Acompanhe o desempenho de ontem para os preços do café, suco, soja e frango
CI
Agronegócio

Acompanhe o desempenho de ontem para os preços do café, suco, soja e frango

Por:

Café - tradings compram

As compras das tradings puxaram os preços futuros do café, que fecharam em alta, ontem, pelo segundo pregão consecutivo. Os contratos do grão para julho encerraram a 75,60 centavos de dólar por libra-peso, na bolsa de Nova York, com aumento de 0,2% em relação ao pregão anterior.

As exportações brasileiras do grão atingiram 2,02 milhões de sacas de 60 quilos em março, com aumento de 12% sobre o mês de fevereiro, de acordo com o Cecafé (Conselho dos Exportadores Brasileiros de Café). O aumento foi atribuído à necessidade dos produtores de fazerem capital de giro, segundo um analista de mercado. No mercado interno, os preços da saca de café de boa qualidade estão cotados entre R$ 205 e R$ 210, segundo dados do Escritório Carvalhaes.

Suco - cangorra em NY

Depois de subirem na terça-feira, as cotações do suco de laranja encerraram o pregão de quarta-feira em Nova York em queda, que, como a alta, também foi motivada, principalmente, por movimentos especulativos. Os contratos com vencimento em maio fecharam a 60,05 centavos de dólar por libra-peso, em baixa de 125 pontos, ao passo que os futuros para entrega em julho caíram 140 pontos, para 62,05 centavos de dólar por libra-peso.

Nesta quinta o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) divulga nova previsão para a safra recorde de laranja da Flórida, mas os traders nova-iorquinos não acreditavam em surpresas. No mercado interno, a caixa de 40,8 quilos da laranja pêra destinada às indústrias de suco saiu por R$ 4,78 na média paulista, segundo o Cepea/Esalq.

Soja - à espera do USDA

A expectativa de que o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) reduza suas estimativas para a produção de soja em países sul-americanos nesta safra 2003/04 motivou a valorização das cotações do grão nesta quarta-feira em Chicago. Novo relatório do USDA sobre oferta e demanda de grãos nos EUA e no mundo é divulgado na manhã desta quinta.

Os contratos com vencimento em maio subiram 7 centavos de dólar e alcançaram US$ 10,16 por bushel, enquanto os futuros para entrega em julho fecharam a US$ 10,18, em alta de 11,50 centavos de dólar. Farelo e óleo também registraram ganhos. No mercado interno, a saca chegou a sair por R$ 55,50 em Paranaguá (PR) e por R$ 48,50 em Rondonópolis (MT), segundo a Agência Rural.

Frango - novo recuo em SP

Excesso de oferta e desaquecimento no consumo voltaram a derrubar o preço do frango vivo em São Paulo na última terça-feira. O quilo da ave na granja caiu de R$ 1,15 no início da semana para R$ 1,10 o quilo, apurou a Jox Assessoria Agropecuária.

Já o frango abatido resfriado ficou estável ontem, segundo a Jox, em R$ 1,58 o quilo, em média, no médio atacado. Conforme Oto Xavier, da Jox, os volumes de venda de frango resfriado começaram a melhorar ontem no Estado de São Paulo porque o varejo está antecipando as compras em função do feriado da sexta-feira. Isso permitiu a estabilidade no atacado. Em comparação com a quarta-feira da semana passada, houve queda de R$ 0,02 e em 30 dias o recuo no preço foi de R$ 0,27, conforme a Jox.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink