, cacau, suco e algodão
CI
Agronegócio

Acompanhe o desempenho de ontem para café, cacau, suco e algodão

Por:

Café - liquidação continua

Um dia depois da registrar forte queda no mercado, os preços futuros do café continuaram cedendo e encerraram o dia em nova baixa nesta quinta-feira, puxados pelas liquidações dos fundos. Os contratos para maio encerraram o pregão a 72,50 centavos de dólar por libra-peso, na bolsa de Nova York, com recuo de 0,1% (ou 10 pontos), em relação ao pregão anterior.

De acordo com analistas ouvidos pela Dow Jones Newswires, os fundos de investimentos atuaram nas pontas vendedoras e compradoras. No mercado interno, os preços do café fecharam em alta nesta quinta-feira. O índice Cepea/Esalq para a saca de 60 quilos de café encerrou o dia a R$ 198,97, com aumento de 1% sobre quarta-feira. O mercado ainda reflete a queda dos estoques nas mãos das cooperativas.

Cacau - forte queda em NY

As cotações do cacau desceram ao menor patamar nas últimas 12 semanas nesta quinta-feira na bolsa de Nova York, pressionadas por um vigoroso movimento de vendas por parte de fundos e especuladores. Tal movimento foi impulsionado pela divulgação de um relatório do Credit Lyonnais Rouse dando conta de que a produção global da amêndoa deverá alcançar 3,105 milhões de toneladas em 2003/04, 0,8% mais que em 2002/03, conforme a agência Reuters.

Com isso, os contratos para março recuaram US$ 60 por tonelada e fecharam a US$ 1.466, ao passo que os demais vencimentos registraram quedas de US$ 54 a US$ 61. No mercado interno, a arroba caiu para R$ 65, em média, em Ilhéus e Itabuna, segundo a Central Nacional de Produtores de Cacau.

Suco - ainda sem direção

Em mais um dia sem notícias novas capazes de direcionar o mercado e de poucos negócios, as cotações do suco de laranja encerraram a quinta-feira com pequena variação. Os contratos com vencimento em março - cujo período de notificação terá início em dez dias - caíram 20 pontos, para 61,15 centavos de dólar por libra-peso, enquanto os futuros para entrega em maio subiram 15 pontos e alcançaram 63,65 centavos de dólar.

Conclusão: em meio à calmaria, as rolagens de posições deram o tom. E, segundo traders ouvidos pela agência Reuters, as rolagens deverão se intensificar na próxima semana. No mercado interno, a caixa de 40,8 quilos da laranja pêra destinada às indústrias de suco saiu por R$ 6 na média paulista, de acordo com levantamento do Cepea/Esalq.

Algodão - tradings compram

Marcados pelas compras das tradings e de especuladores, os preços futuros do algodão encerraram o pregão em alta nesta quinta-feira. Os contratos da fibra para maio fecharam a 69,78 centavos de dólar por libra-peso, na bolsa de Nova York, com aumento de 2,4% (ou 140 pontos), em relação ao pregão de quarta-feira.

No mercado interno, os preços do algodão seguem inalterados, pelo segundo dia consecutivo. O índice Cepea/Esalq para a fibra tipo 6 está cotado a R$ 2,12 libra-peso, em São Paulo. Segundo o Cepea, o mercado físico se mantém calmo, com poucas negociações. Os compradores estão esperando a colheita da nova safra e pedem mais prazos para pagamento. Os Estados de São Paulo e do Paraná vão intensificar a colheita de algodão a partir do mês de março.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink